quinta-feira, 30 de julho de 2009

Pedofilia: Pastor preso por violentar adolescente de 13 anos


IPATINGA - Um crime foi descoberto na manhã de ontem em uma igreja evangélica na rua Colônia, no Morro São Francisco, onde a Polícia Militar prendeu o pastor Delmiro Justino Drumond, 26 anos, acusado de violentar sexualmente uma adolescente de 13 anos. O líder religioso passou a noite com a menor no templo, onde aconteceu a relação sexual.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

O caso acabou descoberto pelo irmão da vítima, M. R. P., 22, na manhã de ontem, na avenida Selim José de Sales, no bairro Canaã. O rapaz passou várias horas atrás da adolescente, até que ela foi encontrada com uma sacola contendo biscoitos. “A garota foi a primeira a confirmar o caso”, disse o sargento Ernesto Júnior, que trabalhou no caso com o cabo Coelho.

Os policiais militares foram atrás do pastor evangélico e ele acabou confirmando o envolvimento com a adolescente. “Ela (menor) alega que encontrou com o pastor na igreja, e disse que estava com fome. O pastor foi até a casa dele, pegou biscoitos e disse à sua mulher que iria passar a noite no monte, orando”, revelou o sargento Ernesto.

Na igreja Pentecostal Nascer em Cristo foi recolhido um colchonete, usado no encontro amoroso do pastor com a adolescente. A dona de casa Tatiana da Silva Drumond, 21, chegou ao local quando o objeto era recolhido, e ao ficar sabendo do caso desferiu um tapa na adolescente, recebendo voz de prisão por agressão.

Nada a dizer
A garota foi levada ao Hospital Márcio Cunha, onde um exame médico constatou a ruptura do hímen no ato sexual. Ela estava acompanhada de familiares e parecia estar horrorizada. Todos os envolvidos foram levados para a Delegacia Adjunta de Orientação a Menores e Mulheres de Ipatinga.

A delegada Irene Angélica Franco confirmou que o pastor confessou ter mantido a relação sexual com a adolescente. Diante da confirmação, Delmiro foi autuado em flagrante por crime de estupro presumido, ou seja, manter relação sexual com menor de 14 anos de idade. Ele foi levado para o Ceresp. Sua mulher, Tatiana, após ser ouvida e se comprometer a comparecer em juízo, foi liberada.

O DIÁRIO DO AÇO tentou conversar com o pastor, porém ele não quis dar entrevista. Ao lado da mulher, Delmiro ficou o tempo todo de cabeça baixa e segurando uma das mãos de Tatiana. Apesar de admitir o erro, alegou que não teria nada para falar naquele momento.
Tatiana, por sua vez, disse que não vai abandonar o marido nesta situação. “A única coisa que digo é que ele falhou mesmo, mas que eu o amo e vou esperá-lo com os meus filhos”, disse chorando a jovem mulher do pastor, com o qual tem quatro filhos, o mais novo de dois meses e o mais velho de cinco anos de idade.

Família pede punição
O DIÁRIO DO AÇO acompanhou a saída dos familiares da adolescente após o exame realizado no Hospital Márcio Cunha, onde constatou-se que a garota havia tido a relação sexual. O irmão dela se diz revoltado. “O sentimento é de revolta, de frustração, por saber como existem pessoas deste nível e que ainda se dizem servos de Deus”, desabafou.

Ele contou que, ao saber do desaparecimento da menor na noite de anteontem, foi a vários lugares atrás da garota, sua irmã por parte de mãe. “Eu fui à igreja, buzinei, procurei em casas de amigas dela, e não a encontramos. Estive na casa desse suposto pastor, mas também não o encontrei. Eu fui até ao Monte da Resposta, ao lado da Cenibra, mas não o encontrei onde ele deveria estar”, disse.

O rapaz afirmou ainda que notou uma mudança no comportamento da irmã há alguns meses, desde que ela passou a frequentar a igreja. “Ela sempre foi uma garota boa em casa, e depois de ir à igreja começou a chegar tarde. Os pais colocavam horário pra ela chegar, mas o pastor disse que precisava dela para cantar e pregar na igreja. Na verdade, ele enganou a todos”.

Fonte: Jornal Diário do Aço / Gospel+
Via: Pavarini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.