sábado, 22 de agosto de 2009

Emerson diz que houve exagero sobre balada e descarta complô evangélico

O volante Emerson concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira, no CT Rei Pelé, e explicou sobre os boatos dizendo que ele teria saído carregado de uma casa noturna na cidade de Santos por estar muito bêbado. O ex-atleta da Seleção Brasileira não negou que estava na balada, porém disse que houve exagero por parte da imprensa e tachou como lamentável o ocorrido.

“Lamentável isso. As pessoas exageram. Estou tendo uma readaptação, estava há 12 anos fora do país. E lá eles cobram muito isso, a disciplina, e por isso muitos não ficam lá. E ninguém nunca duvidou da minha conduta lá. É lamentável chegar no meu país e ter que passar por certas situações. E pra quem não me conhece, eu assumo todas as minhas responsabilidades. Eu fiquei esse tempo todo lá fora pela minha postura e quero colocar uma pedra nisso”, afirmou Emerson.

Apesar de não gostar dos boatos, Emerson não concordou com o técnico Vanderlei Luxemburgo. O treinador afirmou que torcedores disseram que foram os evangélicos que inventaram o fato de Emerson deixar o local bêbado, por estarem defendendo o volante Roberto Brum, evangélico declarado, e que foi afastado por Vanderlei Luxemburgo.

“Eu jamais ia pensar uma coisa dessas. Não conheço até mesmo os meus companheiros de estar treinando e jamais falaria do Brum, que não estou tendo contato. Não cabe a mim esse assunto e não gostaria de acreditar em uma coisa dessas. Não acredito nisso, mas estou aqui há 20 dias”, disse o volante.

Emerson, inclusive, afirmou que a saída para a noite, não atrapalhou sua recuperação física. Tanto é que o volante se colocou à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo para o jogo contra o Goiás, no próximo domingo, no Serra Dourada.

“Estou bem melhor, estou conseguindo fazer todo trabalho, toda programação, que foram treinamentos pela manhã e tarde. Eu só folguei um domingo, em todos esses dias. Eu tive uma perda de peso, já que estava há dois meses parados. Conseguimos atingir aquilo que queríamos, com a perda de 7 kg. A gente sabe que nos jogos é diferente. Eu estou à disposição do professor”, concluiu.

Fonte: Terra

O VERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.