terça-feira, 14 de julho de 2009

Livro sobre vida sexual de Michael Jackson promete gerar mais polêmicas



Um novo livro sobre a vida do cantor Michael Jackson promete gerar mais polêmicas em torno da morte do ídolo.

Siga o Vooz no Twitter

De acordo com informações do jornal The Sun desta segunda-feira (12), Michael Jackson tinha uma sequência de amantes gays que era seduzido por ele com a frase: “O rei do pop vai lamber o pirulito”.O livro diz que o cantor saía de casa na madrugada vestido como uma mulher para manter relações com um amante do sexo masculino.

Ian Halperin, autor do livro, fez revelações bombásticas, onde garante ter entrevistado diversas pessoas que dizem que o rei do pop era homossexual. Um dos amantes era um garçom e outro um aspirante a ator. Esse, aspirante, disse que teve com Michael um affair durante três semanas: “Ele era muito tímido. Mas na relação sexual era insaciável“, contou.

Ainda no livro, perguntado sobre sua sexualidade Jackson teria dito: “Não, eu não sou gay. Eu não sou uma bicha. Eu não vou ter um colapso nervoso, porque as pessoas pensam que eu gosto de fazer sexo com homens.”

Halperin garante que Michael Jackson sabia que estava condenado e que teria advertido a filha Paris, 11, que iria morrer em breve. O livro diz também que o seu assessor teria lhe dito: “Alguém quer ele morto. Davam-lhe remédios como se fossem balas“.

VOOZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.