sexta-feira, 17 de julho de 2009

O Pastor Coca-Cola abre seus Templos no Brasil

Segundo a SuperInteressante, ed maio/2009, pg15-19, por Larissa Santana, enfim a Igreja Redeemed Christian Church of God (ou Igreja de Deus dos Cristãos Redimidos - nome a ser adotado oficialmente em português), chegou ao .
Dentro do mercantilismo da fé, esse conglomerado que compõe a igreja está em 117 países e com mais de 5 milhões de seguidores (é comparada na África ao fenômeno IURD, de Edir Macedo). Entretanto, a polêmica faz parte desta que é conhecida internacionalmente como “Coca-Cola das Igrejas“. Seu pastor, Enoch Adeboye, se orgulha do título de pastor Coca-Cola. Eleito uma das 50 pessoas mais influentes do mundo, disse que a multinacional de americanas projeta que em 2020 haverá ao menos 1 Coca-Cola na de cada família no mundo; assim também sua igreja terá nesta mesma época 1 fiel em cada lar no planeta.
A troco de 10% do dízimo, que deve ser rigoroso no pagamento, calcado em uma estrutura de comunicação formada por aberta, TV a cabo, Revistas, Rádios, Jornais, Universidades e empresas comerciais, a Igreja saiu da Nigéria e ganhou a Europa e EUA. Promessas de cura da Aids e prosperidade financeira chamaram a atenção de autoridades, preocupadas com o charlatanismo. Dentre seus milagres, alega dirigir seu sem combustível, por obra de Deus.
No Brasil, os primeiros templos serão abertos em Uberlândia, São Paulo, , Porto Alegre e Brasília, e deseja alcançar, veja só, 20 milhões de fiéis, tornando o país o mais convertido de sua Igreja no mundo.

Professor Porcari/NC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.