sábado, 30 de agosto de 2008

Fiéis vêem imagem de Maria em árvore

CANADÁ - Dona do tronco, porém, diz que marca surgiu após corte na madeira.


(Fonte: O Dia) - Uma suposta imagem de Virgem Maria está causando comoção no Canadá. Moradores de um subúrbio de Toronto juram que uma mancha num tronco de uma árvore é, na verdade, a imagem da mãe de Jesus Cristo e anda trazendo até milagres.

O primeiro a reparar na semelhança foi o vizinho do quintal que abriga a árvore, o canadense Christopher Moreau, 47 anos. Ele conta que, depois que viu a imagem, a saúde da sogra, que se recuperava de câncer, melhorou sensivelmente. “Inicialmente, achei que estava vendo coisas, mas quando contei à minha sogra, ela ficou tocada e chorou. Não sei porque está lá, mas a imagem é uma bênção”, diz.

Desde então, outros vizinhos têm conferido a imagem que, segundo Moreau, lembra muitas representações de Nossa Senhora, de braços abertos.

Já a vizinha de Moreau, que é dona do tronco, vê a história de forma bem mais cética. “O Chris pode ter quantas pessoas quiser no quintal dele, mas eu não quero ninguém estragando o meu jardim”, diz Eulalee Hamilton. Para ela, a imagem é apenas a “cicatrização” de um corte feito na árvore, há três anos.

A Arquidiocese de Toronto informou que não pretende investigar o ‘fenômeno’. Apesar de não se considerar maluco e jurar que fica até arrepiado quando se aproxima da árvore, Chris acabava de abrir uma cerveja no momento em que avistou a aparição pela primeira vez.


A "santa" ecológica

FONTE: www.overbo.com.br

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

CPI da Pedofilia quer que Microsoft monitore crimes no MSN

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Na tentativa de reduzir os crimes contra crianças e adolescentes na internet, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Pedofilia vai pedir que a Microsoft desenvolva um sistema capaz de detectar indícios de pornografia infantil nas conversas on-line, realizadas no programa MSN (programa de mensagens instantâneas).

Em depoimento à CPI, o diretor do portal MSN/Hotmail no Brasil, Osvaldo de Oliveira, disse que a Microsoft já possui mecanismos de segurança para evitar a divulgação de pornografia infantil na rede. Oliveira não deixou claro, no entanto, se a empresa já possui maneiras de monitorar as conversas on-line no MSN.

"Quando são detectadas [nos e-mails] imagens não condizentes com o código de conduta da empresa, o cliente pode receber um aviso ou mesmo ter sua conta cancelada", afirmou.

O diretor disse que a Microsoft está à disposição da CPI para endurecer o controle do conteúdo divulgado nas conversas on-line. Oliveira disse que a Microsoft poderá assinar um TAC (termo de ajuste de conduta) para a quebra dos sigilos dos usuários do MSN, a exemplo do que já ocorreu com o Google --dono do Orkut.

Segundo Oliveira, os conteúdos avaliados como "inadequados" no MSN ficam disponíveis para a fiscalização de órgãos públicos por pelo menos 180 dias, à espera da aplicação de sanções legais.

O presidente da comissão, senador Magno Malta (PR-ES), disse nesta terça-feira (26) esperar, ao final dos trabalhos, identificar mais de sete mil pedófilos que atuam na rede mundial de computadores.

Sigilos

No início de julho, a CPI aprovou a quebra do sigilo de mais de 18 mil páginas diferentes do Orkut, entre comunidades e perfis, sob a suspeita de conterem material com pornografia infantil. A comissão ainda espera o envio dos dados pela empresa Google.

Das 18,3 mil páginas que tiveram o sigilo quebrado, cerca de 1.400 são comunidades e 16,9 mil são perfis. Essas páginas foram denunciadas à ONG Safernet entre janeiro de junho deste ano.

Em abril deste ano, essas denúncias já haviam feito com que a CPI quebrasse o sigilo de 3.261 álbuns privados do Orkut, fazendo com que o Google, dono do site, tivesse de entregar logs de acesso e imagens às autoridades brasileiras. Após análise das fotos, a CPI chegou a 805 usuários acusados de manter imagens de pedofilia.

No primeiro semestre deste ano, a Safernet recebeu 27,8 mil denúncias sobre pedofilia na internet no Brasil, uma alta de 92,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Especificamente no Orkut foram 22,7 mil denúncias --81,6% do total--, uma alta de 89,2% em relação a 2007.

