sábado, 4 de outubro de 2008

Decreto saudita ordena mulheres a usar véu que tapa um olho


Um ulemá saudita emitiu um édito religioso em que ordena que as mulheres ocultem seu rosto com um véu deixando descoberto apenas um olho, informa hoje o jornal egípcio em inglês "Daily News".

Segundo Mohammed al-Habdan, a fatwa (édito religioso com categoria de lei) tem como base legal a ação de Ibn Abbas, um dos companheiros do profeta Maomé, que leu um versículo do Corão sobre o véu feminino, com a cabeça tapada e um único olho descoberto, "o justo para poder ver o caminho".

Segundo o clérigo, uma mulher que mostre os dois olhos comete "uma incorreção" do ponto de vista da lei islâmica.

A fatwa foi divulgada pelo próprio Hadan durante sua participação em um programa da televisão[bb] árabe por satélite "Al-Majd", que nos últimos meses serviu de meio para anunciar outros éditos igualmente controvertidos, segundo o "Daily News".

As fatwas são um instrumento de caráter jurídico muito polêmico no mundo islâmico.

Normalmente, são emitidas por requerimento de um crente, que não encontra resposta para um dilema moral no Corão ou nas outras duas fontes principais de direito muçulmano, a Sunna e o Hadith.

Podem ser de natureza muito variada e em algumas ocasiões dar lugar a obrigações difíceis de cumprir como a decisão de outro clérigo saudita que proibiu as festas de aniversário.

Seu grau de aceitação entre os fiéis costuma estar relacionado com o prestígio do próprio ulemá.

EFE

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Casal é espancado até a morte em ritual antifumo


Cerimônia realizada pelos próprios familiares termina com pessoas feridas e alguns detidos.
Parentes espancaram um casal na Malásia até a morte em um ritual supostamente destinado a fazê-los parar de fumar, conta a polícia local nesta sexta, dia 3.

O casal morreu de traumatismo craniano depois de ser atingido com cabos de vassoura e capacetes de moto durante uma reunião familiar[bb] em uma casa em Kuala Lumpur, capital da Malásia, nesta quarta, dia 1º, informou o chefe do departamento de investigações criminais da cidade, Ku Chin Wah.
Um dos filhos do casal e outros três familiares permanecem sob custódia. Outros quatro membros da família detidos foram soltos.
De acordo com os detidos, um sobrinho sugeriu o ritual de espancamento depois que o homem disse que não poderia parar de fumar e a mulher reclamava de problemas no fígado.
Não ficou claro quem foi o responsável pelas mortes, mas a mídia local afirmou que o sobrinho convenceu todos os membros da família muçulmana a baterem uns nos outros.
A sobrinha de 15 anos do casal, também ferida no ritual, foi hospitalizada. Muitos outros, incluindo os filhos do casal, que têm 14, 19 e 21 anos, também sofreram ferimentos.
A polícia ainda investiga o caso. A mídia local divulgou que acredita-se que a família se juntou recentemente a uma seita, mas isto não pôde ser confirmado.

Estadão

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Defesa vai ao STF contra extradição de fundadores da Renascer

Advogados entraram com pedido de habeas corpus no STF nesta sexta.
Casal de bispos está nos EUA, onde foi preso por lavagem de dinheiro.

Os advogados do casal Estevan Hernandes Filho e Sonia Haddad Moraes Hernandes, bispos e fundadores da Igreja Renascer em Cristo, entraram com pedido de habeas corpus nesta sexta-feira (3) contra o pedido de extradição feito pelo Brasil[bb] aos Estados Unidos[bb], onde eles também têm residência.
Os bispos são acusados de lavagem de dinheiro por meio de organização criminosa. A defesa do casal alega que o pedido de extradição viola acordo entre Brasil e Estados Unidos, segundo o qual o crime de lavagem de dinheiro não é passível de extradição.
A defesa argumenta ainda que o pedido de extradição apresentado pela 1ª Vara Criminal de São deve ser revogado por não apresentar fundamentação legal, já que o pedido de prisão preventiva do casal acabou suspenso. No pedido de habeas corpus, a defesa diz que “não existe mais o pedido de prisão a validar qualquer extradição, tornando-a mesmo, por absoluto, pantanosa”.
Prisão
Os fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Estevam e Sonia Hernandes estão nos Estados Unidos, onde foram presos após tentarem entrar naquele país em janeiro de 2007 com dinheiro não declarado. Parte dele dentro de uma Bíblia com fundo falso.
Após serem presos e julgados, eles foram condenados pelo juiz Federico Moreno, do Tribunal Federal do Sul da Flórida, a cumprir pena intercalada. O casal foi condenado a cumprir cerca de cinco meses de prisão em regime fechado e mais cinco meses de prisão domiciliar nos Estados Unidos. Estevam Hernandes ficou preso do início de agosto até o dia 29 de dezembro de 2007. No final de janeiro, Sonia Hernandes se apresentou à Justiça americana e foi encaminhada para prisão em Talhahase, na Flórida.
Além da prisão, Estevam e Sônia Hernandes pagaram, cada um, multa de US$ 30 mil à Justiça americana. Eles terão ainda que cumprir dois anos de liberdade vigiada contados a partir da data da divulgação da sentença do juiz americano, dia 17 de agosto de 2007. Por causa dessa decisão, eles só poderão sair dos EUA com autorização judicial.

G1

FONTE: www.overbo.com.br

Noiva presa ao sair da igreja

INGLATERRA - O dia do casamento é um desses marcos na vida de uma pessoa que perduram na memória para sempre. Para uma jovem portuguesa residente em Inglaterra a data de 17 de Setembro é inesquecível por duas razões: foi o dia em que se casou e o dia em que foi detida pelas autoridades minutos depois da cerimônia, ainda vestida de noiva.

(Fonte: Correio da Manhã/Adaptado por O Verbo) - A portuguesa – cujo nome não foi divulgado – tinha acabado de trocar os votos matrimonias com um nigeriano de 37 anos na igreja de Dulwich, arredores de Londres, quando o carro em que seguia foi apanhado por uma câmera policial. O sistema de detecção de matrículas assinalou que o veículo era procurado e os polícias estranharam o fato de o noivo não ser nenhum dos dois homens que a acompanhavam.

A polícia e a agência de fronteiras detiveram o noivo e realizaram buscas nas moradas do casal, que vivia em casas separadas. Encontraram vários passaportes com nomes diferentes, mas sempre a mesma foto.

O nigeriano e mais dois compatriotas estão detidos e aguardam a extradição. Quanto à desafortunada noiva, saiu sob fiança, mas deverá ser acusada de auxílio à imigração ilegal, um crime que lhe pode custar 14 anos de prisão.

PORMENORES

Decisão em Novembro


A jovem portuguesa foi detida mas saiu em liberdade sob fiança. As autoridades têm até 6 de Novembro para decidir se a acusam de casamento falso e auxílio à imigração ilegal.

Crime em baixa

As autoridades inglesas têm apertado o cerco aos casamentos falsos. Em 2007 houve 400 casos suspeitos, muito menos do que os 3500 registados em 2004.

Autorização escrita

Legislação recente impôs que os estrangeiros em situação irregular no país precisem de autorização estatal para se casarem em solo inglês.


FONTE: www.overbo.com.br

Suspeitos são acusados do estupro da filha de pastor

BANGLADESH - A polícia entregou uma acusação para um tribunal regional que acusa duas pessoas de estuprarem Elina Das, filha de um pastor no vilarejo de Laksmipur, disse um advogado de acusação do Estado.

(Fonte: Portas Abertas) - Sayed Tariqul Islam disse ao Compass que a policia entregou uma acusação em 7 de setembro, baseada em uma longa investigação seguida de teste de DNA que teve resultado positivo. O pastor Motilal Das, que há muito tempo recebia ameaças dos moradores insatisfeitos com seu sucesso como evangelista, disse que um grupo de moradores locais estuprou sua filha de 13 anos em uma tentativa de afastá-lo da região.

O advogado de acusação do estado disse que Shakil Ahmed Shebul e Dulal Miah são acusados de estuprar Elina Das, às 3 da manhã no dia 2 de maio. Se condenados, eles receberão a sentença de prisão perpétua.

“O exame de DNA é tudo que prova que são culpados e espero que eles sejam punidos com prisão perpétua”, disse Sayed.

Um grupo de médicos havia apresentado um falso teste judicial que não indicava a evidência de assédio sexual. Os moradores de Laksmipur, no subdistrito de Fulbaria a 120 quilômetros a norte da capital, acreditam que os parentes dos acusados pagaram ao Departamento Forense do Hospital de Mymensingh para forjar o falso resultado do teste.

O pastor Das disse que parentes dos estupradores ofereceram-lhe uma alta quantia de dinheiro para retirar o caso ou chegar a um acordo fora dos tribunais – enquanto continuavam ameaçando-o.

Ele encontrou sua filha caída inconsciente em frente à sua casa na manhã de 2 de maio, depois de cinco homens do distrito de Mymensingh tê-la estuprado.

A acusação enviada pela polícia e o resultado positivo do teste de DNA atestou que as roupas da menina estavam rasgadas e marcadas com o sêmen de Shakil, um vizinho próximo do Pastor Das. Ele solicitou pagar fiança dia 29 de setembro, mas a corte rejeitou seu pedido, disse Sayed.

Dulal continua livre. O inspetor local da polícia, Tarapod Shikder, disse ao Compass que incansáveis esforços estão em andamento para prendê-lo.
O pastor Das relatou ao Compass que estava desanimado pelo fato de a acusação não requerer que Shakil fosse levado sob detenção preventiva pela polícia para interrogação. “Se ele fosse mantido sob detenção preventiva, a polícia conseguiria mais informação a respeito dos outros estupradores”, disse o pastor Das.

O inspetor Shikder disse ao pastor Das que a polícia já havia detido Shakil preventivamente para interrogação e obteve pouca informação.

“Todavia, a sentença de acusação ajudará a curar as cicatrizes da minha filha se a justiça for feita”, afirmou o pastor.

Vizinhos chateados

Defendendo o resultado do falso teste inicial de DNA, o chefe do Departamento Forense, Akhteruzzaman Talukder, do Hospital de Mymensingh, disse ao Compass que ele não encontrou nenhum ferimento de estupro em grupo ou traço de atividade sexual forçada.

A filha do pastor Das “deve ter tido um romance com alguém no vilarejo”, disse Talukder. “Seu amante deve ter ficado escondido por seus amigos. Quando os familiares souberem do incidente, eles imaginaram que era um estupro em grupo.”

O pastor Das e moradores muçulmanos ficaram extremamente chateados com o primeiro resultado forense. Em seguida, as roupas de sua filha foram testadas no Laboratório Nacional Forense de Perfil de DNA do Hospital de Dhaka.

