quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Está proibido o Abraço da Paz, nas igrejas católicas de Alagoas, por causa da Gripe A

A Arquidiocese de Maceió distribuiu nota à imprensa, nesta terça-feira (18), a respeito de normas que serão respeitadas nas celebrações litúrgicas, a partir de agora, para prevenir a disseminação da Gripe A (H1N1). A nota foi enviada pelo Padre Eduardo Tadeu Lopes da Silva, coordenador da Pastoral da Comunicação e faz parte de uma decisão tomada pelos Arcebispos e Bispos do Regional Nordeste 2, que envolve os Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas e visa alertar os fiéis sobre o comportamento que deve ser adotado.

NOTA AOS FIÉIS

Oe Arcebispos e Bispos do Regional Nordeste 2 (Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas), na reunião do Conselho Episcopal, em Petrolina (PE), no dia 12 de agosto deste ano, tendo em vista o compromisso com a defesa da vida, dom maior de Deus, a responsabilidade de todos na promoção do bem comum, decidiram algumas medidas de prevenção da Gripe A (h1N1), a serem adotadas nas suas respectivas Dioceses.

1. Os fiéis que apresentarem sintomas de gripe devem evitar o comparecimento aos encontros da Paróquia, (Missas, reuniões), mesmo em dia de domingo, devendo procurar o quanto antes a unidade de saúde mais próximas para um diagnóstico seguro sobre o tipo de gripe ou resfriado que têm. Eles poderão sempre unir-se à celebração da Santa Missa através do Rádio ou da Televisão. Igual cuidado devem ter os pais, com relação à crianças da Catequese.
2. Cuide-se, na medida do possível, que as igrejas e locais de celebração e de reuniões estejam bem arejados, com e portas abertas.
3. Os Celebrantes e os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão, antes da celebração, devem lavar cuidadosamente as mãos e, imediatamente antes da distribuição da Santa Comunhão, lavar as mãos com o álcool gel, que deverá ser utilizado novamente após a distribuição da Eucaristia.
4. Não se deve receber a Sagrada Hóstia diretamente sobre a língua, mas somente na palma da própria mão. O fiel deve imediatamente levar a partícula à própria boca, comungando na frente do Sacerdote ou Ministro.
5. Igualmente, não se distribua a Sagrada Comunhão sob as duas espécies, não permitindo que o fiel, uma vez recebida a Hóstia, a molhe no Cálice, nem entregando ao fiel a Hóstia previamente molhada no Precioso Sangue.
6. Sejam omitidos, nas celebrações, o abraço da paz e as orações de mãos dadas.
7. Até segunda ordem, não devem ser enchidas as pias de água benta, nas entradas das igrejas. As pessoas que desejarem, peçam ao Sacerdote para benzer a água, que utilizarão, em particular, nas próprias casas.

Alagoas em Real/NC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.