sábado, 19 de julho de 2008

Senadores aprovaram 666 matérias no primeiro semestre

Um dos destaques também foi a criação da CPI da Pedofilia e dos Cartões Corporativos.

O Senado realizou, de 6 de fevereiro até quarta-feira (16), 133 sessões plenárias, das quais 68 se destinaram à votação de matérias, 18 à realização de homenagens e comemoração de datas especiais e 48 a comunicados da Mesa, leitura de proposições e pronunciamento dos senadores - as chamadas sessões não-deliberativas. A informação consta de balanço apresentado pela Secretaria-Geral da Mesa. Os números divulgados pela manhã foram retificados.

No período, foram examinadas 708 proposições e os senadores deram voto favorável a 666 delas. De fevereiro a julho, foram aprovadas 27 medidas provisórias, muitas das quais já chegaram ao Senado com prazo para exame vencido, trancando a pauta do Plenário. Do total de proposições aprovadas, 36 foram enviadas à sanção presidencial, 81 à Câmara dos Deputados e 214 à promulgação.

Os senadores também acolheram 35 nomes de chefes de missão diplomática indicados para embaixadas brasileiras e 15 indicações para a direção de órgãos públicos. Na primeira parte do ano legislativo, foi criada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, que teve seus trabalhos prorrogados até fevereiro de 2009, além da CPI dos Cartões Corporativos, que não chegou a ser instalada.


Fonte: Agência Senado

PF desarticula grande esquema de pedofilia

A Polícia Federal de Cascavel se pronunciou hoje (18) sobre a investigação que resultou na apreensão de diversos materiais de cunho pornográfico, realizada na última terça-feira (15). Cinco pessoas estão envolvidas no esquema, mas até o momento nenhuma foi presa.

A quadrilha agia na região Oeste do Paraná, mas especificamente no município de Toledo, e também no estado de São Paulo.

“Vimos as fotos em um site de relacionamento, daí o primeiro passo foi chegar até as vítimas para depois encontrarmos a quadrilha. As investigações começaram há dois meses e contaram com o apoio do Ministério Público Federal”, declarou o delegado da PF, Fábio André Lopes Simões.

Segundo ele, as garotas aliciadas tinham entre 15 e 16 anos e eram de baixa renda. “Eles iludiam as meninas para conseguir fazer as fotos e os vídeos. Uma delas não recebeu o dinheiro combinado e ainda teve os documentos retidos”, lembrou.

Valdir Ercego de Toledo e Sadi Plauth de São Paulo, conhecido popularmente como Sady Baby, foram indiciados pelo artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente. Caso sejam presos e condenados, ambos poderão ficar na cadeia de dois a seis anos, além de pagarem multa.

http://www.cgn.inf.br/

Britânicos não querem revelar identidade de referenciados por pedofilia no Algarve


A polícia inglesa quer manter confidenciais os nomes de uma lista de cidadãos britânicos referenciados com práticas pedófilas residentes no Algarve, que foram identificados no decurso da investigação do caso Maddie. Esta lista faz parte do processo do desaparecimento de Madeleine McCann cujo arquivamento vai ser anunciado na próxima segunda-feira.

A manutenção desta lista na confidencialidade é uma das pretensões da polícia inglesa, com o argumento de que a divulgação das identidades dos indivíduos referenciados naquela lista seria uma intrusão no foro da vida privada.

Na segunda-feira, a Procuradoria-Geral da República vai divulgar o despacho final do Ministério Público que decide o arquivamento do caso Maddie, por falta de indícios para sustentar qualquer acusação. Com este despacho, Kate e Gerry McCann (pais de Madeleine), bem como o também cidadão inglês Robert Murat, deixam de ser arguidos.

O facto de o processo ser agora arquivado, não impede que possa ser reaberto em qualquer momento no futuro. No entanto, isso ocorreria apenas se surgissem novos elementos de prova que invalidem os fundamentos invocados pelo Ministério Público, conforme estabelece o artigo 279.º do Código do Processo Penal (CPP).

A decisão do arquivamento pode ainda ser alvo de recurso. Só no final do prazo para recorrer, o processo será aberto a consulta pública.

Amaral em livro

Muitos dos pormenores da investigação poderão, contudo, ser conhecidos antes, através da leitura de um livro escrito pelo inspector da Polícia Judiciária (PJ) que liderou a investigação, Gonçalo Amaral, e que será apresentado, no próximo dia 24, em Lisboa.

Pelo menos, é isso que promete o autor, que acabou por ser afastado da investigação na sequência de declarações consideradas ofensivas para a polícia inglesa.

Com a abertura do processo, será possível esclarecer dúvidas, saber que diligências foram realizadas, qual o nível de participação da polícia inglesa na investigação e conhecer os motivos que levaram a polícia e o Ministério Público a constituir Murat e o casal McCann como arguidos. Mas será também possível detectar incoerências e contradições na investigação, bem como falsidades que foram divulgadas publicamente.

As interrogações colocam-se também agora quanto ao destino de Paulo Rebelo, o inspector coordenador da PJ que substituiu Gonçalo Amaral na investigação do caso Maddie, e em quem foram depositadas todas as esperanças de sucesso.

Paulo Rebelo instalou-se em Portimão e rodeou-se dos melhores investigadores da PJ em várias áreas. O esforço tem-se revelado infrutífero. Rebelo não foi capaz de reparar alguns dos erros cometidos na fase inicial da investigação. Também não conseguiu avançar para novas pistas.

Com o caso terminado, Rebelo espera agora que a direcção da PJ decida rapidamente substituí-lo na direcção do departamento e colocá-lo, de novo, em Lisboa, num lugar compatível com o seu currículo.

http://ultimahora.publico.clix.pt

Casa Pia: Processo de difamação contra dois jovens

Ex-secretário-geral do PS foi envolvido no escândalo de pedofilia por dois ex-casapianos

Ferro Rodrigues perde recurso

O Tribunal da Relação de Lisboa deliberou manter a decisão do Tribunal de Instrução Criminal de não levar a julgamento os dois jovens que acusaram Ferro Rodrigues de abusos sexuais no âmbito do processo Casa Pia.

"Os elementos probatórios constantes dos autos não nos permitem concluir que os depoimentos prestados pelos arguidos sejam verídicos, mas também não permitem a conclusão contrária", lê-se no acórdão da Relação, a que o CM teve acesso, e que indeferiu o recurso de Ferro Rodrigues.