Seus vizinhos muçulmanos consideram o teste de DNA positivo como uma esperança de julgamento apropriado. O pastor Das reconheceu sua gratidão a alguns de seus vizinhos que lhe deram suporte moral durante aquele tempo.

“Não posso expressar minha gratidão em palavras para alguns dos meus vizinhos muçulmanos no vilarejo que me deram coragem e suporte moral para prosseguir quando recebi o resultado falso do exame forense”, disse ele.

Quando o pastor Das foi à polícia para prestar queixa, ficou relutante em registrar o caso. “Os policiais me disseram que era um caso falso e um drama ‘forjado’. Eles falaram com minha filha em linguagem obscena e demonstraram interesse lascivo nos detalhes do incidente, ao invés de ficharem o caso rapidamente”, contou o pastor Das.

O Relatório Internacional de Liberdade Religiosa 2008, do Departamento de Estado Norte-americano, lançado em 19 de setembro, aponta que os oficiais do governo de Bangladesh, “incluindo a polícia, foram, frequentemente, ineficazes para defender a lei e ordem e, muitas vezes foram lentos para socorrer as vítimas minoritárias de abuso religioso e sexual.”

No dia do suposto estupro, a Comissão Americana de Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) anunciou recomendações de países a serem designados como “Países de Particular Específica”, mas não incluiu Bangladesh.

Antes, a Comissão havia colocado Bangladesh em sua “Lista de Vigilância” devido à natureza e ao aumento de violações da liberdade religiosa aceitas ou toleradas pelo governo. Outros países na Lista de Vigilância são Afeganistão, Belarus, Cuba, Egito, Indonésia e Nigéria.

De acordo com a USCIRF, o radicalismo e violência islâmicos, a ameaça e a contínua discriminação contra os membros de comunidades minoritárias religiosas continuam preocupando em Bangladesh.


FONTE: www.overbo.com.br

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

UE aplaudida por pressionar o Irã a abandonar projeto de lei contra apostasia

Um grupo de direitos humanos aplaudiu a União Européia por ter emitido uma declaração ao Irã urgindo o estado repressivo a abandonar o seu projeto de lei contra apostasia e a libertar os convertidos Cristãos que se encontram detidos.

(Fonte: Diário Cristão/Adaptado por O Verbo) - “Nós recebemos com agrado esta forte reação da UE ao projeto de lei contra apostasia do Irã,” disse a diretora de advocacia da Solidariedade Cristã Mundial (CSW, sigla em Inglês), Tina Lambert, numa declaração. “Se a legislação for aprovada pelo parlamento Iraniano haverá conseqüências terríveis para milhares de Cristãos e Bahais que vivem no Irã.”

O parlamento do Irã aprovou com uma maioria esmagadora o Código Penal Islâmico em Setembro, que inclui uma proposta de lei que tornaria a apostasia um crime punível com a pena de morte.

Em resposta, a União Européia divulgou uma declaração na última Sexta-feira que desafiava o parlamento Iraniano a repensar a passagem da proposta de lei para o Código Penal.

“A União Européia urge a República Islâmica do Irã a reconsiderar a sua decisão, examinar a lei em questão, libertar todos aqueles que têm estado presos por causa das suas afiliações religiosas e permitir que todos os seus cidadãos exerçam plenamente a sua liberdade religiosa ou crença,” dizia a carta da UE.

A carta também exprimia preocupação em relação às detenções de membros de religiões minoritárias, incluindo Iranianos convertidos ao Cristianismo e membros da comunidade Bahai. A UE pediu a sua libertação “imediata” e “incondicional” e o fim de todas as “formas de violência e discriminação contra eles”.

Entre os convertidos Cristãos presos estão Mahmoud Mohammad Matin-Azad, de 53 anos, e Arash Ahmad-Ali Basirat, de 40, que têm estado presos desde 15 de Maio. Ambos foram acusados de apostasia poucos dias antes da primeira etapa de aprovação do projeto de lei.

Se o projeto de lei for aprovado, a vida destes dois convertidos correrá grande perigo.

“A comunidade internacional deve continuar a urgir o Governo Iraniano a libertar todas aqueles que se encontram detidos com base nas suas afiliações religiosas e a respeitar as suas obrigações sob o Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos,” afirmou Lambert.

“A CSW junta-se a UE pedindo ao parlamento Iraniano que abandone este projeto de lei contra apostasia sem demora.”

O projeto de lei será enviado de volta à Comissão Legislativa para correção antes de ser devolvido ao Parlamento para nova votação.

O Irã ocupa o terceiro lugar na Lista de Vigilância Mundial da Portas Abertas dos países com a pior perseguição aos Cristãos. A Comissão Norte-Americana sobre Liberdade Religiosa Internacional também enumera o Irã como um “País Particularmente Preocupante”, uma classificação dada aos países com os piores abusos de liberdade religiosa.


FONTE: www.overbo.com.br

Igreja católica também aceita dízimo pago com cartão

A Catedral de Ribeirão Preto vai usar máquina de cartão de crédito para receber pagamento de casamento, batizado e até dízimo. No domingo, após a última missa das 19h, o padre Francisco Zanardo Moussa vai benzer o equipamento, que entra em uso no dia seguinte.

(Fonte: Jornal A Cidade) - Até então, a única opção era depositar o dinheiro numa caixa de ferro, com cadeado, na entrada do templo.

É a primeira igreja a instalar o sistema on-line em Ribeirão, comenta padre Chicão, como é conhecido. Pode ser a primeira no Brasil também.

A CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) não tem conhecimento do uso desse tipo de equipamento no país, nem a arquidiocese de São Paulo, com 284 paróquias, segundo as respectivas assessorias de imprensa.

Na arquidiocese de Ribeirão, o contador Caetano Marquese afirma não ter conhecimento de que alguma de suas 84 igrejas utilize a máquina de cartão de crédito.

Na missa, não

Padre Chicão afirma, no entanto, que a máquina não será usada nas missas, mas apenas na secretaria da igreja, em horário comercial. “Se colocasse na missa, a cerimônia perderia o sentido da eucaristia e passaria a ser comercial”.

De acordo com o pároco, que cursa o terceiro ano de Administração de Empresas, a instalação das máquinas está dentro de um processo de melhoria no atendimento paroquial. “É para facilitar a vida dos fiéis; eles perguntam se não podem pagar com o cartão”.

Hoje, a Catedral tem 800 dizimistas fiéis. O dízimo é uma proposta bíblica que a pessoa cumpre se quiser, diz padre Chicão. “Se você oferece para a comunidade, no sentido de despojamento e disponibilidade, recebe os sinais de Deus em troca”.

O padre não comenta quanto a igreja recebe em dízimo. Mas diz que não é suficiente para pagar despesas fixas, como os nove funcionários e a energia. “Fazemos festas e rifas para completar”.

Ele também não comenta o valor em ofertas. A cada fim de semana, 4.000 pessoas freqüentam as seis missas.

Com Visa ou Mastercard, casais poderão pagar - R$ 350 com efeito civil, ou R$ 220, só o religioso. Já a taxa para batizado é de R$ 42. No débito ou no crédito, o dinheiro cai na conta da paróquia.

A Catedral pagará taxa administrativa mensal de R$ 19, ao banco, em vez dos R$ 89 cobrados de estabelecimentos comerciais, pelo uso do equipamento, diz o padre.

NÚMEROS DA IGREJA CATÓLICA EM RIBEIRÃO

• 4 mil fiéis freqüentam a Catedral, no sábado e no domingo.
• A média é de 666 pessoas em cada uma das seis missas, no final de semana.
• 800 fiéis são dizimistas na Catedral. O dízimo é 10% do salário.
• A taxa para casamento é de R$ 350, com efeito civil.
• Cada batizado custa R$ 42.
• As máquinas recebem cartões Visa e Mastercard, no débito (à vista) e no crédito (é possível parcelar).
• R$ 52 mil custou a reforma da secretaria, onde ficam as máquinas de cartões e os guichês de atendimento.
• R$ 1 milhão irá custar o novo prédio de catequese da Catedral.

CNBB diz que cartão é mais seguro

A CNBB não vetou o uso de cartão de crédito. “Cada pároco pode decidir que recurso administrativo usar, consonante com sua arquidiocese”, diz o ecônomo (administrador financeiro) da CNBB, Francisco Souza.

O administrador da CNBB, diz não ver problemas no uso do cartão. “É mais seguro que deixar o dinheiro do dízimo na igreja, à mercê de assaltantes”, declara.

Dom Joviano de Lima Júnior, arcebispo local, está num congresso em Roma e só volta em novembro, por isso não pôde comentar.

Catedral terá prédio de R$ 1 mi

Padre Chicão também vai construir um centro de catequese, a partir de fevereiro. O prédio, de dois andares, está orçado em R$ 1 milhão.

A última obra foi a reforma de R$ 52 mil da secretaria administrativa da Catedral, onde vão ficar as máquinas de cartão de crédito.


FONTE: www.overbo.com.br

Antigo sacerdote católico é condenado a 15 anos de prisão por pedofilia

Um antigo sacerdote católico foi condenado hoje na Austrália a 15 anos de prisão por ter abusado sexualmente de sete menores quando lecionava no colégio Engadine, nas décadas de 70 e 80.

(Fonte: Terra) - O juiz Robert Hulme condenou Paul Raymond Evans em 18 acusações de conduta indecente e disse, ao pronunciar a sentença, que ele poderá solicitar a liberdade condicional em janeiro de 2018, de acordo com a versão digital do diário "The Sydney Morning Herald".

Hulme indicou que Evans se aproveitou de seus discípulos para seu próprio prazer sexual e expôs suas dúvidas pessoais sobre a reabilitação do acusado, porque alegava inocência apesar dos testemunhos das vítimas.

Na Austrália, 107 membros da Igreja Católica foram condenados por abusos sexuais que afetaram cerca de 1.000 pessoas, segundo a organização "Broken Rites".

O papa Bento XVI, durante sua visita ao país em julho, reuniu-se com quatro das vítimas e expressou durante uma homilia sua condenação por toda a dor e sofrimento que passaram.


FONTE: www.overbo.com.br

Brasileiro é encontrado morto em Nova York

EUA - O brasileiro José Ricardo Ferreira de Souza, de 31 anos, foi encontrado morto no domingo à noite na Praia de Brighton, East Coney Island, em Nova York.

(Fonte: Yahoo! Notícias) - O corpo do pernambucano apresentava sinais de estrangulamento e luta corporal. A polícia trabalha com a hipótese de que o crime possa ter ocorrido em outra área e as correntes marítimas teriam arrastado o corpo do brasileiro para o local.

José Ricardo era bispo da Igreja Vétero-Católica na América, com sede em Astoria, Queens, e fazia trabalhos sociais. No dia da morte, teria mandado US$ 150 para a irmã Silvana Ferreira de Souza, de 37 anos, para pagar a conta de telefone, que estava atrasada.

