terça-feira, 11 de agosto de 2009

CONCURSO DO MPU ESTA QUASE SAINDO

Ministério Público da União (MPU) elabora projeto para criação de 6.804 cargos

O Ministério Público da União (MPU) enviou à Câmara dos Deputados, em caráter de urgência, projeto de lei que visa à criação de 6.804 cargos. Foram solicitadas 3.749 vagas para analista (nível superior) e 3.055 para técnicos (nível médio). Além disso, o PL pede mais 3.675 funções comissionadas.

De acordo com o projeto, a criação de cargos e funções deve-se a crescente demanda por prestação jurisdicial, ao longo dos últimos anos e vem impondo ao MPU intensa atividade que exterioriza, cada vez mais, a urgente necessidade de ampliação do seu quadro de servidores.

Distribuição de vagas - As oportunidades serão distribuídas da seguinte maneira: Ministério Público Federal 1.694 ao cargo de analista, 620 técnicos e 1.531 funções comissionadas. Ministério Público do Trabalho - 1.540 analistas, 1.540 técnicos e 1.037 funções comissionadas. Ministério Público Militar 83 analistas, 31 técnicos e 359 funções comissionadas. Ministério Público do DF e territórios 432 analistas, 864 técnicos e 728 funções comissionadas.

Atualmente, o MPU conta com a estrutura de dois analistas e três técnicos por membro, e se aprovado o projeto de lei, passará a contar com a estrutura de três analistas para cinco técnicos por membro. Segundo o projeto de lei, a proposta irá atender, em caráter emergencial, a continuidade dos serviços do órgão.

Atribuições De acordo com o edital anterior, analistas administrativos realizam atividades de nível superior a fim de proporcionar o adequado funcionamento e desenvolvimento organizacional. Já os técnicos têm como função realizar atividades de nível intermediário, relacionadas ao planejamento, organização e execução de tarefas que envolvem a função de suporte técnico e administrativo às unidades organizacionais do Ministério Público da União.

Seleção anterior O último concurso para os mesmos cargos ocorreu em 2006. Os vencimentos iniciais oferecidos para analistas eram de R$ 4 mil, e técnicos R$ 2,4 mil. A seleção foi organizada pela Fundação Carlos Chagas e as inscrições custaram R$ 45 para nível médio e R$ 60, nível superior. Os candidatos passaram por provas de conhecimentos básicos e específicos.

http://www.jusbrasil.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.