Os desembargadores explicam que os factos relatados pelos jovens, que motivaram a queixa de Ferro, foram contados no "cumprimento de um dever legal", pelo que, "mesmo que os factos imputados à pessoa visada sejam em si difamatórios, nunca lhe poderá ser imputado o crime de difamação". Tal só acontece "se a testemunha prestar um depoimento falso, com a consciência dessa falsidade", o que não ficou demonstrado no processo.

Por outro lado, os juízes do Tribunal da Relação de Lisboa afirmam que Ferro Rodrigues "limitou-se a apresentar contradições pontuais e imprecisões" nos depoimentos dos jovens, sem apontar qualquer facto que pudesse demonstrar que "os arguidos conheciam a falsidade das imputações". Os juízes lembram ainda que as perícias e exames médico-legais aos jovens concluíram "ser de admitir a consistência dos relatos".

JAIME GAMA DERROTADO

Jaime Gama foi até agora o único socialista que conseguiu levar a julgamento o jovem que o envolveu no processo de pedofilia da Casa Pia. No entanto, no dia 25 de Junho, a magistrada dos Juízos Criminais de Lisboa decidiu absolver ‘João A.’, o ex-casapiano que acusou o presidente da Assembleia da República de abusos sexuais e referenciou também Ferro Rodrigues e Paulo Pedroso. Neste julgamento, o jovem chamou como testemunhas, entre outros, Catalina Pestana e os inspectores da PJ, que confirmaram que o nome de Gama foi referido por mais duas pessoas.

QUEIXA ARQUIVADA

O Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa arquivou, no passado dia 1 de Julho, uma queixa de Paulo Pedroso, por difamação, falsidade de testemunho e denúncia caluniosa, contra as seis vítimas que referiram o nome do ex-deputado durante o julgamento do escândalo de pedofilia.

Tal como o CM noticiou, os procuradores recordaram que, na globalidade, os testemunhos "são considerados relevantes" no âmbito do processo de pedofilia. Pedroso vai avançar com acusação particular.

Ana Luísa Nascimento
http://www.correiomanha.pt/

Papa mostra preocupação com crise anglicana

SYDNEY, Austrália (AFP) — Uma gigantesca via-crúcis transformou a cidade de Sydney nesta sexta-feira, por ocasião das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), trilhada pelo Papa Bento XVI, que expressou, antes, preocupação com a crise anglicana.

Bento XVI abriu o caminho da cruz na tarde de hoje com uma prece no átrio da catedral.

Antes, o chefe da Igreja católica, como o faz em suas viagens, encontrou-se com representantes de outras religiões cristãs ou não.

Diante de protestantes, ortodoxos e anglicanos que representam o conjunto de fiéis na Austrália, Bento XVI reconheceu que o ecumenismo chegou a um "ponto crítico".

A ordenação de mulheres como bispos, aceita por várias Igrejas anglicanas - entre elas a Igreja australiana - e a de um bispo declaradamente homossexual, em 2003 nos Estados Unidos, apesar da oposição de uma parte do clero e dos fiéis, deixou a fé anglicana à beira de um cisma.

Os bispos anglicanos de todo o mundo estão atualmente reunidos na Grã-Bretanha, em Canterbury (sudeste), para tentar soldar novamente sua unidade.

Recebendo em seguida representantes muçulmanos, judeus, budistas, hinduístas e zoroastristas, o Papa sublinhou que as religiões poderiam ser "uma força de unidade" mais que um "fator de divisão".

Evocando sem enumerá-las "as formas sinistras e indiscriminadas de violência" que ameaçam o mundo, estimou que "a voz em uníssono de todas as pessoas inspiradas pela religião é um estímulo para que as nações e as comunidades resolvam seus conflitos por meios pacíficos, com pleno respeito à dignidade humana".

O caminho da cruz, que põe em cena a história bíblica da condenação e da morte de Cristo, teve a participação de atores numa cenografia sugestiva. Os peregrinos das JMJ e a população de Sydney acompanharam o espetáculo através de telas gigantes.

As diferentes estações dessa vica-crúcis foram adaptadas a locais emblemáticos de Sydney, entre eles o pátio do museu de arte moderna, a esplanada diante da célebre Ópera e o Darling Harbour.

Alguns manifestantes que exigiam desculpas do Papa e da hierarquia da Igreja australiana pelos abusos sexuais cometidos por padres tentavam se aproximar do átrio da catedral no momento em que o Papa estava.

Três pessoas levavam cartazes com os dizeres "Os abusos sexuais do clero roubam vidas. Calar é se tornar cúmplice", sendo depois afastados pela polícia.

O Papa poderá abordar neste sábado a questão dos abusos sexuais na Igreja durante missa co-celebrada por bispos e seminaristas australianos.

Bento XVI almoçou com 12 jovens delegados das JMJ vindos de várias partes do mundo. Ao final, contaram que o Papa conversou com eles em inglês e perguntou sobre a situação de cada um.

Armando Cervantes, 27 anos, filho de imigrantes mexicanos instalados na Califórnia, ofereceu ao Papa um boné do Mickey.

À noite, Bento XVI encontrou-se com um grupo de jovens em dificuldade acolhidos numa comunidade de reinserção. Convidou-os a não adorar "falsos deuses" como "os bens materiais, o amor possessivo e o poder".

Domingo, o Papa vai celebrar missa ao ar livre. Ele cumprimentará também o presidente do Timor Leste, Jose Ramos-Horta, que está em Sydney para as JMJ.

Ramos Horta precisou à AFP que queria "agradecer" a Bento XVI pela atenção que lhe demonstrou quando estava gravemente ferido, no dia 11 de fevereiro, depois de um ataque de soldados rebeldes contra sua casa.

http://afp.google.com/

Papa adverte que mundo cristão enfrenta "conjuntura decisiva"


O papa Bento 16 afirmou nesta sexta-feira, durante um encontro com líderes cristãos em Sydney (Austrália), que "o movimento ecumênico alcançou uma conjuntura decisiva", no momento em que os anglicanos enfrentam a ameaça de um cisma pela ordenação de mulheres e homossexuais como bispos.
Falando a representantes anglicanos, ortodoxos, luteranos e maronitas, entre outros, Bento 16 disse que "devemos estar vigilantes para qualquer tentação de ver a doutrina como algo divisor e, por conseguinte, um impedimento para a tarefa mais urgente de melhorar o mundo no qual vivemos".
"Os cristãos devem trabalhar em conjunto para garantir que o prédio se mantenha firme e para atrair a atenção dos outros, para que entrem e descubram os abundantes tesouros da graça", disse.
O papa participa das Jornadas Mundiais da Juventude, ao lado de mais de 200 mil peregrinos, em sua passagem pela Austrália.