As informações fornecidas pelo 60º Distrito de Polícia de Nova York, que atende a área onde o corpo foi localizado, são escassas. Os detetives do departamento de investigação trabalham sob sigilo. A hipótese é que ele tenha sido vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, pois José Ricardo foi encontrado descalço, sem documentos nem telefone.

Segundo o Consulado do Brasil em Nova York, que presta serviço como intermediário nas relações entre a polícia e a família da vítima, o atestado de óbito já teria sido emitido e um amigo da vítima, o uruguaio Cláudio Bas, que o conhecia desde 2001, estaria cuidando dos trâmites legais para o traslado do corpo.

Depois do choque pela notícia da morte de José Ricardo, a luta da família, agora, é para trazer o corpo dos Estados Unidos e enterrá-lo no Recife. "Vamos querer justiça", afirma outra irmã de José Ricardo, Maria José Ferreira de Souza, de 34 anos. Ela garante que ele vivia legalmente nos Estados Unidos. "Se estivesse ilegal, o governo o mandaria de volta, pagaria sua passagem", protestou.


FONTE: www.overbo.com.br

A delicada paz entre mulçumanos e cristãos está ameaçada

EGITO - À sombra dos penhascos de Moqattam que se elevam sobre as margens orientais do Cairo, Safwat Nazeem abre seu caminho para casa entre as dezenas de milhares de garrafas plásticas vazias.

(Fonte: Portas Abertas) - Assim como seu pai, Safwat é um dos Zabaleen – o exército invisível do Egito composto por coletores rejeitados que ajuntam lixo urbano e os leva de bom grado para casa. Conhecida como a Cidade do Lixo, suas imediações transbordam de resíduos esperando pela coleta seletiva e reciclagem. Após o recente aumento da violência nacional e briga na mídia, os Zabaleen têm se tornado uma comunidade na defensiva.

Como a maioria dos moradores da Cidade do Lixo, Safwat é um cristão Copta – parte de uma forte minoria religiosa de oito milhões no Egito que antecede a presença do Islamismo no país por cerca de 500 anos.

Nos últimos meses, a frágil estabilidade sectária do país tem sido abalada por violentos conflitos, acusações de discriminação dos dois lados e rumores de “interesses especiais” do exterior espalhando rupturas.

Silêncio

Em maio passado, quatro cristãos foram mortos a tiros numa joalheria em Cairene. O governo encerrou o caso como um assalto e se recusou a explicar por que nenhuma providência foi tomada. O Papa Shenouda, o patriarca da Igreja Copta, optou por ficar quieto e se manter calado até mesmo quando outro ataque semelhante ocorreu com um joalheiro copta em Alexandria poucos dias depois.

Mas ele foi forçado a falar sobre o assunto em 31 de maio, quando um remoto povoado copta, o monastério de Abo Fana de 1700 anos, foi sitiado por dúzias de muçulmanos que começaram uma disputa de terra com fazendeiros locais. Embora a controvérsia de Abo Fana tenha ocorrido a 300 milhas ao sul da capital egípcia, seu impacto foi sentido por todo o país.

Os coptas têm reclamado constantemente das regulamentações arcaicas para as construções que dificultam o reparo e a expansão de suas igrejas, sufocando a fé com a burocracia. Eles também reclamam que o acesso a posições importantes no governo é negado em razão de sua religião.

Comentaristas muçulmanos alegam que a maioria dos coptas são inferiores aos seus compatriotas muçulmanos, e que a fé cristã está sendo manipulada por forças externas que usam o disfarce de “direitos minoritários” para interferir nos negócios internos do Egito. Críticos de ambos os lados concordam que o potencial para a violência sectária está crescendo.

Safwat compartilha o medo de muitos cristãos de que a mudança na política da paisagem no Egito ameace seu modo de vida.

Olhando de relance para uma pequena imagem da Virgem Maria, ele suspira: “O Islamismo é a solução... este é o slogan deles. E não há lugar algum para os cristãos e para mais ninguém”.


FONTE: www.overbo.com.br

Papa afirma que uso de anticoncepcionais nega o objetivo do casamento

O papa afirmou hoje que os anticoncepcionais negam o objetivo do casamento, que - segundo ele - é ter filhos, e assim se mostrou partidário dos métodos naturais "que permitem ao casal determinar os períodos de fertilidade".

(Fonte: Último Segundo) - Bento XVI afirmou isto na mensagem que enviou a um congresso realizado em Roma para comemorar o aniversário de 40 anos da promulgação por Paulo VI da encíclica Humanae Vitae.

"A possibilidade de procriar faz parte da total entrega dos cônjuges. Qualquer forma de amor tende a divulgar a plenitude com que se vive e o amor conjugal tem um modo próprio de se comunicar, que é gerar filhos", declarou o líder católico.

Ele acrescentou que "excluir" esta dimensão "por meio de ações que impeçam a procriação significa negar a verdade íntima do amor conjugal".

A este respeito destacou o parágrafo da Humanae Vitae que diz: "Caso não queira se expor à mercê dos homens a missão de gerar a vida, deve-se reconhecer necessariamente limites - que não se podem evitar -, à possibilidade do domínio do homem sobre seu próprio corpo e suas funções, limite que nenhum homem - mesmo privado ou revestido de autoridade - pode infringir".

O líder católico afirmou que os filhos são um "dom, que é necessário acolher com responsabilidade generosa para com Deus".

O papa reconheceu que na vida de muitos casais há "graves" momentos que "aconselham distanciar o nascimento dos filhos ou inclusive suspendê-lo" e neste ponto defendeu o uso de métodos contraceptivos naturais.

"Nesse momento o conhecimento dos ritmos naturais da fertilidade da mulher é muito importante para a vida do casal. Estes métodos que permitem ao casal determinar os períodos de fertilidade lhe permitem administrar o que Deus inscreveu sabiamente na natureza humana, sem alterar o íntegro significado da entrega sexual", declarou o papa.

Além disso, o bispo de Roma "encorajou" os cientistas a prosseguirem suas pesquisas nesta área, "com o objetivo de prevenirem as causas da esterilidade, de forma que os casais estéreis possam procriar no respeito de sua dignidade pessoal e daquele que vai nascer".

Bento XVI criticou que muitas pessoas da sociedade atual, "entre eles muitos fiéis", tenham "tantas dificuldades" para entender a mensagem da Igreja, "que defende a beleza do amor conjugal em sua forma natural".

O papa destacou a obrigação de uma "paternidade responsável" e afirmou que a técnica "não pode substituir o amadurecimento da liberdade quando está em jogo o amor".


FONTE: www.overbo.com.br

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Demônio começou carreira como 'agente secreto' de Deus, diz pesquisador


Personagem é 'chefe do FBI' de Javé em livros do Antigo Testamento.
Para estudioso americano, papel continua valendo na Bíblia cristã.
Qualquer cristão com um mínimo de formação religiosa é capaz de fazer um breve resumo da carreira do Diabo: originalmente um anjo poderoso, ele teria se rebelado contra Deus no princípio dos tempos, induzido Adão e Eva a cometer o chamado pecado original e, ainda hoje, estaria pronto a induzir a humanidade a fazer o mal, manipulando tudo e todos nos bastidores. O problema, afirma um livro que acaba de chegar ao Brasil, é que essa trama básica não estaria em lugar nenhum da Bíblia, mas teria sido montada por teólogos cristãos dos séculos 3 e 4, responsáveis por uma leitura um bocado criativa das Escrituras. Segundo essa visão, o Satanás bíblico não seria um rebelde contra Deus, mas uma espécie de "agente secreto" ou "chefe do FBI" divino, responsável por testar a lealdade dos seres humanos.
A tese polêmica está em "Satã - uma biografia" (Editora Globo), escrito por Henry Ansgar Kelly, professor emérito da Universidade da Califórnia em Los Angeles e autor de outros livros sobre a figura literária do Demônio. Kelly vai além da maioria dos outros estudiosos modernos da Bíblia, os quais, como ele, afirmam que as poucas aparições de Satanás no Antigo Testamento se referem a uma figura que é subordinada a Deus, e não inimiga do Criador. Para Kelly, no entanto, a situação não muda substancialmente nas menções ao Maligno no Novo Testamento.
"O Satã no Novo Testamento deve ser percebido como tendo uma posição equivalente a um Primeiro-Ministro, ou um Procurador-Geral da República, ou diretor do FBI, e não mais diabólico do que muitos dos mais zelosos representantes dessas posições aqui na Terra", escreve o pesquisador. A visão geral expressa nos Evangelhos e nos outros livros bíblicos do começo do cristianismo, segundo o autor, é que Satanás simplesmente toma gosto excessivo por suas funções de testador da humanidade, e por isso perde as boas graças de Deus, sendo expulso do Céu.

Problemas de nomenclatura
Antes de chegar a esse ponto, porém, Kelly tenta entender as primeiras aparições do personagem no Antigo Testamento, as quais são um bocado complicadas por problemas de nomenclatura. É que a palavra hebraica satan e seu equivalente aramaico satanah (o aramaico, é bom lembrar, era a língua provavelmente usada por Jesus no dia-a-dia) podem simplesmente funcionar como um substantivo comum, que significa algo como "adversário".
"Adversário" de quem, a propósito? Um dos poucos exemplos em que "o satã" (e não Satã/Satanás, como nome próprio) aparece na Bíblia hebraica é o livro de Jó. Nesse livro bíblico, um humano de altas qualidades morais e comportamento correto, o Jó do título, perde sua família, seus bens e sua saúde por instigação "do satã", que sugere a Deus um teste para a fé de Jó.
"No livro de Jó, 'o satã' é simplesmente um membro do Conselho Divino, um dos servos de Deus cuja função é investigar os acontecimentos na Terra e agir como uma espécie de promotor, trazendo os malfeitores à justiça", explica Christine Hayes, professora de estudos clássicos judaicos da Universidade Yale (EUA). "Quando Javé se gaba de seu piedoso servo Jó, o anjo-promotor simplesmente pergunta, seguindo sua função, se a fé de Jó é sincera", diz ela. Em algumas traduções da Bíblia, em vez de ser designado como "Satã", esse personagem é simplesmente chamado de "o Adversário". Aparentemente, ele é visto pelo autor anônimo do livro de Jó como um dos "filhos de Deus" -- expressão que se refere aos anjos que formam a corte divina.

Manuscrito medieval retrata o Diabo com tintas grotescas (Foto: Reprodução)

Foto: ReproduçãoNo livro do profeta Zacarias, também no Antigo Testamento, a figura de Satã (que também pode ser traduzido como "o Acusador") reaparece, desta vez questionando diante de Deus a boa-fé o sumo sacerdote judeu Josué. Enquanto Satã funciona como promotor público, um outro anjo é o advogado de defesa, que consegue a absolvição do sumo sacerdote. As aparições satânicas na Bíblia hebraica se restringem a essas passagens -- a serpente que induz Eva e Adão a comerem o fruto proibido no livro do Gênesis nunca é explicitamente identificada com Satã.