FOLHA ON LINE

Senadores querem obrigar governo a fazer campanha contra a pedofilia

FELIPE MAIA
da Folha Online

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Pedofilia quer obrigar o governo a fazer uma campanha publicitária sobre esse tipo de crime, para ensinar pais e crianças a se protegerem. A idéia é aprovar um projeto de lei que estabeleça ações similares às que são feitas em campanhas de saúde.

A proposta, feita na terça-feira (26) durante audiência da comissão, deve começar a ser detalhada hoje. "Assim como tem campanha contra a dengue, a poliomielite, a rubéola, queremos que o governo faça uma contra a pedofilia", afirma o senador Magno Malta (PR-ES), presidente da CPI.

Segundo ele, os anúncios devem ensinar a população a detectar indícios do crime e a proteger as crianças contra a prática. A decisão de formular um projeto de lei sobre o assunto foi tomada para que a ação se torne "obrigatória e sistemática". "Não queremos sensibilizar os pedófilos. Queremos é que o Estado cumpra seu papel com as crianças", diz o parlamentar.

A proposta é que a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República fique encarregada da campanha.

Prisão

A CPI da Pedofilia foi criada no dia 25 de março deste ano no Senado, com o objetivo de investigar crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes. Um dos objetivos é tipificar o crime de pedofilia (classificado como o contato sexual envolvendo adultos, crianças e adolescentes de até 14 anos) com a elevação da pena.

O presidente da comissão afirma que a idéia é que as pessoas que cometerem o crime sejam condenadas a até 30 anos de prisão, sem direito a regressão penal. Os condenados também seriam monitorados eletronicamente "pelo resto da vida".

O projeto que tipifica o crime deve primeiro ser aprovado pela CPI e depois enviado aos plenários do Senado e da Câmara. Há um acordo de líderes no Congresso para acelerar a tramitação do texto.

Espera

No início de julho, a CPI aprovou a quebra do sigilo de mais de 18 mil páginas diferentes do Orkut, entre comunidades e perfis, sob a suspeita de conterem material com pornografia infantil. Entretanto, a comissão ainda espera o envio dos dados pela empresa. Magno afirma que o Google, dono do site, recebeu um novo prazo para enviar esses dados.

Dentre os donos dessas 18,3 mil páginas, o parlamentar estima que existam cerca de 7.000 pedófilos.

Em abril deste ano, a CPI já havia quebrado o sigilo de 3.261 álbuns privados do Orkut, fazendo com que o Google tivesse de entregar logs de acesso e imagens às autoridades brasileiras. Após análise das fotos, a CPI chegou a 805 usuários suspeitos de manter imagens de pedofilia.

As informações sobre esses suspeitos estão sendo repassadas à Polícia Federal, para investigações.

FOLHA ON LINE

STF discute sobre a legalização do aborto em caso de anencefálos

A discussão sobre a legalidade do aborto, que já tramita há quatro anos, em casos de fetos anencéfalos chega a uma nova etapa em Brasília. O Supremo Tribunal Federal vai promover uma série de audiências públicas com especialistas e entidades civis antes de decidir sobre o tema.

Marcela morreu no início deste mês. A garotinha, que não tinha cérebro, viveu durante um ano e oito meses. A vida dela está sendo tratada como um símbolo para quem é o contra o aborto nestes casos.

O assunto divide opiniões. De um lado estão os que alegam que as mães devem ter o direito de escolha. Do outro aqueles que dizem que é preciso respeitar o direito à vida.

www.band.com.br

Bispo diz que é discriminado

Representante da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), cujo guru, o bispo Edir Macedo, define as religiões afro-descendentes como “seitas demoníacas” e responsabiliza a Umbanda, o Candomblé e a Quimbanda “pela destruição do ser humano”, o deputado federal Márcio Marinho (PR), que é bispo da Iurd e vice da chapa de ACM Neto (DEM) à Prefeitura de Salvador, está disposto a quebrar um tabu da sua igreja para garantir os votos do povo de santo. “Se houver convite de Neto ou dos próprios terreiros estarei presente (no candomblé)”, garantiu nesta segunda-feira, 23, o bispo que, no domingo, 22, foi criticado pela comunidade do Terreiro da Casa Branca – um dos mais tradicionais da Bahia – por não estar na comitiva do democrata que visitou o terreiro.
Bispo Marinho primeiro justificou a sua ausência com o argumento de que, aos domingos, “abre mão de tudo para estar no culto da igreja”. Depois disse que “o meu prefeito não me convidou, porque ele respeita esta questão da diversidade”. Em seguida, admitiu que, havendo o convite, e não sendo em dia de culto, não haverá problema. Marinho disse não ter empecilho em visitar uma casa de candomblé, embora se mostre preocupado com a reação da pessoas. “Nos cobram (tolerância) e depois dizem que estamos sendo demagógicos e que é só por causa de voto”, pontuou.
Sobre o eleitorado, assegurou que nas eleições de 2006 recebeu votos de vários terreiros. “Tenho vários amigos de outras religiões, tive voto no candomblé, e na minha família há católicos. Convivo bem, numa relação respeitosa, com todos”, disse o deputado, para quem o ”discriminado“ é ele.
O bispo questionou a reação do ogã da Casa Branca, Willys Andrade, que disse ao candidato ACM Neto que “conhece muita gente do candomblé que até gostaria, mas não vai votar nele por causa do vice”. Indignado, Marinho questiona: “Será que não são eles que estão sendo intolerantes em relação à minha pessoa?”.
Para o parlamentar evangélico, cada um tem a “sua convicção, que é um conceito, e não pode ser confundido com preconceito”. Em 2005, o Ministério Público Federal em Salvador propôs uma ação civil pública na Justiça requerendo a suspensão da venda e a circulação do livro “Orixás, Caboclos e Guias, Deuses ou Demônios?”, escrito por Edir Macedo, guru da Iurd. Os procuradores da República autores da ação, Sidney Madruga e Cláudio Gusmão, consideraram a obra claramente preconceituosa às religiões afro-brasileiras.