Igreja Anglicana

As palavras de Bento 16 são pronunciadas dois meses depois da ordenação da primeira bispo anglicana, o que provocou indignação entre os conservadores desta Igreja.
A ordenação de mulheres e homossexuais é um tema que ameaça dividir os anglicanos --que somam cerca de 77 milhões em todo o mundo--, cujo conclave mais importante ocorre desde a quarta-feira, na cidade britânica de Canterbury.
Na catedral de Sydney, o papa recebeu representantes de outras crenças, e disse que "a Igreja busca com entusiasmo oportunidades para escutar a experiência de outras religiões".
Diante de representantes judeus, islâmicos, hindus e budistas, Bento 16 destacou que a experiência humana, acima das limitações culturais e geográficas, "torna possível o diálogo entre os seguidores das várias religiões".
Após o encontro na catedral de Sydney, o papa almoçou com jovens peregrinos, entre eles Jorgiana Aldren Lima de Santana, uma brasileira de 26 anos.

Folha
noticiascristas.blogspot.com

Gravidez na adolescência desafia sociedade e ministérios que trabalham com juventude


O número de adolescentes grávidas cresceu 3,2% no país, nos últimos cinco anos. O dado não é uma mera estatística, mas desafia o governo e suas políticas públicas para a juventude e desafia as igrejas cristãs que possuem cada vez mais jovens em seu meio. Para o consultor e coordenador do Programa Cidadania dos Adolescentes do Fundo das Nações Unidas para a Infância da Organização das Nações Unidas (Unicef) no Brasil, Mario Volpi, outros dois problemas com adolescentes ainda são grandes desafios para a sociedade: o homicídio de jovens na faixa entre 10 e 19 anos e as disparidades étnicas e raciais regionais. As igrejas devem estar atentas a realidades sociais como estas para resgatar aqueles que sofrem com os problemas e atuar de forma transformadora.
"A sociedade deve discutir esses três desafios", enfatiza Volpi. A gravidez na adolescência ocorre com maior freqüência em regiões mais pobres e normalmente está ligada à falta de expectativa de melhores condições de vida. Além do apoio às adolescentes que enfrentam esta situação, outra atitude importante no enfrentamento do problema é melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes. A convivência em grupo - através da escola, da família e ambientes como a igreja - também é essencial no desenvolvimento dos jovens.
Sobre as questões étnicas e de violência, Volpi ressalta que o aumento do número de mortes de crianças negras e o contingente delas fora da escola também preocupam. Segundo ele, no ano 2000 o índice de homicídios de jovens era 22% e em 2005 passou para 23,1% do total do país.
As questões que envolvem os adolescentes brasileiros foram levantadas em eventos que comemoraram e refletiram sobre os 18 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Volpi afirmou que os as principais conquistas do Estatuto foram a melhora na matrícula e na freqüência escolares – o Brasil está chegando perto de 100% de crianças matriculadas; e a redução na mortalidade infantil. Há cinco anos, morriam 50 crianças para cada mil que nasciam e, atualmente, este número diminui para 26.

Soma
noticiascristas.blogspot.com

Jovem deixa grupo de forró e agora canta para Jesus

Deus nos deu a grande oportunidade de conhecer a jovem Aline, de apenas 15 anos. Ela fazia parte de um grupo de forró, onde era cantora e dançarina.
Quando a conhecemos, ela estava indo para encontrar-se com o grupo do qual fazia parte. Ao compartilhar o amor de Cristo com Aline, o Espírito Santo de Deus "tomou conta" de seu coração e para hora e Glória do Senhor, a jovem deixou a grupo de forró e agora serve a Jesus.
Ao fazer os estudos do Evangelho de João com a Missionária Alessandra Azevedo, a Jovem relatou o seguinte: "Agora só cantarei para Jesus. Quero ajudar vocês na Igreja Batista que será plantada e ser ministra de louvor".
Hoje pela manhã, andando pela cidade, encontramos vários "cartazes" da banda que a jovem Aline fazia parte. Perguntei a ela se ela aceitaria gravar uma entrevista com a Equipe da Trans (e/ou com a Equipe da Junta de Missões Nacionais) contando sua história e o que Jesus fez na vida dela. Ele se emocionou e disse que faria, sem problemas. Quando eu falei com ela que encontrei vários cartazes na cidade com sua foto, na banda de forro que ela fazia parte, ela nos disse o seguinte: " Se possível, rasguem todas!"

JMN
noticiascristas.blogspot.com

Uma mãe chinesa salva o assassino de seu filho do corredor da morte


A capa do diário mostra uma foto onde Song Xiaomin, de 23 anos, aparece de joelhos, algemado, suplicando entre lágrimas à senhora Liang Jianhong. No ano 2006, Song e o filho de Liang, Ma Gang, de 26 anos, saíram de sua província natal de Hebei para trabalhar em Pequim.
Desde então, ambos jovens passaram por uma série de empregos marginais, até que em 8 de janeiro passado, Song apunhalou o amigo porque ele se negava a pagar uma dívida de 560 yuanes, dinheiro com o qual o assassino contava para poder ir pra casa no Festival da Primavera, o mais importante do calendário chinês.
- "Ma não queria me dar o dinheiro, assim peguei um punhal para intimidá-lo", explicou Song durante o julgamento que revisou a inicial sentença a morte a petição de Liang. Sua pena foi reduzida para 12 anos de cárcere.
Seu destino, irremediável dado o delito e a celeridade com a qual a China aplica a pena de morte, mudou graças à insistência de uma mãe que, consciente de que a execução de Song não lhe devolveria seu filho, pediu uma segunda oportunidade para o assassino, ao qual, não obstante, afirmou seguir odiando.
Ademais, a senhora Liang recusou qualquer indenização econômica por parte do acusado, já que "sua família é inclusive mais pobre que a minha", declarou no tribunal. A vida de Song não foi fácil, já que seus pais se divorciaram quando ele tinha sete anos, e sua mãe cedeu a custódia do filho ao pai, que faleceu há anos.
Desde então, Song acabou vivendo com sua avó, à qual pretendia visitar com o dinheiro que Ma lhe devia.
- "Ela me deu uma segunda vida. É realmente uma grande pessoa e ensinou-me o que é a tolerância. Espero poder cuidar dela quando seja liberado", apontou Song ao se referir à mãe de sua vítima.

noticiascristas.blogspot.com

Igreja uruguaia critica lei para adoção de crianças por casais gays

MONTEVIDÉU - A Igreja Católica Uruguaia considerou "não razoável" o projeto de lei aprovado pelo Senado na quarta-feira, com votos da coalizão governista Frente Ampla, que possibilita a adoção de crianças por casais homossexuais.