Licença para tentar
A situação e a personalidade do Diabo (palavra de origem grega cuja etimologia é a mesma do hebraico satan) mudam no Novo Testamento? A interpretação tradicional é que sim, mas Kelly tenta demonstrar que esse dado não é tão seguro quanto parece.
Primeiro, os Evangelhos e outros livros da parte cristã da Bíblia mostrariam que Deus delegou a Satanás a missão de testar a lealdade e a fé dos seres humanos, permitindo que ele tentasse Jesus no deserto ou levasse os apóstolos a fraquejar em seu apoio ao Messias. Isso também explicaria o costume de chamar o Maligno de "Príncipe deste mundo" -- um poder delegado por Deus ao Tentador enquanto o plano divino não chegasse ao fim. Também não é traçada relação direta entre a serpente do Paraíso e Satanás pelos autores bíblicos cristãos, nem mesmo por São Paulo, que traça um elo entre o pecado de Adão e a salvação trazida por Jesus.
Em sua análise do livro do Apocalipse, Kelly afirma que a última parte dessa drama cósmico é a "demissão" de Satanás de seu papel de acusador na corte de justiça divina. No capítulo 12 do livro, lê-se: "Foi precipitado o acusador de nossos irmãos, que os acusava, dia e noite, diante de nosso Deus". Essa visão é apresentada como uma profecia para o futuro, de forma que a chamada queda de Satanás e dos anjos que o seguem não poderia ter acontecido antes da criação do mundo.
"Os fatos são incontornáveis: Satã permaneceu em sua posição como o Acusador Celestial dos humanos desde os tempos da visão de Jó e Zacarias. Ele tem continuado a exercer essa função desde o presente e continuará no futuro, adicionando cristãos à sua lista de acusados. Mas ele se excede em suas acusações, com o resultado previsto de que não haverá mais lugar para ele nos Céus", escreve Kelly.

Nasce Lúcifer
Se essa é a interpretação correta dos dados sobre Satanás na Bíblia, de onde veio a história sobre a rebelião do anjo Lúcifer? Muito provavelmente da leitura que mestres dos primeiros séculos do cristianismo, como Orígenes de Alexandria (que viveu entre os anos 185 e 254 d.C.), fizeram da Bíblia, afirma Kelly.
O nome Lúcifer, ou "Portador da Luz", é só uma adaptação para o latim de Helel ben Shahar, ou "o Brilhante, filho da Aurora", termo poético usado pelo profeta Isaías no Antigo Testamento para se referir ao rei da Babilônia. Orígenes e outros pensadores cristãos, no entanto, interpretaram a passagem como uma referência à rebelião e à queda de um anjo poderoso, que teria se revoltado contra Deus por orgulho e, como vingança, levado Adão e Eva a pecar.

G1

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Editora americana quer publicar Bíblia escrita à mão


Em turnê, pessoas serão convidadas a reescrever versos.
Idéia é que 31 mil tenham a chance de participar.

A editora Zondervan Corp. está pedindo uma "mãozinha" para 31 mil americanos a fim de produzir sua nova edição da Bíblia.
A empresa deu início a uma cruzada por 90 cidades dos Estados Unidos para comemorar o aniversário de 30 anos de sua tradução para o livro sagrado dos cristãos.
A turnê deve parar em eventos especiais, igrejas e pontos turiísticos para dar às pessoas a chance de reescrever, de próprio punho, alguns versos da Bíblia.
O conjunto de versos escritos à mão será publicado e vendido ao final da turnê, em San Diego, em 12 de fevereiro.
A maioria dos versos deverá trazer a caligrafia de pessoas comuns, mas a editora espera conseguir também versões escritas pelo presidente George W. Bush e outras celebridades do país.

AP/G1

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Acusado de fraudes, pastor curte praia no Ceará


Enquanto figurões da política como Eliseu Padilha e José Otávio Germano tem suas vidas devassadas pela Polícia Federal, o pastor Osvaldo Oliveira aproveita o tempo livre para tomar água de coco nas praias cearenses, como mostra a foto dele no Orkut.
Osvaldo foi um dos pivôs do escândalo da merenda revelado em setembro do ano passado pela RBSTV, que originou as investigações contra os deputados. Ele e o representante da SP Alimentação Carlos Alberto Medina foram indiciados pela Polícia Federal.
Oito pessoas incluindo o prefeito de Canoas Marcos Ronchetti (PSDB) estão sendo processadas por improbidade administrativa pelo MPF daquela cidade e tem mais coisa por vir em Sapucaia do Sul.

Direto da Fonte

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Leitura da Bíblia noite e dia estará na TV


«Uma grande peregrinação da palavra», foi como o responsável da RAI, secção do Vaticano, definiu o evento. A iniciativa terá lugar em Roma e será transmitida pela televisão.

Bento XVI inaugura, às 19 horas, o evento “Bíblia dia e noite”, que terá lugar na basílica romana chamada Santa Cruz em Jerusalém, de 5 a 11 de Outubro. Trata-se da leitura contínua da Bíblia, dia e noite. Raiuno vai transmitir o início desta iniciativa. O responsável da televisão italiana, José De Carli, informou que a transmissão, depois da primeira hora, continuará na Raidue. Também poderá ser acompanhada em permanência na Internet.
A iniciativa está ligada com a realização do Sínodo dos Bispos, de 5 a 26 de Outubro, sobre a “Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja”. Bento XVI iniciará a leitura, a partir do Vaticano, com o texto do livro do Génesis. Seguir-se-á o bispo ortodoxo do Patriarcado de Moscovo, Hilarion Alfeev, e Maria Bonafede, valdesa. Na mesma ocasião o tenor Andrea Bocelli exeguirá “Laudate Deo” de Bach.
A maratona televisiva encerrará a 11 de Outubro, às 12,30 horas, pela Raiuno, com a leitura do capítulo 32 do Apocalipse. O texto será lido pelo secretário de Estado da Santa Sé, cardeal Tarcísio Bertone.

Fátima Missionária

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Templo Islâmico recebe o nome de Jesus Cristo na Jordânia

Uma mesquita na cidade de Madaba, a 30 km de Amã, capital da Jordânia, recebeu recentemente o nome de Jesus Cristo, fato que tem agradado líderes muçulmanos e representantes de comunidades cristãs.
Madaba é conhecida como cidade dos mosaicos, pela riqueza de seus resquícios da era bizantina. Agora, tornou-se também um símbolo da tolerância religiosa e da convivência pacífica de uma população de 60 mil pessoas, constituída de 90% de seguidores do islamismo e por 10% de cristãos.
A mesquita de Jesus Cristo, como explicou o imã Belal Hanini em declaração à agência Efe, é "uma homenagem à tolerância", mas representa também "uma mensagem ao mundo de que os muçulmanos consideram Jesus Cristo como o próprio mensageiro, porque antecipou a chegada do profeta Maomé".
Entre as riquezas arquitetônicas conservadas na cidade de Madaba, as suas igrejas e museus, destaca-se o piso da basílica grego-ortodoxa de San Giorgio, que conserva o primeiro mapa da Terra Santa com os lugares bíblicos, que foi feito no século VI.
Em Madaba passa também o rio Jordão, onde segundo a tradição cristã, Jesus foi batizado. Foi deste fato que surgiu a idéia do nome da mesquita.
"Há séculos vivemos em paz com nossos irmãos cristãos, e agora sentimos que este templo simboliza esta fraternidade", explica Hanini, acrescentando que a mesquita de Jesus "é a prova de que o islamismo e o cristianismo vivem em paz e consolidam os vínculos e o diálogo inter-religioso entre as diferentes crenças".
Nas paredes internas da mesquita, algumas inscrições reproduzem os versos consagrados do Alcorão em honra do Nazareno e à sua mãe, a Virgem Maria.
O templo foi construído pela família muçulmana Al Otaibi, tradicional na região e com fortes ligações com a comunidade cristã local. "Queremos estabelecer um exemplo que possa ser seguido em outras partes do mundo a favor da coexistência entre religiões", explicou Marwan Al Otaibi, em declaração à Efe.
"Dar o nome de Jesus Cristo ao nosso templo sagrado é um modo de fazer com que o mundo inteiro entenda que o islã é uma religião de tolerância que ama se comunicar com os outros", acrescentou.
A decisão foi acolhida com entusiasmo pelos líderes das outras comunidades religiosas. "Como monoteístas, estamos comovidos com este gesto feito pelos nossos irmãos muçulmanos em relação a Jesus Cristo e sua mãe", comentou o sacerdote da igreja católica grega, Nabil Haddad. "A Jordânia é um modelo para a coexistência entre os diferentes cultos", continuou.
Para o ministério das Relações Religiosas Islâmicas do governo da Jordânia, trata-se de uma ação "em linha com a decisão da Jordânia de desenvolver o diálogo entre as religiões e as diversas civilizações".


ANSA

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

60 cristãos assassinados na Índia

Inação do governo preocupa os bispos da Ásia.

Uma mulher cristã foi assassinada a golpes em Orissa nesta terça-feira, enquanto seu marido e suas duas filhas conseguiam fugir. Com esta morte, sobe para sessenta o número de cristãos assassinados na Índia desde que começou a onda de violência, em 24 de agosto passado.
Este último assassinato, perpetrado por um grupo de radicais, aconteceu durante um assalto aos habitantes de três aldeias. As casas dos cristãos foram queimadas com coquetéis molotov, diante da passividade da polícia. Várias pessoas ficaram feridas e entre os casos mais graves há uma criança de 8 anos.
Segundo os dados oferecidos hoje pela agência Asianews, procedentes do All India Christian Council, além dos mortos, há mais de 18 mil feridos, 178 igrejas destruídas, mais de 4.600 casas queimadas e 13 escolas e centros sociais danificados. Mais de 50 mil cristãos fugiram de suas cidades e se refugiaram em campos ou na selva.

