terça-feira, 14 de julho de 2009

Idosa é baleada dentro de igreja durante tiroteio na Cidade de Deus


Pelo menos uma pessoa ficou ferida na noite desta segunda-feira (13) durante um confronto envolvendo policiais militares do 18º BPM (Jacarepaguá) e traficantes na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Segundo testemunhas, a vítima, identificada como Elizabeth dos Santos, de 60 anos, foi atingida por uma bala perdida dentro de uma igreja.

De acordo com a polícia, PMs checavam uma denúncia na região, quando foram recebidos a tiros pelos traficantes. Assustados, moradores correram pelas ruas da favela e comerciantes fecharam as suas lojas.

O pastor da igreja, que não quis se identificar, disse que realizava um culto quando aconteceu o tiroteio. Ele afirmou que ouviu os disparos e correu para tentar fechar a porta do templo. Em seguida, ele ouviu Elizabeth dizer que tinha sido atingida no rosto.

“Eu ouvi o primeiro tiro e corri para fechar a porta. Foi quando eu vi várias pessoas e policiais correndo. Alguns moradores correram em direção à igreja para se protegerem. Havia dezenas de pessoas dentro da igreja. Uma bala atravessou a janela e atingiu essa senhora”, contou.

Com a ajuda de moradores, Elizabeth foi socorrida e levada para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste. Segundo o hospital, ela foi baleada de raspão no rosto. A idosa passou por exames, foi medicada e liberada em seguida.

Segundo a polícia, o confronto já terminou. A situação é de aparente tranquilidade no local. Ainda não há informações sobre presos e apreensões.

Policiamento comunitário

Apesar do tiroteio dessa segunda-feira, moradores dizem que a violência diminuiu desde que foi instalado um posto de policiamento comunitário na favela. Desde o início do ano, policiais militares que receberam treinamento especial fazem a segurança de dentro da comunidade.

“Nossa comunidade ficou abandonada há quase 20 anos, mas com o policiamento comunitário a criminalidade caiu muito. Temos ainda muitos casos de brigas e confusões, mas as mortes diminuíram bastante. Na minha opinião, o que deve ser feito agora é tentar trazer esse pessoal do crime e trazer de volta à sociedade”, completou o pastor.

Tiros no Chapéu Mangueira

Um tiroteio também assustou moradores na noite desta segunda-feira no Morro Chapéu Mangueira, no Leme, na Zona Sul do Rio. Segundo a polícia, o confronto teria envolvido traficantes rivais.

Policiais do 19º BPM (Copacabana) estiveram no local. De acordo com o batalhão, nenhum suspeito foi encontrado. Não há registro de novos tiroteios. A polícia reforçou a segurança nos principais acessos ao morro.

Fonte: G1

OVERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.