(Fonte: O Globo Online) - - Não parece razoável de nenhum ponto de vista que, com essa limitação de crianças e essa grande lista de espera de casais, pensemos neste caminho - disse o monsenhor Luis del Castillo, secretário da Conferência Episcopal Uruguaia.

O sacerdote declarou ao jornal Últimas Notícias que não está em condições de determinar se é "prejudicial" para as crianças ser adotadas por casais homossexuais, mas afirmou que existe "abundante material" bibliográfico que "afirma isso".

A iniciativa da bancada governista, que inclui modificações no Código da Criança e do Adolescente, reuniu na véspera uma maioria de 17 votos sobre 25 presentes e passou o projeto para a tramitação na Câmara dos Deputados.

As mudanças pretendem reduzir os prazos para os processos de adoção e apontam o Instituto da Criança e do Adolescente (Inau) como órgão competente para intervir sobre a matéria.

- O fato de serem heterossexuais e casados, não torna uma família melhor que outra que não é casada - afirmou a legisladora Margarita Percovich, defensora do projeto. A senadora governista acrescentou que, segundo o projeto, os recém-nascidos deverão ser entregues a suas famílias adotivas antes dos 45 dias e os maiores de dois anos, em 90 dias.

Os opositores questionaram a adoção de crianças por famílias homossexuais porque "o ambiente em que se cria e se desenvolve uma criança vai condicioná-la", afirma o senador Francisco Gallinal. A legalidade das decisões do Instituto da Criança e do Adolescente em relação às adoções também é questionada pela oposição.


www.overbo.com.br

Bento 16 pede união religiosa contra terrorismo

O papa Bento XVI pediu a união de todas as religiões contra o terrorismo e pela resolução pacífica dos conflitos no mundo durante um discurso nesta sexta-feira em Sydney, na Austrália.

(Fonte: Terra) - A declaração foi feito em uma reunião com líderes de outras religiões, como a judaica, a hindu, islâmica e budista, como parte dos eventos que marcam o Dia Mundial da Juventude Católica.

Segundo o líder católico, "a fé em Deus é motivo de união e não de divisão ou ódio".

"Em um mundo ameaçado por formas de violência sinistras e indiscriminadas, a união das vozes dos povos religiosos encoraja as comunidades a resolver os conflitos por meios pacíficos e com respeito à dignidade humana", afirmou Bento XVI.

O Papa afirmou ainda que a Igreja Católica estaria preparada para aprender com as outras religiões.

"A Igreja busca por oportunidades para ouvir a experiência espiritual de outras religiões", disse.

Escândalo

Antes do encontro, Bento 16 se reuniu com líderes de outras denominações cristãs e pediu para que seus representantes lutassem pela união dentro da fé cristã.

"Acho que vocês concordam que o movimento ecumênico atingiu uma conjuntura crítica", disse o Papa.

Depois dos dois encontros, foram realizadas encenações públicas dos últimos dias de Cristo em diversos pontos da cidade.

Apesar do tom conciliador do Papa durante a visita à Austrália, Bento XVI ainda não se desculpou publicamente, como era esperado, pelas vítimas dos abusos sexuais dentro da Igreja Católica.

De acordo com o correspondente da BBC em Sydney, Nick Bryant, somente na Austrália, 107 padres foram condenados por abuso sexual de crianças e outros membros da Igreja.

Visita

As duas reuniões com líderes religiosos marcaram o segundo dia da visita do papa ao país, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, um dos mais importantes eventos dirigido aos jovens organizado pela Igreja Católica.

O Papa foi recebido por uma multidão de cerca de 200 mil peregrinos na sua chegada a Sydney, na quinta-feira. Eles estão reunidos para o evento, que deve durar seis dias.

Em um discurso aos jovens na sua chegada, Bento XVI criticou a cultura popular e o consumo.

Além disso, o líder católico pediu para que as futuras gerações protejam ainda mais o meio ambiente já que, segundo ele, os recursos naturais estariam sendo dissipados..

A visita de Bento XVI termina no domingo, quando o Papa irá fazer uma missa a céu aberto no Hipódromo de Randwick - evento que deve atrair milhares de peregrinos.

www.overbo.com.br

Batistas são punidos com multas cada vez mais altas

BIELO-RÚSSIA - A Bielorússia passou a impor multas de mais de dois salários mínimos para os batistas que “organizarem louvores ou conduzirem conversas abordando tópicos religiosos” fora do mercado público de Ushachi.

(Fonte: Portas Abertas) - Para celebrar a ascensão de Cristo, no dia 5 de junho (muitos protestantes da ex-República da União Soviética seguem o calendário Juliano), um grupo de batistas começou a evangelizar fora de um mercado na cidade de Ushachi (região de Vitebsk), batendo de porta em porta.

Um policial à paisana pediu ao grupo que parasse com aquelas atividades, já que eles não tinham permissão do Comitê Executivo do distrito de Ushachi. Um dos batistas, Vladimir Burshtyn, retrucou alegando que eles não estavam perturbando a ordem pública e citou a liberdade religiosa garantida pela Constituição da Bielorússia e a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O Estado, no entanto, foi implacável. Uma corte da Bielorússia promulgou multa de 700 mil rublos bielorussos (R$ 533) – mais de dois salários mínimos locais – para Vladimir Burshtyn.

Uma oficial, Olga Karchevskaya, vice-presidente do Comitê Executivo do distrito de Ushachi e testemunha da ação, defendeu a acusação em 20 de junho, declarando que a abordagem dos cristãos foi errada. "É comum, por educação, que uma pessoa se apresente e diga o que quer quando vai visitar a casa de alguém", sustentou.

Ela ainda completou dizendo: “Nós precisamos saber quem está vindo até nós, eles ( os cristãos) podem ser destruidores ou podem agir contra o interesse das outras pessoas.”

Multa de dois salários

A multa é a mais alta já imposta aos batistas para punir as atividades religiosas não registradas. Multas ainda mais altas já foram determinadas para membros de outras comunidades.