CAMINHADA – Radiante com o resultado das pesquisas Datafolha e Ibope, divulgadas neste domingo e nesta segunda, respectivamente, o candidato a prefeito de Salvador, Walter Pinheiro (PT), fez caminhada entre o Retiro e a comunidade do Bom Juá, na tarde desta segunda. O petista apresentou crescimento de seis e sete pontos nas intenções de voto, ficando com 13% em ambas.
No corpo-a-corpo ao lado da vice Lídice da Mata (PSB), Pinheiro distribuiu apertos de mão e comentou os resultados. “Estamos indo ao encontro daquela faixa de 30% dos eleitores que respondeu, desde a primeira pesquisa de A TARDE, que queriam votar no candidato do PT”, pontuou Pinheiro.
Indagado sobre o distanciamento do governador Jaques Wagner da sua campanha (são do mesmo partido), respondeu: “Wagner vai decidir a hora que entra, ou se não entra”, disse. “Acho que isso (pesquisas) reflete o desejo do soteropolitano de ter em Salvador os governos de Lula e Wagner”, completou.

A Tarde
noticiascristas.blogspot.com

Ordem superior leva padre a suspender concurso de 'Miss Freira'

Criticado por ter proposto uma competição que pretendia eleger a freira mais bonita via internet, um padre italiano voltou atrás e suspendeu tudo.
O concurso já tinha nome, "Irmã Itália 2008", e estava marcado para começar em setembro, no blog do padre Antonio Rungi, da paróquia de Mondragone no sul do país.
Conforme a intenção do religioso, a escolha seria feita via internet e, além das freiras mais bonitas, osinternautas elegeriam também os projetos de trabalho mais interessantes das irmãs.
O aspecto físico, contudo, acabou tendo maior repercussão e isso prejudicou o projeto, na avaliação do clérigo, que interrompeu tudo nesta segunda-feira.
"Estão tentando impedir minha iniciativa, isto é certo", disse padre Rungi à BBC Brasil.
O padre lamentou o destaque excessivo ao aspecto estético, dado pela imprensa, argumentando que a idéia era apresentar as freiras mais expressivas, que tivessem uma história de vida para contar.
"Não seria uma competição de miss, com passarela e desfiles, mas um concurso de beleza global, não apenas exterior mas interior", esclareceu.
A notícia teve destaque na imprensa nacional e internacional e o sacerdote foi chamado por seu superior para dar explicações.

Brasileiras
"Meu superior ficou confuso e provavelmente foi contatado pela Santa Sé. Não entenderam que se trata de um blog. As freiras se apresentariam com áudio e vídeo e poderiam ser votadas com base na opção de vida religiosa que representam. É claro que, tendo uma bela foto, o aspecto físico também seria votado. Há algo de mal nisso?" questionou.
Segundo o padre Antonio, por causa da crise de vocações na Itália, estão vindo religiosas de outros países, mais jovens e com vitalidade. Ele disse aos jornais italianos que há freiras "muito bonitas" provenientes da África e da América Latina, "sobretudo as brasileiras".
"Sem discriminar as outras, as brasileiras são mais alegres e joviais. Quem esteve no Brasil sabe como vivem, é um povo alegre. Elas levam esta espiritualidade da alegria às comunidades religiosas onde vão. Neste sentido, é uma beleza que se transfere em comportamentos, atitudes e felicidade pela escolha que fizeram", disse padre Rungi à BBC Brasil.
O clérigo é conhecido também por suas atividades de divulgação da fé em situações inusitadas, como rezar o terço nas praias em meio aos banhistas de férias. Na interpretação dele o concurso seria um jeito de usar os meios de comunicação modernos para evangelizar.
"É preciso valorizar as novas linguagens, a nova mídia, para levar o bem", justificou o sacerdote que, devido às críticas que recebeu, resolveu suspender o concurso e o próprio blog.

