terça-feira, 7 de julho de 2009

INSS confirma pedido de 3 mil vagas


A Assessoria de Imprensa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) confirmou à FOLHA DIRIGIDA na última segunda-feira, dia 6, que a autarquia solicitou ao Ministério do Planejamento 3 mil vagas para novo concurso, sendo mil para perito-médico e as outras 2 mil divididas entre técnico e analista do seguro social (a distribuição por esses dois cargos ainda não foi informada).

Para concorrer a técnico do seguro social é necessário ter nível médio. Já para analista, formação superior (no entanto as áreas ainda não foram definidas). Já quem tem formação em Medicina poderá concorrer a uma vaga de perito-médico. Os classificados nestas duas primeiras carreiras vão tabalhar na área de atendimento das agências do INSS.

Os novos servidores serão contratados em regime estatutário, que assegura estabilidade, e receberão remuneração inicial de R$3.163,29 (técnico), R$3.395,35 (perito-médico) e R$4.363,65 (analista), valores que incluem vencimento base e gratificações de desempenho e de atividade executiva, nesse caso só para técnico e analista. A jornada semanal é de 40 horas.

Orientação de especialistas na área de concurso é para que os interessados já iniciem os estduos, pois seleções como a do INSS costumam atrair milhares de candidatos, sendo indispenável uma preparação antecipada.

De acordo com o vice-presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps), Alexandre Barreto Lisboa, a realização de concurso é essencial, já que nos dois próximos anos, mais de dez mil funcionários vão se aposentar e 729 agências serão inauguradas este ano, em todo o país, o que demanda a necessidade de contratação de pessoal.

“Se for pensar em nível nacional, quase mil servidores devido a aposentadorias, deligamentos e óbitos. É um número muito alto, por isso a necessidade de reposição é muito grande”, relatou Alexandre Lisboa.

Segundo ele, a carência no Rio de Janeiro se acentua devido à falta de concursos para a cidade. “O Rio de Janeiro tem muitos servidores antigos, já em idade de aposentadoria. Então, se não houver uma reposição imediata com concursos que realmente preencham essa lacuna, nós vamos perder um conhecimento, que é a experiência desses servidores na instituição”, finalizou o vice-presidente da Anasps.

Autarquia também quer chamar mil aprovados do último concurso

De acordo com a assessoria de imprensa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o órgão também solicitou ao Ministério do Planejamento outras mil vagas para convocar os aprovados no último concurso, realizado em 2007, para técnico e analista do seguro social. Como todas as vagas oferecidas (duas mil, sendo 1.400 para técnico e 600 para analistas) já foram preenchidas, com a autorização dessas vaga, serão convocados os aprovados remanescentes. Essa seleção foi prorrogada até abril de 2010.

Caso seja autorizada a contratação de mais mil aprovados, serão chamados mais 700 técnicos e 300 analistas.

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.