Depois da chegada de Olga Karchevskaya, Burshtyn foi escoltado até a delegacia local e acusado sob os artigos 23 e 24, parte 2 do Código de Violações Administrativas (que diz respeito à violação por manter demonstrações ou outros eventos de massa). Uma corte local o multou mais tarde, no mesmo dia.

Um membro da mais próxima congregação do Conselho Batista de Igrejas de Ushachi, localizado a 35 quilômetros do sudeste de Lepel, Olga Plisko, disse ao Forum 18 que os batistas envolvidos não eram da região. Ela disse que sabe, no entanto, que eles vão recorrer contra a multa.

Em outro incidente, o culto de uma congregação batista em Osipovichi foi interrompido por oficiais e o diácono da igreja recebeu uma multa de dois salários mínimos por conduzir uma comunidade religiosa sem registro.

Atividades religiosas sem a permissão do Estado também têm sido punidas com multas pesadas em países vizinhos à Bielorrússia.


www.overbo.com.br

Lucros de bordel duplicam durante visita do Papa à Austrália

Um prostíbulo australiano que passou a oferecer descontos especiais por ocasião da visita do papa Bento XVI a Sydney informou nesta sexta-feira que seus rendimentos duplicaram desde a chegada do pontífice ao país.

(Fonte: Terra) - A proprietária do bordel de luxo Xclusive, que não divulgou o nome, contou que contratou um número extra de funcionárias para poder atender à demanda, aumentada pela Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que atraiu milhares de católicos de todas as partes do mundo para a Austrália.

Apesar de assegurar que os peregrinos não são seu objetivo, o desconto especial de 10% dado ao pessoal associado à JMJ, incluiundo os quase 5 mil jornalistas que cobrem a visita papal, fez com que os lucros do estabelecimento aumentassem consideravelmente. "Nossas meninas andam muito ocupadas", acrescentou, empolgada.

Toda vez que a Austrália abriga um grande evento, da Copa do Mundo de Rúgbi, em 2003, até a reunião de cúpula da Associação de Cooperação Econômica Ásia Pacífico (APEC), a indústria do sexo local registra um "boom".

O setor se voltou todo para os milhares de peregrinos australianos e estrangeiros esperados em Sydney durante os seis dias de celebração do encontro católico entre 15 e 20 de julho.

A proximidade de seu bordel dos lugares onde estão sendo realizados os atos mais importantes, como a missa final do Papa, com previsão de 500 mil assistentes, no próximo domingo, deve atrair os clientes para seus serviços, segundo a proprietária.

Emma, uma das funcionárias do Xclusive, antecipa que muitos que deverão procurar o lugar são os virgens. "Acho que a Jornada Mundial da Juventude nos dará muito trabalho. Vai ter muito cliente querendo estrear o sexo, muitos homens de negócios", destaca.

A associação Eros, que reagrupa a indústria australiana para adultos, previu que os prostíbulos - que nesse país são legalizados - e os sex-shops registrarão uma clientela maciça durante este acontecimento católico.

"Conhecemos bem o tipo de pessoa que freqüenta prostíbulos ou lojas para adultos. Muitas delas se sentem culpadas por questões ''religiosas'', explica o assessor da Eros, Robbie Swan. "Nossa indústria vendo o ''fruto proibido''", ironiza.


www.overbo.com.br

Polícia reprime manifestações contra padres pedófilos em Sydney

A Polícia australiana retirou de uma praça nesta sexta-feira ativistas que realizavam um protesto contra os escândalos sexuais na Igreja Católica em frente à catedral de Sydney, onde está hospedado o papa Bento XVI durante a celebração das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ).

(Fonte: Último Segundo) - Sete membros do grupo Broken Rites, que concede apoio a vítimas de abusos do clero católico, afirmaram que foram obrigados pela Polícia a deixar um parque nas imediações da catedral de Santa Maria.

"É vergonhoso que a Igreja faça isto, retirar a gente. Estão impedindo que as pessoas sejam ouvidas", afirmou John Ellis, uma vítima de abuso sexual em Sydney.

Quando os policiais os retiraram, o Papa começava a rezar no início de uma Via Crucis que foi encenada pelas ruas do centro de Sydney, e que partiu da catedral.

Os manifestantes, que exibiam cartazes com os dizeres "Tirem as mãos de nossas crianças" e "Denuncie o abuso", afirmaram que os policiais obrigaram todos a se retirar, já que não tinham permissão para protestar.

Ellis disse que os peregrinos que estavam no local se mostraram compreensivos, e que inclusive alguns se aproximavam para cumprimentá-los.

"Só uma mulher protestou e nos perguntou 'por que estragam nossa diversão?'", acrescentou.

O Papa disse durante sua viagem à Austrália que pediria dessculpas pelos casos dos religiosos pedófilos, assim como o fez em abril nos Estados Unidos, mas essa possibilidade foi em seguida colocada em dúvida pelo porta-voz do Vaticano.

As Jornadas Mundiais da Juventude atraíram cerca de 215.000 peregrinos a Sydney.


www.overbo.com.br

Teólogos pedem maior igualdade de gêneros em conferência em Madri

As mulheres têm sido, historicamente, discriminadas em nome da religião, e as grandes confissões do mundo precisam promover uma maior igualdade de gênero, defenderam vários teólogos, em uma conferência inter-religiosa em Madri, nesta quinta-feira.

(Fonte: Yahoo! Notícias) - "As mulheres têm sido as grandes esquecidas e marginalizadas das religiões", afirmou o diretor da cátedra de Teologia e Ciência das Religiões da Universidade Juan Carlos III de Madri, Juan José Tamayo, em uma mesa redonda no segundo dia da Conferência Internacional para o Diálogo, na capital espanhola.

As religiões "estão organizadas de maneira hierárquica e patriarcal, com exclusões das mulheres em todos os campos do saber e dos quefazeres religiosos", acrescentou Tamayo, nessa conferência que tem como objetivo aproximar as três grandes religiões monoteístas.

Agora, no início do século XXI, todos os homens, mas especialmente os religiosos, "devem devolver a dignidade à mulher", frisou, acrescentando que os textos sagrados das grandes religiões foram "deformados pelos homens".

"Temos de voltar atrás em nossos respectivos livros sagrados para restaurar a idéia de igualdade e não discriminação".

O professor saudita de Teologia Ahmad Ibn Saifuddin concordou em que o papel da mulher foi mal-entendido e que os líderes religiosos devem reler seus livros sagrados para esclarecer a posição da mulher.

"Eva nasceu de Adão, de modo que mulher e homem são iguais", comentou, explicando que, simultaneamente, o Islã põe a mulher "em um alto nível" porque é mãe.