Orissa 7
Jeep de Igreja incendiado

fonte: AICC

Orissa 12
Corpo do Pastor Dibya Sundars
A onda de violência, ao invés de diminuir, agrava-se dia a dia, como manifestou em um comunicado o secretário-geral da Federação das Conferências Episcopais da Ásia (FABC), Dom Orlando B. Quevedo, arcebispo de Cotabato.
Nesta mensagem, escrita em nome dos bispos de toda a Ásia, Dom Quevedo mostra a preocupação pela violência contra os católicos e os cristãos de outras confissões.
O que mais preocupa, afirmam, é a inação das autoridades locais e nacionais, a quem pedem «urgentemente» que acabem com as agressões e condenem seus responsáveis.
«É trágica a imagem que está dando hoje um país que era exemplo de grande harmonia e tolerância religiosa, arruinada por uma minoria de extremistas», acrescenta a mensagem.
No domingo passado, cerca de 400 pessoas se manifestaram em Nova Déli para exigir do governo ações que detivessem a violência extremista. A Conferência Episcopal da Índia, através de um de seus porta-vozes, Dominic Emmanuel, expressou a «profunda preocupação» pelo desinteresse mostrado pelas autoridades diante da situação dos cristãos.
Na quinta-feira da semana passada, em Kandhamal, os fundamentalistas incendiaram a casa das Missionárias da Caridade, a ordem fundada pela Madre Teresa de Calcutá.

ZENIT

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Irmão de Bento 16 revela detalhes da vida do papa

O irmão do papa Bento XVI, o sacerdote Georg Ratzinger, revelou no domingo (28) em entrevista novos detalhes da vida do líder católico, inclusive sobre o polêmico episódio da passagem de ambos pela Juventude Hitlerista, antes e durante a Segunda Guerra Mundial.

(Fonte: Terra) - Na longa entrevista, Georg, de 84 anos, disse que seu irmão mais novo era uma criança ativa, mas não agitada. Que estava sempre feliz, amava os animais e as plantas, e em geral se sentia muito atraído por toda a natureza.

O sacerdote afirmou que a família Ratzinger, era "muito unida".

Segundo ele, faziam as refeições sempre juntos, e à noite o pai tocava canções e todos cantavam.

O pai, policial, segundo Georg, foi sempre um "grande opositor" ao nazismo. Sempre sustentou que "o nacional-socialismo seria uma catástrofe e que não só era um grande inimigo da Igreja, mas de todas as religiões e da humanidade".

Georg lembrou que ele e seu irmão, Joseph, foram recrutados à força, "como todos os meninos alemães, para as Hitlerjugend (Juventude hitlerista), pois não se apresentar às convocações traria conseqüências muito negativas".

No entanto, afirmou que o irmão não freqüentava as concentrações da Juventude Hitlerista, o que representou um "dano econômico à família, que não pôde se beneficiar do desconto sobre as taxas escolares".

Georg revelou ainda que um primo, que sofria de problemas mentais, "foi levado a um campo de extermínio, onde foi assassinado".

Em seu relato, conta como a Segunda Guerra Mundial "marcou profundamente" suas vidas, já que ambos foram chamados ao combate pelo Exército nazista.

"Nossos objetivos e ideais eram totalmente opostos aos de Hitler, mas, infelizmente, éramos soldados. Não víamos a hora de a guerra acabar", afirmou.

Além disso, George comentou que na região onde moravam "não havia judeus", e que nunca souberam das injustiças cometidas contra eles pelos nazistas.

Para o irmão de Bento XVI, a imagem de pessoa dura do papa "não corresponde à realidade, pois ele nunca foi um homem ríspido nem ofendeu ninguém".


FONTE: www.overbo.com.br

Beber álcool antes dos 15 anos pode encorajar alcoolismo, diz estudo

Pais que permitem que seus filhos experimentem bebidas alcoólicas na esperança de encorajar a moderação do consumo na vida adulta podem estar fazendo mais mal do que bem, de acordo com uma nova pesquisa britânica.

(Fonte: Terra) - O estudo do Instituto Nacional de Abuso do Álcool e Alcoolismo (NIAAA, na sigla em inglês) diz que beber antes dos 15 anos de idade aumenta o risco de um adolescente ingerir bebidas alcoólicas em exagero na vida adulta.

Os especialistas afirmam que o cérebro dos adolescentes, em rápido desenvolvimento, fica programado para ligar o álcool ao prazer. A pesquisa indica que, aos sete anos de idade, a maioria das crianças já experimentou bebida alcoólica.

Uma enquete realizada na Inglaterra com crianças de 11 a 15 anos de idade pelo Centro de Informações do Serviço Nacional de Saúde descobriu que cerca de 640 mil provavelmente consumiram bebidas alcoólicas nos sete dias anteriores.

Dados de 2006 e 2007 indicam que os hospitais públicos atenderam quase um cada dez jovens com menos de 18 anos por males ligados ao consumo de bebidas alcoólicas.

Faixas etárias

Na nova pesquisa, meninos e meninas foram divididos em três grupos - os que consumiram sua primeira dose de bebida alcoólica com menos de 15 anos, os que tiveram essa experiência entre 15 e 17 anos e os que tomaram sua primeira dose de bebida alcoólica com 18 anos ou mais.

No caso da primeira e da segunda faixa etária, os jovens apresentaram uma maior probabilidade de se tornar dependentes de álcool quando adultos se comparadas com os que esperaram até os 18 anos ou mais para começar a consumir bebidas alcoólicas.

Essa relação se manteve mesmo quando os pesquisadores levaram em conta fatores como a duração da exposição ao álcool, o histórico familiar e uma ampla gama de fatores de risco.

A pesquisa britânica também indica que a probabilidade de desenvolvimento de males ligados ao consumo de bebidas alcoólicas na vida adulta é cerca de 50% mais alta para pessoas que começam a beber antes dos 15 anos de idade, em comparação com os que optam pela abstinência até os 18 anos ou mais.

"Podemos ver pela primeira vez a associação entre uma 'idade do primeiro copo' prematura e um aumento do risco de males ligados ao consumo de álcool que persistem na vida adulta", diz Deborah Dawson, da NIAAA.

O estudo será publicado na edição de dezembro da revista Alcoholism: Clinical & Experimental Research.


FONTE: www.overbo.com.br

Naomi Campbell pode mudar de religião para se casar

O casal se conhecer em maio passado em Cannes, durante uma festa da grife Dolce & Gabbana.

(Fonte: UOL) - A modelo britânica Naomi Campbell pode converter-se à Igreja Ortodoxa russa a pedido de seu namorado, o oligarca russo Vladislav Doronin, cuja fortuna é avaliada em US$ 1,8 bilhão, escreveu a revista russa "Jizn".

Segundo o canal de notícias Russia Today, alguns setores da mídia acreditam que a modelo seja seguidora de um culto brasileiro. No entanto, a modelo declarou por diversas vezes sua fé em Deus e fala de suas freqüentes visitas à igreja.

Naomi, que tem 38 anos, anunciou recentemente estar pronta para se casar com Doronin e ter um filho com ele. O casal se conhecer em maio passado em Cannes, durante uma festa da grife Dolce & Gabbana.


O bilionário e a modelo

Copacabana: Procissão de Aparecida e Parada Gay no mesmo dia

RIO - O dia 12 de outubro promete ferver Copacabana, com procissão em homenagem à Senhora de Aparecida, Parada Gay e Meia Maratona; moradores consideram manifestação homossexual inadequada para a data.

(Fonte: Cristianismo Hoje) - O próximo dia 12 de outubro, data nacional em homenagem a Aparecida, santa católica considerada padroeira do Brasil, promete agitar Copacabana. O bairro, considerado um dos cartões postais do Rio de Janeiro, poderá assistir, no mesmo dia, a uma procissão em homenagem à santa e à Parada do Orgulho GLBT-Rio. Moradores do bairro já encaminharam um pedido à prefeitura para que a festa gay, considerada uma afronta aos católicos, seja adiada. Para piorar a situação, uma maratona está agendada para o mesmo local.

De acordo com o presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, Horácio Magalhães, moradores pediram a mudança. “Esta data é sagrada para os católicos e é comum a procissão na orla, com a imagem de Nossa Senhora. Como é domingo e Dia das Crianças, as pistas da Avenida Atlântica viram área de lazer. A realização da Parada Gay neste dia é inadequada e equivocada”, diz Horácio. Segundo ele, a questão não é discriminatória, mas estrutural. “Não temos nada contra o evento, mas o bairro precisa existir. O público que freqüenta a parada gay é imenso. Ano passado, o barulho era tanto que os alarmes dos carros estacionados disparavam em série. Fora os congestionamentos. Precisamos pensar no bem-estar dos moradores”, afirmou.

Por e-mail, o prefeito Cesar Maia disse que recebeu dos órgãos estaduais documentos aprovando a realização da passeata GLBT e que chegou a propor aos coordenadores a transferência para dia 19. Ainda de acordo com Maia, a idéia foi rejeitada pelos organizadores. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, os órgãos de segurança fazem planejamento para eventos, mas é a prefeitura que dá a palavra final sobre sua realização.

Cláudio Nascimento, presidente do Grupo Arco-íris e coordenador geral da Parada do Orgulho GLBT-Rio – evento que está em sua 13ª edição e que no ano passado reuniu 1 milhão de pessoas na orla –, diz que o adiamento não foi aceito porque não haveria tempo hábil para as mudanças. “Fizemos acordo para começar nossa manifestação mais tarde, já que os outros eventos são pela manhã”, afirma Cláudio. A edição do ano passado reuniu mais de um milhão de pessoas. “Melhoramos a organização pensando em todos. Os trios elétricos só chegarão para o início, às 13h”, diz. Para ele, a questão é discriminatória. “Por que só nós precisamos mudar a data? Fomos os primeiros a nos comunicar com as autoridades”, argumenta.

Já a Arquidiocese do Rio de Janeiro adota tom conciliatório. “A procissão ocorrerá pela manhã. Há espaço para todos”, disse o assessor da Cúria, padre Leandro Curi. Mesmo assim, a 12ª Meia Maratona Internacional, que começa às 9h15 em São Conrado, atravessará a Avenida Atlântica pela manhã, simultaneamente ao evento religioso.


FONTE: www.overbo.com.br

Evangélicos protestam contra uso político da Associação dos Pastores

ESPÍRITO SANTO - O 'Manifesto ao Povo de Vila Velha', lançado no último sábado pelos candidatos Cláudio Vereza (PT), Dyonizio Rui Júnior (PDT), Luceni Novaes (PSOL) e Vasco Alves (PRTB), vem causando polêmica entre os evangélicos do município. A Associação de Pastores e Líderes Evangélicos de Vila Velha (Aplevv), que teve o nome publicado no folheto, nega envolvimento com o manifesto.

(Fonte: Gazeta Online) - Ao todo, 25 entidades assinaram o manifesto, que acusa os candidatos Neucimar Fraga (PR) e Dr. Hércules (PMDB) de envolvimento com o crime organizado. O presidente da Aplevv em exercício, Pastor Gilmar Miguel, garante que o envolvimento político é proibido pelo estatuto da instituição.

"Houve um grande equívoco. Um grande engano. Somos uma entidade Cristã que discute questões do Reino de Deus. Não nos envolvemos com política, até porque isto é proibido pelo estatuto. Além disto, Neucimar é membro da instituição", esclarece.

