quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Cerca de 65% das mulheres contraem HPV na primeira relação sexual

Cerca de 65% das mulheres do mundo são contaminadas pelo vírus HPV (papilomavírus humano) na primeira relação sexual. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, 90% delas conseguem ser curadas em até dois anos, mas as que não conseguem eliminar o vírus, podem sofrer de câncer no útero.

O homem é o principal transmissor da doença. “Estudos internacionais, envolvendo brasileiros, mexicanos e norte-americanos, mostraram que 73% dos brasileiros estudados apresentaram o DNA do vírus”, disse em nota Elsa Gay, ginecologista do Hospital das Clínicas.

A infecção pelo vírus HPV pode ser agravada entre as fumantes e as que se alimentam incorretamente. O diagnóstico da doença é feito pelo exame de Papanicolau.

A contaminação é comum entre jovens de até 25 anos, mas mulheres com mais de 50 correm risco semelhante, por causa da baixa imunidade e a busca por parceiros mais jovens.

Sexo

De acordo com a ginecologista Elsa Gay, cerca de 30% das mulheres iniciam a vida sexual antes dos 14 anos. “Esse inicio precoce da vida sexual pede ainda mais prevenção que a esperada dos sexualmente ativos”, disse.

eBAND

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.