A teóloga e pastora protestante Esther Ruiz destacou que fazer a vontade de Deus se confunde com fazer a vontade do homem.

Na religião cristã, "a existência de repressão e discriminação" se plasma "na falta de possibilidades para que as mulheres desenvolvam, com plenitude, os dons que Deus lhes concedeu para realizar seu projeto do Reino dos Céus", acrescentou Esther.

"Em muitas ocasiões, utilizou-se a religião e a cultura para justificar esse atentado contra a vontade criadora de Deus de uma humanidade livre e se impôs uma visão parcial, masculina e patriarcal do que Deus queria", lembrou.

Na mesa redonda, Amparo Ruiz, advogada diretora do Centro Budista, disse que essa religião "não faz diferenças entre os homens e as mulheres".

A Conferência Internacional para o Diálogo foi organizada pela Liga Islâmica Mundial por iniciativa do rei Abdullah, da Arábia Saudita, em cujo país estão as duas mais sagradas mesquitas do Islã, em Meca e Medina.

Pelo menos 200 pessoas, entre elas representantes das três grandes religiões monoteístas, mas também do budismo, participam do evento. A lista de personalidades inclui o secretário-geral do Congresso Judeu Mundial, Michael Schneider, e o cardeal Jean-Louis Tauran, responsável pelo diálogo entre Islã e Vaticano.

A conferência foi inaugurada na quarta-feira pelo rei Abdullah, que pediu um "diálogo construtivo" das grandes religiões do mundo.


www.overbo.com.br

Pastor realiza exorcismo em escola alagoana

Um fato inusitado chamou a atenção dos militares do Copom, na manhã de ontem.

(Fonte: Alagoas em Tempo Real) - Segundo o Capitão Souza Júnior, diretores da Escola Pastor José Tavares de Souza, no Benedito Bentes I, acionaram a Polícia para conter uma aluna que estava promovendo um "quebra-quebra" no local.

Militares do 5º Batalhão, comandados pelo capitão Viana, chegaram ao local para tentar conter a adolescente de 16 anos. De acordo com o o Capitão Souza Júnior, os policiais perceberam que não se tratava de um caso de Polícia e decidiram "apelar" para a religião.

"Foi chamado um pastor da Igreja Universal e ele exorciou o espírito. Pode parecer mentira para quem não acredita, mas foi o que realmente aconteceu. A menina estava subindo pelas paredes", afirmou Souza Júnior.


www.overbo.com.br

Grupo é proibido de pregar em parque público

EUA - O grupo evangelístico Judeus para Jesus entrou com um processo contra a cidade de Baía das Ostras, em Long Island (NY), depois que funcionários do governo impediram missionários de pregarem o evangelho em um parque público. Eles foram proibidos e ameaçados de prisão sob a alegação de ofender as pessoas presentes.

(Fonte: Portas Abertas) - Os missionários do grupo Judeus para Jesus estiveram em julho do ano passado no parque John J. Burns distribuindo folhetos evangelísticos quando foram confrontados por funcionários de cidade e ouviram deles que não poderiam distribuir mais nada no local. Os funcionários também informaram que eles seriam presos se alguém se sentisse ofendido pelo evangelismo.

Rick Nelson, presidente do Instituto de Liberdades americano, fez a defesa do ministério cristão. Um dos missionários chegou a ser preso por falar e distribuir literatura no parque sem permissão.

Violação à liberdade de expressão

Ele combate a alegação de que o grupo Judeus para Jesus cause perturbação ou ofenda as pessoas enquanto testemunham ou pregam. "Quando o representante da cidade de Baía das Ostras determinou que iria expulsar os missionários houve obviamente uma clara violação constitucional, que requer uma atitude nossa”, disse ele.

Embora a cidade discutisse inicialmente se havia o direito de proibir o evangelismo no parque público, o tribunal absolveu o missionário de todas as acusações por considerá-las inconstitucionais.

Segundo Nelson, o caso envia uma forte mensagem aos governos locais para que reconheçam a lei. “Nós ainda temos a Primeira Emenda dos Estados Unidos que permite as pessoas de expressarem as suas visões de forma ampla", disse o advogado.

"E o governo não tem que assumir o papel de tentar expelir as pessoas simplesmente porque os lugares são públicos e porque, no entendimento deles, querem proteger a sensibilidade do público.”

O advogado entende que o processo é uma forma de educar as autoridades de Baía das Ostras que tentaram restringir a livre pregação do evangelho.


http://www.overbo.com.br

Conselho do Papa aos jovens: não adorem «outros deuses»

Como se apresentam os bens materiais, o amor possessivo e o poder

O Papa aconselhou os jovens esta sexta-feira, durante um encontro com uma comunidade de recuperandos do vício das drogas, a que eles não se deixem enganar, adorando, às vezes sem se dar conta disso, “outros deuses”.
Bento XVI explicou que “os falsos deuses”, “independentemente do nome, da imagem ou da forma que lhes atribuamos, estão quase sempre ligados à adoração de três realidades: os bens materiais, o amor possessivo, o poder”.
Ao falar dos bens materiais, o Papa destacou que eles, em si mesmos, são bons. “Não poderíamos sobreviver por muito tempo sem dinheiro, vestuário e uma casa. Para viver, temos necessidade de alimento.”
“Mas, se formos glutões, se recusarmos partilhar o que temos com o faminto e o pobre, então transformamos estes bens numa falsa divindade. Quantas vozes se levantam na nossa sociedade materialista dizendo-nos que a felicidade se encontra dotando-se da maior quantidade possível de bens e de objetos de luxo! Mas isto significa transformar os bens em falsas divindades. Em vez de nos trazer a vida, levam-nos à morte”, disse.
De acordo com o pontífice, ao explicar o segundo objeto de seu discurso, o amor autêntico “é certamente uma coisa boa”.
“Sem ele, a vida dificilmente seria digna de ser vivida. O amor dá satisfação à nossa carência mais profunda; e, quando amamos, tornamo-nos mais nós mesmos, tornamo-nos humanos de forma mais plena.”
Todavia, considerou Bento XVI, como se pode “facilmente transformar o amor numa falsa divindade!”
“As pessoas muitas vezes pensam que estão a amar, quando na realidade procuram possuir ou manipular o outro. Por vezes tratam-se os outros mais como objetos para satisfazer as próprias necessidades do que como pessoas que se devem prezar e amar.”
“Como é fácil ser enganado por tantas vozes que, na nossa sociedade, defendem um uso permissivo da sexualidade, sem qualquer consideração pela modéstia, pelo respeito de si mesmo e pelos valores morais que conferem qualidade às relações humanas! Isto é adorar uma falsa divindade. Em vez de nos trazer a vida, leva-nos à morte”, disse.
Ao comentar o terceiro objeto, o poder, o Papa considerou que este atributo, advindo aos homens da parte de Deus “para plasmar o mundo que nos rodeia, é certamente uma coisa boa”.
“Utilizado de modo apropriado e responsável, permite-nos transformar a vida das pessoas. Todas as comunidade têm necessidade de guias capazes.”
“Como é forte, porém, a tentação de agarrar-se ao poder por si mesmo, de procurar dominar os outros ou explorar o ambiente natural para os próprios interesses egoístas! Isto é transformar o poder numa falsa divindade. Em vez de nos trazer a vida, leva-nos à morte”, afirmou.
De acordo com o Santo Padre, “o culto dos bens materiais, o culto do amor possessivo e o culto do poder levam muitas vezes as pessoas a «comportarem-se como se fossem Deus»: procurar assumir o controle total, sem ter qualquer consideração pela sabedoria ou pelos mandamentos que Deus nos deu a conhecer”.
“Este é o caminho que conduz à morte. Pelo contrário, a adoração do único Deus verdadeiro significa reconhecer n’Ele a fonte de tudo o que é bem, confiarmo-nos nós mesmos a Ele, abrirmo-nos à força regeneradora da sua graça e obedecer aos seus mandamentos: este é o caminho para quem escolhe a vida.”