O vice presidente da associação é mais radical. "Os [pastores] que se sentiram atingidos, que entrem na Justiça e processem pra que o verdadeiro culpado apareça. Ninguém tinha autorização para colocar o nome da Aplevv. Não queremos nos envolver em 'picuinhas' políticas", protesta.

Alcemir Pantaleão, candidato a vice-presidente na chapa de Vereza, não acredita que alguém tenha se utilizado de má fé. Para ele, houve um grande erro de interpretação. "Um grupo de pastores assinou o manifesto, mas eles representam a associação. Seria uma loucura falar pela instituição em um assunto que nem é discutido lá", enfatiza Pantaleão, presidente licenciado da Aplevv para as eleições.

Gilmar Miguel, atual presidente da associação, marcou uma reunião para esta terça-feira à tarde. O objetivo é explicar à diretoria que não há envolvimento da instituição com o manifesto político. Uma nota de esclarecimento também deve ser elaborada e divulgada à população.


FONTE: www.overbo.com.br

ABGLT acusa Crivella de atos de homofobia e lança manifesto contra sua candidatura no Rio

A ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais) lançou nesta segunda-feira (29) um manifesto contra a eleição do candidato à Prefeitura do Rio, Marcelo Crivella (PRB). No documento, Crivella é acusado de fazer pronunciamentos homofóbicos (atos de aversão aos homossexuais) durante sua vida política.

Fonte: UOL) - "Crivella se colocou sistematicamente contra a criminalização da homofobia. A confirmação disso é a manifestação que ele convocou no Congresso Nacional no primeiro semestre deste ano, reunindo cerca de 200 evangélicos fundamentalistas contra o projeto de lei 122/2006, que criminaliza a homofobia", disse, em entrevista ao UOL, o presidente da ABGLT Toni Reis.

Entre os dados citados como exemplo da suposta homofobia de Crivella, no manifesto da ABGLT, estão: "um artigo do candidato intitulado 'perigo para as famílias brasileiras', que saiu no Jornal do Brasil em 2007; um trecho de uma entrevista concedida por Crivela, que ele afirmou que 'ninguém pode ter neste país a obrigação de concordar que não se pode criticar o homossexualismo' (O Globo, 25/09/2008)".

Para o presidente da ABGLT, as atitudes do candidato do PRB contra os homossexuais não são totalmente influenciadas pela religião. "Pode até ser que a religião esteja influenciando nas atitudes do candidato. Mas, não podemos generalizar. Por exemplo, temos o candidato a prefeito da cidade de Salvador, Pinheiro, que é evangélico, mas a ABGLT o considera um aliado porque, várias vezes, se pronunciou favorável à promoção dos direitos humanos da comunidade LGBT", afirmou.

No manifesto, a associação também pede para seus aliados não votarem em Crivella "para garantir um estado democrático e não fundamentalista". O documento foi entregue aos 226 parlamentares integrantes da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais), no Congresso Nacional.

Procurada pelo UOL Eleições, a assessoria de imprensa do candidato Marcello Crivella disse que não responde a esse tipo de manifesto.


FONTE: www.overbo.com.br

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Pastor é suspeito de matar pedreiro dentro da igreja

MANAUS - O pedreiro Sinual Soares, 45, morreu com uma facada que recebeu no lado direito do peito, dentro da Igreja Universal do Reino de Deus, do bairro Coroado, zona Norte de Manaus. Além da facada, ele teve os tendões dos pés cortados para não correr.

(Fonte: Portal Amazônia) - “Quem fez isso não queria que ele fugisse e uma pessoa sozinha não conseguiria fazer. Só pode ter tido a ajuda de mais alguém”, afirmou a filha de Sanual, Andruza Soares, 19.

A suspeita é de que o crime tenha sido cometido pelo pastor Edimar Carvalho Abade e ‘mãe’ Ivete Ferreira Abade por volta das 3h do sábado, 27, segundo o registro de ocorrência da Delegacia Especializada de Homicídios e Seqüestros (DEHS).

A suspeita da polícia é de que Sanual estava tentando assaltar o templo e portava uma arma. Entretanto, Andruza afirmou que o pai freqüentava o local como visitante há alguns meses e que nunca foi acusado de roubo antes.

O mecânico Francisco Alexandre Souza da Silva, 20, que estava junto no momento da ocorrência, foi preso e está no 9º Distrito Integrado de Polícia (9º DIP), acusado de participar do assalto.


FONTE: www.overbo.com.br

Xandy e Claudia Leitte gravam música de Priscila Angel

Priscila Angel, que gravará o seu DVD em novembro, recebeu com alegria o pedido de Xandy (Harmonia do Samba), para que o mesmo junto com a cantora Claudia Leitte, pudessem gravar uma canção de sua autoria "EU PROMETO".

(Fonte: Super Gospel) - A gravação do DVD/CD ocorreu no dia 09/09/2008 no Espaço das Américas em São Paulo e todos os convidados para o evento ficaram muito emocionados com a canção de amor interpretada pelos artistas. Destaque para Cláudia Leitte, que durante os ensaios para a gravação, relatou emocionada o quanto essa música a tocou com relação a seus valores familiares. O fato foi amplamente divulgado na mídia secular e a música de Priscila Angel será uma das músicas de trabalho do grupo.

Priscila Angel está se preparando na produção de seu DVD (Kether Music), que contará com participações especiais em ritmo de muito louvor e adoração! Feliz com este momento ela declara: "É maravilhoso ver uma sementinha que Deus te deu, se tornar uma grande árvore, onde pessoas que você nem imagina vêm comer do seu fruto. E assim será também com o meu dvd".


FONTE: www.overbo.com.br

Crivella: eu não fui senador evangélico

O candidato à prefeitura do Rio de Janeiro e bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Marcelo Crivella (PRB), disse em entrevista ao O Dia que a Igreja não teria envolvimento na administração municipal. "Eu não fui senador evangélico". Para ele quando as pessoas querem desqualificar "estereotipam".

(Fonte: Terra) - Crivella afirmou que este é o momento mais difícil da campanha eleitoral. "Está sendo uma campanha dificílima, porque uma luta eleitoral contra a máquina é sempre complicada. O partido do governador com um candidato, o do prefeito com um candidato, os outros com mais tempo eleitoral que nós. A luta é ter-rí-vel", disse.

Apesar de não se declarar um candidato homofóbico, ele disse que não diverge de opinião apenas por razões bíblicas. "É porque eu acho que é um caminho de amargura". No entanto, Crivella disse que as pessoas estereotipam o que não conhecem. "No Senado, eu trabalho há seis anos com homossexuais, homens e mulheres, e jamais discriminei".

Para o senador, sua políticas públicas justificam o voto dos eleitores gays. "Eu quero proteger ele da discriminação, quero que ele tenha saúde excelente, eu vou lutar pelo emprego dele, eu vou lutar pela educação dele, eu nunca vou roubar o imposto dele".

Ele diz que daria autorização para eventos de candomblé, umbandistas e para a parada gay na avenida Atlântica. "Terá limpeza, Guarda Municipal, e iluminação", completa.

Para Crivella, o crescimento da Igreja Universal na África deve muito aos exorcismos. "A Igreja cresceu muito na África exatamente por causa disso. Muitas pessoas envolvidas com espíritos".

Ele falou o que pensa sobre os outros candidatos à prefeitura: Jandira Feghali (PCdoB), "uma mulher admirável, às vezes um pouco radical"; Eduardo Paes (PMDB), "muito jovem"; Fernando Gabeira (PV), "um homem honesto. Na mesma proporção que eu admiro sua honestidade, discordo de suas posições políticas"; Alessandro Molon (PT), "mais jovem ainda" e sobre Solange Amaral (DEM), finalizou que a democrata "carrega uma cruz pesada".

O senador disse a Bíblia é o livro de sua vida, mas também citou "O amor no tempo do cólera", de Gabriel García Marquez. Ao falar sobre seu filme preferido - "E o Vento Levou" -, Crivella disse que a crise no Rio de Janeiro é comparável com a de cidades africanas. "Aquela saga da guerra de secessão americana mostra uma crise que é um pouco a crise do Rio de Janeiro. A crise aqui é maior que a crise das cidades da África".

Para ele, a discriminação do Apartheid na África representam "uma das piores facetas da alma humana, que é a discriminação descarada, aberta". Ele disse ainda que nas caminhadas nas favelas, às vezes se esconde "para que não percebam meus olhos cheios de lágrimas".

O candidato disse que não sente medo, que não anda de carro blindado e que não tem segurança privada, mas se diz vítima de violência. "A pior delas: minha filhinha, na minha campanha para o Senado, foi seqüestrada aqui, na Sernambetiba. Passou três horas dentro do carro. Seqüestro-relâmpago", lembrou. "Entro e saio de todas as comunidades e digo e repito para eles: eu tenho ódio e nojo da cocaína. Ódio e nojo das milícias".

Caso eleito, ele disse que sua primeira medida seria "mandar para a Câmara a lei do Corredor Turístico, da Zona Franca Social, do Cimento Social e um projeto para tirar crianças da rua".

Ele disse que já pensou em fazer plástica. "Muitas pessoas se viram para mim e dizem: 'Poxa, Crivella, você está tão cansado, tão abatido, um olhar tão cansado, tão magro, tão acabado'. Dizem com tanta constância que eu acabo acreditando".


FONTE: www.overbo.com.br

Advogado tira da internet o jogo dos « Deuses »

O advogado afirmou ainda que a indenização será revertida para instituições de caridade desta cidade.

(Fonte: Jornal de Barretos) - Girrad Mahmoud Sammour, presidente e advogado da Mesquita Muçulmana de Barretos, conseguiu uma liminar junto a 2ª Vara Cível de Barretos, para tirar da internet, no prazo de 48 horas, um jogo onde os participantes escolhem o seu “Deus” para lutar, entre eles o profeta Muhamad, Jesus, Buda e outros.

“O jogo afeta diretamente a intolerância da religião, e em respeito a isso resolvi ajuizar ação de indenização por dano moral com pedido de liminar para exclusão do jogo”, explicou Girrad.
O advogado afirmou ainda que a indenização será revertida para instituições de caridade desta cidade.


FONTE: www.overbo.com.br

Hawking diz que explicações da Ciência não deixam espaço para Deus

O famoso cosmólogo acha que a Ciência está dando cada vez mais respostas a perguntas que pertenciam ao domínio da religião.

(Fonte: Expresso) - Falando aos jornalistas na Universidade de Santiago de Compostela, na Galiza, Stephen Hawking salientou que as leis em que se baseia a Ciência para explicar a origem do Universo "não deixam muito espaço nem para os milagres nem para Deus".

Citado pela edição online do diário espanhol "El País", o professor de Física Teórica da Universidade de Cambridge disse que acreditava que o desenvolvimento da Ciência permitirá um dia "dar uma resposta definitiva sobre a origem do Universo".

