quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Edital para PRF deve ser publicado até quinta

A Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência (Funrio) será organizadora do concurso

Está tudo pronto para ser publicado no Diário Oficial da União (DOU) na próxima quinta-feira, 13, o edital para realização de concurso público para preenchimento de 750 vagas para o cargo de Agente da Carreira de Policial Rodoviário Federal, antes conhecido como Policial Rodoviário Federal. A Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência (Funrio) será a organizadora do concurso, conforme foi definido na última segunda-feira, 10.

Passados os quatro meses de autorização (13 de abril), o prazo limite para publicação se vence na quinta-feira. Mas a chefe da divisão de concursos e seleções da PRF em Brasília, Luciana Silva, garante que a publicação deve ser realizada antes do fim do prazo. “Amanhã estaremos encaminhando o edital para imprensa nacional para que ele seja publicado oficialmente na quinta-feira”, afirma.

As vagas não devem atender aos estados do Pará e do Mato Grosso, já que ainda está em andamento outro concurso realizado no ano passado com vagas destinadas a essas localidades. Porém, de acordo com a assessoria da PRF, à exceção desses dois estados, todo o Brasil será contemplado com as vagas, embora não esteja definida ainda a quantidade para cada estado. A remuneração inicial está prevista para R$ 5.620,12. A previsão é de que a contratação dos novos agentes seja em abril do ano que vem.

Saiba mais:

> De acordo com a Medida Provisória n°431 sancionada pelo presidente Luis Inácio Lula da Silva em 22 de setembro do ano passado, os cargos que antes exigiam nível médio, agora exigem nível superior. A mesma medida mudou a denominação do cargo de Policial Rodoviário Federal para Agente da Carreira de Policial Rodoviário Federal.

> De acordo com a assessoria da PRF, a exigência de nível superior para concorrer às vagas foi para melhorar a qualidade dos serviços que a PRF presta aos usuários de rodovias federais.

> Quanto à troca da denominação do cargo, trata-se de organização, não acarretando mudanças na carreira. Antes, o candidato ingressava como Policial Rodoviário Federal e se aposentava como Policial Rodoviária Federal. Agora, ele entra como Agente, após certo tempo de serviço é promovido a Agente Especial e se aposenta como Inspetor. Entretanto, a carreira não muda, continua sendo a de Policial Rodoviário Federal.

> Com a autorização do concurso da PRF, o número de vagas autorizadas até agora é de 3.918 com editais que ainda não foram publicados. São concursos que foram autorizados desde o ano passado, como por exemplo, o do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT), com 100 vagas. Ainda falta a autorização do concurso da Receita Federal, outro muito aguardado.

Serviço:

www.dprf.gov.br

O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.