Zenit
noticiascristas.blogspot.com

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Loureiro lamenta libertação de engenheiro pedófilo e vai pedir prisão de professor de Karatê


O juiz de direito da 4ª vara criminal, Hélder Loureiro, responsável pela condenação do coronel médico Carlos Eduardo Trigueiro, da Polícia Militar de Alagoas, por prática de pedofilia, lamentou a liberação do engenheiro Rílton Emanoel Melo de Almeida, que estuprou a menor A.R.N de apenas oito anos, no dia 6 de abril, no interior do Motel 1000 Delicias, depois de haver seqüestrado-a no bairro do Jacintinho.

Para o juiz, uma brecha deixada no inquérito policial possibilitou a soltura do pedófilo, já que o exame que comprovou que o sangue encontrado nos lençóis do motel era da criança, caracterizando o estupro que poderia manter o engenheiro preso. Só que o exame chegou a 5ª vara criminal, que tem à frente o juiz Jamil Amil, um mês depois do pedófilo haver sido liberado, já que sua prisão passou do tempo legal e estava sendo considerada irregular, fazendo com que os advogados entrassem com hábeas corpus.

Na entrevista, Hélder Loureiro fala da repugnância aos pedófilos e diz que na sua vara a pedofilia é tratada com dureza e sua decisão para esses casos será sempre emblemática.


http://www.alemtemporeal.com.br

Alagoas em Tempo: Dr, Hélder Loureiro, como o sr. vê esse avanço da pedofilia no estado, onde quase todos os dias as crianças estão sendo vítimas de abuso sexual e atentado violento ao pudor?

Hélder Loureiro: Eu vejo com muita tristeza, principalmente ultimamente, onde os casos não param de acontecer e o pior é que tudo envolve amigos, parentes e até o próprio pai. Se a palavra da ofendida é segura, incisiva e coerente, mesmo sendo de uma criança de olito anos, merece relevância para a formação do livre convencimento do julgador. Não se pode imaginar que uma criança de oito anos, proponha-se, de forma inescrupulosa a incriminar alguém, outorgando-lhe falsamente a autoria. No caso da menor A.R.N. o exame de corpo de delito comprovou lesões no órgão genital da menina e o exame prova que o sangue encontrado no lençol do motel 1000 Delícias, onde aconteceu o estupro, era mesmo da menor, mas o pedófilo já estava em liberdade.

AT – O senhor já se deparou com caso semelhante e qual foi a sua posição?

H L – Bem, já atuei em vários casos dessa natureza, porque trata-se de criança. Teve o caso do coronel Trigueiros, que eu condenei a regime fechado, pelo crime hediondo praticado, mas o TSJ resolveu determinar regime semi-aberto. Um dos casos mais graves, foi o do ancião Augusto Antonio Juvino, que durante vários meses sob ameaças de morte abusou da filha Francisca Juvino, e ainda tentou fazer o mesmo com a filha de 13 anos E.DM.S. Essa menina não aceitou a proposta do pai e ainda o atingiu com uma barra de ferro na cabeça. Condenei-o há 19 anos de prisão em regime fechado. É o preço que tem que se pagar ao abusar da criança que eu considero crime hediondo. Tem também o caso que eu condenei o acusado há sete anos de prisão. Foi o de Antonio Rosa da Silva Filho, que de arma em punho obrigou a jovem Maria Isadora da Silva a manter relações sexuais. Esse fato aconteceu na noite do dia 24 de dezembro de 2004, as margens da lagoa Mundaú, próximo ao campo do Botinha, no Trapiche da Barra. Está preso e sofreu as mesmas conseqüências no presídio, fui informado que ele que tentou suicídio quando foi serviciado pela primeira vez, hoje é Fru Fru.

AT – Tomamos conhecimento que o sr. irá pedir a prisão preventiva do também pedófilo que é professor de Karatê e que já foi denunciado várias vezes por crime de pedofilia, o que o sr. Diz?

H L – É, realmente. Esse caso é bastante grave já que trata-se de uma pessoa que aproveitando-se de ser um professor de Karatê, praticou vários atos de pedofilia com várias alunas. Muitas delas, temendo pela vergonha, não o denunciou, mas outras, sim. Estou pedindo a prisão preventiva do professor de artes marciais José Cícero Ferreira da Silva, pelo atentado violento ao pudor contra a menor E.D.C.T da Silva, ocorrido em 1999, no interior da academia do acusado.Ele tem vários processos de atentado violento ao pudor e minha decisão será emblemática. Só assim as crianças e adolescentes ficarão por muitos anos sem serem molestadas por esse monstro.

AT - Como o Sr. Vê essa situação em relação ao grande número de casos que chegam na delegacia de proteção a Infância e Adolescência?