Referindo-se às experiências que vão ser levadas a cabo no LHC - o gigantesco acelerador de partículas do CERN, em Genebra, que agora está parado devido a uma avaria - Stephen Hawking (foto) acha que "seria muito mais interessante" para a Ciência se o LHC não encontrasse o bosão de Higgs, a partícula elementar que falta descobrir para completar o atual modelo de explicação da matéria, da sua composição e origem.

Com efeito, se o Higgs não fosse encontrado, os cientistas chegariam à conclusão "que algo está mal e que precisam voltar a pensar sobre o assunto", isto é, a ciência teria de encontrar um novo modelo-padrão para explicar a matéria.

Sobre o a evolução da espécie humana, Hawking defendeu que "o futuro a longo prazo da raça humana está no espaço" e fez um prognóstico muito pessimista: "Será muito difícil evitar um desastre no planeta Terra nos próximos cem anos".


FONTE: www.overbo.com.br

Protestantes são processados por atividade religiosa

UZBEQUISTÃO - Dois membros da Igreja Pentecostal do Evangelho Pleno, na cidade de Karshi, vêm sendo repetidamente punidos por causa de atividades religiosas pacíficas.

(Fonte: Portas Abertas) - De acordo com uma notícia de 13 de setembro da agência Regnum, o Tribunal Criminal da Cidade fez uma audiência relativa a um caso administrativo em andamento contra Sergei Shadybaev e Andrei Serdyuk. Os dois foram considerados culpados por realizar atividades cristãs ao ar livre, e já tinham sido punidos com uma multa.

Um membro da igreja de Sergei e Andrei, que participou do caso, disse que eles não dariam nenhum detalhe do desenvolvimento deste por medo de represália das autoridades. “A igreja em Karshi tentou, por muitas vezes, levar a situação às autoridades, mas, em todas elas, foi rejeitada. Esse é o verdadeiro problema – os tribunais podem facilmente declarar-nos culpados porque não temos licença.”

Atividade religiosa sem licença é considerada crime no Uzbequistão – o que é contra leis internacionais e o compromisso assinado pelo país em relação aos Direitos Humanos. Teoricamente, é possível a uma comunidade com 100 cidadãos como membros registrar-se, mas, na prática, é muito difícil para a maioria das comunidades conseguirem registro.

Alisher Isokov, do Departamento de Justiça de Karshi, argumenta que a igreja não é registrada porque é uma “organização internacional”, e por isso precisa ser registrada pelo Ministério da Justiça na capital Tashkent. “Peça para o advogado deles vir falar conosco”, disse Alisher quando o Forum 18 comentou que a igreja era registrada em Tashkent, “pode ser que nós a registremos”, ele respondeu.


FONTE: www.overbo.com.br

Billy Graham: A jornada de um evangelista


As gravações do novo filme sobre a vida de Billy Graham terminaram recentemente. O filme, que estreará em 10 de outubro de 2008, tem como foco seus primeiros anos e seu chamado para o ministério.

(Fonte: Cristianismo Hoje) - A história de vida de Billy Graham já foi contada inúmeras vezes por diferentes canais da mídia, mas o cineasta Bill McKay queria contar a história de forma diferente: da perspectiva de um não-cristão.
Portanto, no filme "Billy: The Early Years" [Billy: os primeiros anos], com estréia prevista para este outono, McKay relata a história do evangelista da perspectiva de Charles Templeton, à beira da morte. Quando jovem, Templeton foi amigo de Graham e seu colega no ministério Mocidade Para Cristo, e anos depois abandonou sua fé, tornando-se agnóstico.

Assim como Salieri contou a história de Amadeus, Templeton (interpretado por Martin Landau, vencedor do Oscar), em seu leito de morte, conta a história de Graham.

“Eu queria contar a história de Billy partindo do prisma e da experiência de um ateu. Acho que este filme terá um impacto!”, disse McKay, escritor e produtor do filme.

As filmagens foram realizadas em abril e maio, em Nashville e proximidades, no estado do Tennessee. Os realizadores do filme atualmente realizam a pós-produção, procurando editar da maneira mais rápida possível. McKay disse que pretende terminar o filme em breve, para que seja lançado enquanto Graham, que completa 90 anos neste ano, ainda está conosco.

"Billy: The Early Years" tem como protagonista o ator Armie Hammer e cobre a vida de Graham desde sua experiência de salvação na tenda, em 1934, em Charlotte, Carolina do Norte (EUA), até momentos de incerteza sobre seu chamado, antes de se tornar o grande e conhecido evangelista em todo o mundo.

Voltando no tempo

Além dos desafios de contar toda a história de vida de um homem em apenas duas horas, recriar a época em que os fatos ocorreram também tem sido um obstáculo desafiador.

“Temos sido extremamente meticulosos para recriar aquele período. Como eram as roupas que vestiam e até mesmo o estilo de pregação daquele tempo em contraste com o estilo atual. Cada elemento deste filme é essencial e ligado ao tempo”, disse McKay.

“Estou muito feliz com isto, pois Billy Graham é uma figura histórica não apenas como pregador mas também como alguém que impactou a vida de milhões de pessoas. Nós o vemos hoje em sua idade avançada, mas não sabia que ele tinha começado a pregar nos anos 1930. é realmente incrível poder olhar para o jovem Graham, torna-se algo mais relacionado com o público jovem.”

Fazer um filme que fosse “mais relacionado” com uma audiência jovem era parte do plano de McKay.
“Estamos tentando ilustrar para as pessoas jovens através de imagens, ideais e palavras que suas decisões têm significado e importam sim. Muitas vezes, até as menores decisões tornam-se as decisões mais importantes”, ele diz.

Segundo o coração de Deus

McKay também queria encorajar os jovens dizendo que Deus pode usá-los, independentemente de quem são ou de quais sejam seus dons.

“Deus viu em Billy o que viu em Davi, um homem segundo o coração de Deus. Billy não era orador, não podia falar para uma audiência de quarenta mil pessoas nos anos 1940. Mas Deus o escolheu. Penso que estamos mostrando a grande manifestação do poder de Deus em se apropriar das fraquezas dos homens e fazer algo grande e significativo”, disse McKay.

McKay e o co-produtor Larry Mortoff querem que seu filme mostre esta jornada.

“Sabemos onde ele está agora e em quem se tornou. é um grande orador, pregador do Evangelho, amigo dos presidentes, está entre os mais influentes do mundo. é alguém que falou com mais homens e mulheres do que qualquer pessoa na história. Mas não sabemos como ele chegou lá.”

Sua trajetória, como ele chegou lá, inclui conflitos que toda boa história (ou bom filme) precisa ter. Podemos pensar que a vida de Billy Graham foi livre de conflitos, mas o filme relata dois momentos importantes que ajudaram a moldar sua vida.

O primeiro momento foi pouco antes daquele renascimento em 1934. O pai de Billy o alertou para não ir para a tenda, mas Albert (melhor amigo de Billy) o convenceu a ir, subornando-o com um convite para dirigir seu novo caminhão. Ainda sem ter tido a experiência de “nascer de novo”, Graham foi inspirado a pregar e a cantar dentro da tenda. Conforme o evangelista Mordecai Ham entregou a mensagem do Evangelho naquela noite, o jovem Billy disse: “Foi como se ele estivesse falando comigo sobre meu pecado.” Graham então caminhou pelo corredor central da tenda, tomando uma decisão que mudaria e moldaria a história cristã.

O segundo momento foi de conflito e envolveu Templeton (amigo de Graham) e uma relação que começou quando viajaram juntos na missão Mocidade Para Cristo. Após contemplar a devastação causada pela Segunda Guerra Mundial em outros países, Templeton (no filme interpretado por Kristoffer Polaha) começou a questionar Deus e sua fé. Após estudar no Seminário Teológico, em Princeton, no final dos anos 1940, Templeton eventualmente perdeu sua fé e declarou-se agnóstico.

“Billy ficou estremecido com tudo isso. Questionou se deveria voltar para casa e tornar-se fazendeiro, seguir os passos de seu pai em vez de seguir os passos do Pai celestial. Ele estava prestes a desistir de seu chamado. Estava lutando contra Deus. Mas neste momento teve uma fantástica compreensão concreta de Deus para mergulhar na Bíblia pela fé.”

A mensagem de amor e bondade

O filme também é estrelado por Stefanie Butler (CSI:NY) como Ruth (esposa de Billy), o cantor country Josh Turner estréia no cinema como George Beverly Shea. A musicista Sierra Hull, de 16 anos, faz o papel de Catherine (irmã de Billy) e canta a consagrada música de autoria de Graham, “Assim como sou”, enquanto duas alunas da Liberty University interpretam duas amigas de Billy. Anastasia Brown (do filme O Som do Coração) dirige a parte musical. Ela também é presidenta da 821 Entertainment Group, que auxiliou os incentivos de produção do Tennessee.

Diariamente, os três atores principais, Hammer, Butler e Polaha, reuniam-se no set de filmagem para orar uns pelos outros, pelo elenco, pela produção e pelo sucesso do filme.

“Escrevi este roteiro, pois queria apresentar Jesus novamente através das experiências de um ateu que traiu o Evangelho e traiu Billy. O ponto de vista de alguém que compreendeu no fim da vida que o único caminho para a liberdade e a paz é Jesus”, disse McKay, que espera que o público veja Jesus Cristo na história.

Hammer concordou, dizendo que quer que o público “sinta a bondade e o amor. Isto está impregnado nesta história: o amor de Billy Graham pela humanidade e o amor de Deus por nós. O roteiro é baseado em amor”.

“Apesar das crenças das pessoas, quero que saiam do cinema vendo amor e bondade, assim meu trabalho estará completo. E se a mensagem de Billy Graham permear na mente do público e transformar suas vidas, isto também será ótimo.”

Jewel Graham é repórter e produtora do Clube 700, em Nashville. Apesar do sobrenome em comum, ela não é parente de Billy Graham




FONTE: www.overbo.com.br

JULIO SEVERO: Entendendo algumas questões homossexuais

O movimento homossexual costuma citar pesquisas que dizem provar que um indivíduo pode se tornar homossexual por causa de fatores genéticos.

