quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Escolas de Houston proíbem 'torpedos sexuais' entre alunos


Conteúdo cada vez mais comum é chamado de 'sexting'. Mais de 200 mil alunos ficaram sabendo da proibição ao voltar de férias.

Milhares de estudantes em Houston, no Texas, descobriram na volta às aulas que estão proibidos de enviar mensagens, fotos e vídeos via telefone celular com conteúdo sexual -- a prática, cada vez mais comum entre os adolescentes, é conhecida como sexting.


Uma das maiores escolas da cidade norte-americana decidiu adotar a nova regra antes que seus 200 mil alunos voltassem das férias.

“Alguns diretores levantaram essa questão, então criamos esse documento dizendo ser proibido enviar, receber e possuir mensagens com conteúdo sexual”, afirmou Hans Graff, assistente-geral do conselho da Houston Independent School.

A organização é responsável pelo sistema de escolas públicas do Texas e fornece aos alunos uma educação especializada, voltada ao mercado profissional. “Os diretores afirmaram que essa questão [do sexting] pode se tornar um problema cada vez maior”, disse Graff à France Presse.


Um estudo recente, realizado nos EUA, descobriu que 22% das adolescentes e 18% dos jovens norte-americanos já enviaram ou publicaram imagens ou vídeos na internet em que eles aparecem nus ou semi-nus. “Um aluno pode enviar fotos para seu namorado e, depois que eles terminam, ele repassa essas imagens para todo mundo”, disse Graff.

Além de causar possíveis traumas, o assistente-geral afirma que esse tipo de conteúdo viola as leis que proíbem fotos sexuais em que aparecem crianças. “Qualquer imagem desse tipo pode ser considerada pornografia infantil, e não estamos interessados em ver nossos alunos sendo punidos criminalmente”, afirmou.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.