sexta-feira, 7 de agosto de 2009

CPI da Pedofilia apresenta relatório parcial


A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia e do Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil realizou nesta quinta-feira (6/8) a oitava reunião ordinária. O objetivo foi apresentar o relatório parcial obtido com os encontros do primeiro semestre, que contaram com a presença de pessoas atuantes na luta contra o abuso de crianças e adolescentes, bem como de entidades e Organizações Não-Governamentais.

No início da reunião, o vereador Marcelo Aguiar (PSC), presidente, passou a palavra ao vereador Carlos Alberto Bezerra Jr. (PSDB), relator, para que fosse apresentada uma síntese dos trabalhos realizados até o presente momento, bem como os desafios para a segunda fase desta CPI.

Um dos principais tópicos do relatório está a importância em desobstruir o fluxo de atendimento das vítimas, bem como utilizar as políticas já existentes no município em prol do plano municipal que será apresentado ao término da CPI.

Após uma breve retrospectiva das atividades realizadas na cidade de São Paulo, os vereadores fizeram diligência para, na próxima reunião, visitar a Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência, Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (CMESCA) para acompanhar as atividades do órgão.

“Neste momento a CPI entrará na fase investigativa, nosso foco serão as diligências”, explicou o vereador Marcelo Aguiar. “Será um momento de intenso trabalho, mas todos os integrantes têm por objetivo comum apresentar um plano municipal satisfatório e eficaz para esta cidade, esta é a nossa prioridade.”

Os integrantes da CPI da Pedofilia criticaram o desatendimento dos representantes do Disque 100 aos convites para participar de uma das reuniões, órgão que recebe denúncias de violência sexual contra menores de todo o país. Na cidade de São Paulo, o serviço é de responsabilidade da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. Os vereadores também apontaram a ausência de informações e dados por parte da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social (SMADS).

Estiveram presentes à reunião os vereadores Marcelo Aguiar, presidente; Quito Formiga (PR), vice-presidente; Carlos Alberto Bezerra Jr., relator; Juliana Cardoso (PT); Sandra Tadeu (DEM); e Floriano Pesaro (PSDB).

Fonte: Assessoria de Imprensa

O VERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.