(Fonte: www.juliosevero.com) - O Dr. Gerard van den Aardweg, psicólogo holandês especializado em tratamento psicoterapêutico da homossexualidade e problemas de família, oferece a seguinte opinião:

…os padrões de comportamento comprovam a improbabilidade de que a orientação sexual tenha uma origem genética. Sabe-se, por exemplo, que até mesmo em pessoas com cromossomos anormais a orientação sexual depende principalmente do papel sexual em que a criança foi criada. Sem mencionar os tratamentos psicoterapêuticos que têm tido sucesso em mudar radicalmente a orientação de indivíduos homossexuais. Será que esses tratamentos então causam mudanças genéticas nas pessoas? Isso é improvável.[1]

A questão mais séria é que os ativistas gays estão, de uma forma ou de outra, por trás das pesquisas que “provam” que o homossexualismo tem origem genética. Quem diz isso é o Dr. Vern L. Bullough, defensor do movimento homossexual e da pedofilia. Ele afirma:

A política e a ciência andam de mãos dadas. No final é o ativismo gay que determina o que os pesquisadores dizem sobre os gays.[2]

Um Ex-Homossexual Fala

No entanto, ainda que conseguissem provar algum dia que o homossexualismo é causado por algum fator na natureza, isso não quer dizer que somos obrigados a aceitá-lo. Sinclair Rogers, que era homossexual antes entregar sua vida para Jesus Cristo, diz:

Certamente, as pessoas não escolhem desenvolver sentimentos homossexuais. Mas isso não significa que quando alguém nasce ele já está pré-programado para ser homossexual para sempre. Não somos robôs biológicos. E não podemos ignorar as influências ambientais e nossa reação a essas influências. Ainda que em certos casos alguns indivíduos se tornassem homossexuais como “produto” da natureza, isso quer dizer que poderíamos desejar o homossexualismo e considerá-lo normal? A natureza produz muitas condições por influência biológica, tais com depressão, desordens obsessivas, diabetes… mas não consideramos esses problemas “normais” só porque ocorrem “naturalmente”. Então por que é que o homossexualismo é colocado numa categoria diferente? Vale a pena mencionar que há alguns estudiosos sugerindo que a atração sexual de um adulto por crianças poderia ser também produto de alguma influência biológica inerente. Se conseguirem provar isso, então teremos que aprovar a relação sexual entre adultos e crianças?… Por exemplo, alguns cientistas crêem que há pessoas que nascem com influências biológicas para com o alcoolismo, vício de drogas, comportamento criminoso e até mesmo o divórcio. Mas isso significa que tais pessoas são obrigadas a se tornarem e permanecerem viciadas e criminosas? A biologia pode influenciar, mas não justifica automaticamente a possível conseqüência de todo comportamento. E também não elimina nossa responsabilidade pessoal, vontade, consciência ou nossa capacidade de escolher controlarmos ou ser controlados por nossas fraquezas.[3]

Nem mesmo o famoso Dr. Alfred Kinsey, que os ativistas gays não se cansam de citar para apoiar suas práticas sexuais, parecia acreditar que o homossexualismo tem causas genéticas. Ele disse: “Eu mesmo cheguei à conclusão de que o homossexualismo é em grande parte uma questão de condicionamento.”[4]

A Homossexualidade é Doença?

O movimento homossexual diz que a conduta sexual dos homossexuais não é doença.[5] Concordamos que o homossexualismo não é doença, e também concordamos com o Dr. Sigmund Freud quanto à categoria em que a homossexualidade está. Embora rejeitasse a tradição judaico-cristã, Freud, psiquiatra e fundador da psicanálise, recomendou um critério útil pelo qual podemos avaliar as atividades sexuais. Ele disse:

Nosso dever é oferecer uma teoria satisfatória que esclareça a existência de todas as perversões descritas e explicar sua relação com a chamada sexualidade normal.

Tais desvios do objetivo sexual, tais relacionamentos anormais ao propósito sexual, têm se manifestado desde o começo da humanidade em todas as épocas das quais temos conhecimento, e em todas as raças, das mais primitivas às mais altamente civilizadas. Às vezes têm tido êxito em alcançar a tolerância e a aceitação geral.

Além disso, uma característica comum a todas as perversões é que nelas se coloca de lado a reprodução. Este é realmente o critério pelo qual julgamos se uma atividade sexual é pervertida — quando ela não tem em vista a reprodução e vai atrás da obtenção de prazer independente.

Você entenderá, pois, que o ponto decisivo no desenvolvimento da vida sexual está em subordiná-la ao propósito da reprodução… tudo o que se recusa a se adaptar a essa finalidade e só é útil para a busca de prazer é chamado pelo vergonhoso título de “perversão” e como tal é desprezado.[6]


A Homossexualidade é Natural?

Os ativistas homossexuais declaram que “a homossexualidade é natural.”[7] Os grupos gays, e todas as pesquisas modernas que defendem a conduta homossexual, se baseiam direta ou indiretamente no "Relatório Kinsey" de 1948, o qual afirma que 10% da população são exclusivamente homossexuais.

As alegadas “descobertas” básicas de Kinsey são:

• Todos os orgasmos são meios de vazão e iguais entre marido e esposa, menino e cão, homem e menino, menina ou bebê — pois não há normalidade e anormalidade.

• O objetivo da relação sexual é o orgasmo…

• Os tabus sexuais e as leis envolvendo questões sexuais são rotineiramente quebrados. Portanto, todos esses tabus e leis têm de ser eliminados, inclusive na área de estupro de mulheres e crianças, a menos que haja o uso de “força” excessiva e sejam comprovados graves danos.

• Todo contato sexual antes do casamento aumentará a probabilidade de um casamento duradouro e bem-sucedido…

• Os seres humanos são por natureza bissexuais. O fanatismo e o preconceito religioso forçam as pessoas a viver na castidade, heterossexualidade e monogamia.

• As crianças são sexuais e podem ter orgasmos a partir do nascimento. Elas não sofrem nenhum dano quando têm relações sexuais com indivíduos da família e com adultos…

• Não há nenhuma razão médica para se proibir o incesto e o sexo entre adultos e crianças.

• Todas as formas de sodomia são naturais e saudáveis.

• Os homossexuais representam de 10 a 37% da população ou mais.[8]

Um ativista gay, que usou a pesquisa de Kinsey para avançar o movimento homossexual nos EUA, declarou:

“Eu fiz campanha com os grupos gays, nos meios de comunicação em todo o país, para promover a descoberta que Kinsey fez, de que os homossexuais estão em todos os lugares. E as questões que vieram por causa das implicações dos dados de Kinsey se tornaram as chaves para as campanhas políticas, educacionais e legislativas nacionais durante meus anos na Aliança Ativista Gay de Nova Iorque e na Força Tarefa Gay Nacional. Depois de anos trabalhando para educar os meios de comunicação e os legisladores, o conceito de que 10 por cento da população são gays se tornou um fato aceito pela maioria. Embora seja necessário continuar citando esse dado, o número de 10 por cento é regularmente utilizado por estudiosos, pela imprensa e pelas estatísticas do governo. Contar repetidas vezes um mito ou informação faz com que pareça realidade.”[9]

Os homossexuais são realmente 10% da população? De acordo com uma pesquisa nacional realizada nos EUA, só 1% dos entrevistados se declarou exclusivamente homossexual.[10] Então por que a pesquisa de Kinsey não conseguiu refletir a realidade?

Kinsey e os Pedófilos

Dois excelentes livros escritos pela Drª Judith Reisman revelam não só a metodologia fraudulenta de Kinsey, mas também o envolvimento dele com estupradores de crianças.[11]

Wardell Pomeroy, co-autor do "Relatório Kinsey", conta a reação de Kinsey à preocupação (que Kinsey chamava de histeria) da sociedade com o grave problema de adultos que têm relações sexuais com crianças da família:

Kinsey zombava da idéia… Kinsey… afirmou, com relação ao abuso sexual de crianças, que a criança sofre mais danos com a histeria dos adultos [do que com o próprio estupro].[12]

Essa revelação deixa de ser estranha pelo fato de que Kinsey colaborava e mantinha amizade com o filósofo francês Rene Guyon, que era pedófilo. Ele também era amigo do Dr. Harry Benjamin, inglês que apoiava a pedofilia.[13] Pedofilia é o termo geral que define a relação sexual, hetero ou homo, entre adultos e crianças. Pederastia só se aplica à relação homossexual entre homens e meninos.

Guyon, que era jurista, propunha leis para defender o relacionamento sexual de adultos com crianças como necessidade tão normal quanto a alimentação e a respiração.[14] No livro "A Ética dos Atos Sexuais", de Guyon, há menções ao "Relatório Kinsey" e a introdução foi escrita pelo próprio Kinsey.[15]

Fonte: E-book As Ilusões do Movimento Gay, escrito por Julio Severo e disponível gratuitamente no JesusSite: www.jesussite.com.br

Divulgação: www.juliosevero.com

Notas:

[1] Dr. Gerard van den Aardweg, The Battle for Normality (Ignatius Press: San Francisco-EUA, 1997), p. 29.

[2] Drª Judith Reisman, Kinsey, Sex & Fraud (Huntington House Publishers: Lafayette-EUA, 1990), p. 212.

[3] QUESTIONS I’M ASKED MOST ABOUT HOMOSEXUALITY, An Interview with Sinclair Rogers (Choices: Singapura, 1993), p. 4.

[4] ‘Sexologist’ Alfred Kinsey, quoted in Wardell B. Pomeroy. Dr. Kinsey and the Institute for Sex Research. New York: Harper & Row, 1972, pages 247 and 273.

[5] Dez Verdades sobre a Homossexualidade, folheto sem data publicado pelo Grupo Gay da Bahia e guardado no arquivo do autor.

[6] Julio Severo, O Movimento Homossexual (Editora Betânia, 1998), pp. 78,79.

[7] Dez Verdades sobre a Homossexualidade, folheto sem data publicado pelo Grupo Gay da Bahia e guardado no arquivo do autor.

[8] Dr. Judith Reisman, Kinsey: Crimes & Consequences (The Institute for Media Education: Arlington-EUA, 1998), p. 170,171.

[9] Bruce Voeller. “Some Uses and Abuses of the Kinsey Scale.” Concepts of Sexual Orientation>. The Kinsey Institute Series, June Machover Reinisch (general editor), Oxford University Press, 1990, pages 35 and 36.

[10] J. Gordon Muir, Homosexuals and the 10% Fallacy, The Wall Street Journal, 31 de março de 1993.

[11] Veja os livros Kinsey, Sex & Fraud (Huntington House Publishers: Lafayette-EUA, 1990) e Kinsey: Crimes & Consequences (The Institute for Media Education: Arlington-EUA, 1998).

[12] Dr. Judith Reisman, Kinsey: Crimes & Consequences (The Institute for Media Education: Arlington-EUA, 1998), p. 234.

[13] Dr. Judith Reisman, Kinsey: Crimes & Consequences (The Institute for Media Education: Arlington-EUA, 1998), p. 313.

[14] Dr. Judith Reisman, Kinsey: Crimes & Consequences (The Institute for Media Education: Arlington-EUA, 1998), p. 221.

[15] Dr. Judith Reisman, Kinsey: Crimes & Consequences (The Institute for Media Education: Arlington-EUA, 1998), p. 222.


FONTE: www.overbo.com.br