'Provocações'
"Suspendi porque começaram a chegar provocações em vídeos e fotos que nada tinham a ver com o argumento, enviados por pessoas que desejam deturpar a boa iniciativa, que nem era minha".
Quem deu a idéia do concurso foram as próprias freiras, segundo o religioso. "Elas me diziam: 'porque não organizar a visibilidade dos institutos num blog, onde as freiras contariam suas experiências?'"
Nem todas as religiosas contudo vêem a idéia de forma positiva.
"Quem esté a fim de ser miss?", disse à BBC Brasil a Irmã Natália, brasileira de Santa Catarina que vive em Roma há 3 anos. Pertencente à Ordem das Paulinas, congregação especializada em comunicações sociais, a religiosa não concorda com a proposta de votar o trabalho realizado pelas freiras.
"Todos os trabalhos são válidos, um completa o outro. Não é justo definir um melhor do que o outro, nem criticar uma vocação ou tendência ", disse.
Para retomar o projeto, padre Antonio Rungi vai precisar da autorização das próprias religiosas e das madres superioras por escrito, além de passar pelo aval do Vaticano.
"Não estou fazendo nada de mal, é uma forma moderna de promover a imagem das freiras que não são aquelas velhas que querem nos mostrar. São diplomadas, inteligentes, preparadas e poderiam ter uma visibilidade até por sua beleza física, não vejo porque se escandalizar", defendeu o clérigo.
O padre disse que recebeu telefonemas de freiras do Brasil e da Argentina, aprovando a iniciativa.
"Acho difícil que ele consiga criar esse concurso, se quiser mesmo divulgar o trabalho das irmãs através da eleição de miss. É meio estranho mas, quem sabe...", avaliou a Irmã Natália.

Globo
noticiascristas.blogspot.com

Igreja Católica rechaça aborto de anencéfalos; Universal defende decisão da mãe

Representantes da Igreja Católica e da IURD (Igreja Universal do Reino de Deus) divergiram nesta terça-feira em relação à descriminalização do aborto de fetos anencéfalos, que é discutida hoje em audiência pública no STF (Supremo Tribunal Federal). Enquanto a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) é radicalmente contra, o representante da Igreja Universal disse que a descriminalização deve ocorrer e que a escolha será da mulher.
'Defendemos que deve prevalecer o desejo da mulher que passa por esse dano. A descriminalização desse tipo de aborto não deveria esbarrar no radicalismo religioso', afirmou o bispo da Universal Carlos Macedo de Oliveira.
Para o padre Luiz Antônio Bento, da CNBB, antecipar o parto é matar o feto. 'Ter uma anomalia não diminui a dignidade da pessoa. Não somos insensíveis ao sofrimento da mãe, mas ele não justifica o sofrimento do filho', declarou.
Os artigos 124 e 126 do Código Penal caracterizam como crime o aborto provocado pela gestante, ou com seu consentimento (artigo 124), e por terceiros, sem consentimento da gestante (artigo 126). No entanto, segundo o STF, o artigo 128 prevê que não será punido o médico que praticar aborto terapêutico necessário, em casos nos quais não há outro meio para salvar a gestante, e em caso de estupro.
Estima-se que a Justiça brasileira já tenha permitido, nos últimos 15 anos, ao menos 5.000 abortos de fetos anencefálicos. Para obter a autorização, a mulher precisa apresentar, entre outros documentos, laudos médicos que atestem a doença. A OMS (Organização Mundial da Saúde) e as sociedades científicas internacionais consideram a anencefalia uma anomalia incompatível com a vida.

Argumentos]
A frente contrária ao aborto deve usar o caso da menina Marcela de Jesus Galante Ferreira, diagnosticada como anencéfala (ausência parcial ou total do cérebro) e que viveu quase dois anos.
A menina, caso raro na medicina e que sobreviveu graças à intensa medicação, contrariou todos os prognósticos médicos --a grande maioria dos anencéfalos morre em até 72 horas após o nascimento-- e se transformou em ícone de grupos antiaborto.
Já a CNTS (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde), que pediu a audiência pública, diz que a permanência do feto anômalo no útero da mãe é potencialmente perigosa, com possibilidade de gerar danos à saúde e à vida da gestante.

Folha

noticiascristas.blogspot.com