H L – Como disse anteriormente, muito preocupado. Recebi uma relação de que, em apenas um dia, a especializada mandou para o presídio sete desses elementos, que, por certo estão sofrendo o mesmo que fizeram com as crianças. Minha sentença é emblemática para que as pessoas tenham noção da gravidade que é cometer crimes como estes e dos rigores da lei.

AT - O que o Sr. diz aos pais de família para evitar que os filhos sejam vítimas de abusos sexuais?

H L – Muito cuidado. Porque essas pessoas podem estar dentro da própria residência das vitimas. São irmãos, primos e até o próprio pai, como estou acostumado a me defrontar com essas situações. Se a menina chegar em casa cabisbaixa ou mesmo mudar o comportamento, é necessário que a mãe procure saber qual o motivo da mudança, porque na maioria das vezes elas não falam por se sentir ameaçadas pelas pessoas que estão praticando atos libidinosos forçados com ela. Neste caso, a primeira providência é comunicar o fato a polícia e, se chegar na Vara Criminal, onde atuo, garanto que serei implacável como determina a lei.


por Cícero Santana

http://www.alemtemporeal.com.br/

Projeto obriga embalagens de produtos infantis a conterem alerta contra pedofilia

[Foto: ]

O Senado analisa projeto de lei que obriga fabricantes e importadores de embalagens de produtos infantis comercializados no Brasil a inserirem no rótulo o aviso " PedofiliaEntenda o assunto é crime. Denuncie. Disque 100". A matéria (PLS 284/08), de autoria do senador João Vicente Claudino (PTB-PI), aguarda recebimento de emendas na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Caso seja aprovada, será encaminhada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), onde receberá decisão terminativa.

De acordo com o projeto, a expressão deve estar em lugar visível, e os produtos que não se adequarem à norma serão recolhidos do mercado. Em sua justificativa para a apresentação do projeto, João Vicente Claudino disse que a intenção é fazer com que empresas fabricantes de produtos infantis participem do processo de combate à pedofilia. Disse ainda que esse tipo de crime cresceu nos últimos anos, inclusive com o uso da Internet.

O senador pelo PTB lembrou que, recentemente, o Ministério Público Federal em São Paulo e a empresa Google Brasil assinaram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que visa ao combate à prática de pedofilia na Internet.

Da Redação / Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
http://www.senado.gov.br

Cultos ecumênicos lembram um ano do acidente da TAM

Dois cultos ecumênicos lembram esta quinta-feira (17) o acidente com o vôo 3054 da TAM, que deixou 199 mortos em 17 de julho de 2007, na maior tragédia aérea brasileira. Organizada pela Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo da TAM JJ3054, uma das cerimônias religiosas será às 18h30 no local do acidente, em frente ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde ficava o prédio da TAM Express.

Quase no mesmo horário, às 18h45, está marcado outro culto, organizado pela empresa, no hangar número sete da TAM, no Aeroporto de Congonhas. Participam da cerimônia religiosa programada por familiares das vítimas um padre da Igreja Católica, pastores das Igrejas Luterana e Presbiteriana, além de representantes de outras religiões.
Amanhã, os familiares das vítimas se reúnem com autoridades para discutir o andamento do inquérito policial do acidente e as investigações do Ministério Público Federal (MPF). À tarde deve acontecer uma reunião com o arquiteto Ruy Ohtake sobre um projeto de memorial em homenagem às vítimas.
Por volta das 18h45 de 17 de julho de 2007, o vôo 3054 da TAM, proveniente de Porto Alegre (RS), teve problemas no pouso e atravessou a pista principal do Aeroporto de Congonhas. O avião bateu de frente em um prédio da companhia, do outro lado da Avenida Washington Luís. Houve incêndio e 199 pessoas morreram.

A Tarde
noticiascristas.blogspot.com

Papa aplaude desejo de reconciliação da Austrália com aborígines


O Papa Bento XVI destacou, nesta quinta-feira (hora local), a "decisão corajosa" do governo da Austrália de buscar a reconciliação com os aborígines, que sofreram séculos de injustiças durante a colonização branca, em suas primeiras palavras ao iniciar sua visita oficial a Sydney.
"Graças à decisão corajosa do governo da Austrália de reconhecer as injustiças cometidas no passado contra os indígenas, estão sendo dados agora passos concretos para alcançar a reconciliação baseada no respeito mútuo", disse o Papa, em cerimônia na Casa de Governo.
"De maneira correta, buscam acabar com a distância entre australianos indígenas e não indígenas, com relação à expectativa de vida, à educação e às oportunidades econômicas", continuou o Papa.
Bento XVI, que aproveitou, desde sua chegada, para descansar em uma propriedade do Opus Dei perto de Sydney, comentou que a busca de reconciliação "dá esperança" a outros lugares do mundo "que buscam ver seus direitos ratificados".
Em sua mensagem inicial, o Papa também fez um apelo para "a necessidade de se proteger o meio ambiente" e de se garantir o "diálogo inter-religioso".
Ele foi recebido pelo primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, durante o início oficial das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ). Em fevereiro, o premier fez um histórico pedido de perdão aos aborígines pelas injustiças cometidas pela colonização branca, esperando "apagar uma grande mácula da alma da nação".
O Papa, que fica no país até a próxima segunda, chegou à Casa de Governo de Sydney às 9h local (20h de quarta-feira em Brasília), onde foi recebido por Rudd e pelo governador geral da Austrália, Michael Jeffery.
Rudd, um anglicano, disse que o Papa não é recebido apenas pelos católicos, mas sim por todos os australianos, de todas as religiões. "Sua Santidade, o senhor é bem-vindo como apóstolo da paz, em tempos em que uma voz de paz é algo de que todos precisam".
O Papa destacou seu desejo de encontrar "os representantes locais de diferentes comunidades cristãs e de outras religiões" durante sua visita, "para promover este importante trabalho, um sinal da ação reconciliadora do Espírito Santo".
Nesta quinta, milhares de pessoas devem receber o Papa no Porto de Sydney, durante a abertura formal das Jornadas da Juventude, de 15 a 20 de julho.
Uma flotilha acompanhará o "barco papal", que levará Bento XVI ao cais de Barangaroo, onde falará para cerca de 150 mil peregrinos.
Pelo menos 215 mil jovens peregrinos, sendo 125 mil estrangeiros, participam do encontro, o segundo sob o pontificado de Bento XVI, após as Jornadas de Colônia, na Alemanha, há três anos.

AFP
noticiascristas.blogspot.com

Luta pela vida começa no ventre


Semana passada Lages foi surpreendida com uma notícia que chocou a população. A Polícia Civil prendeu seis pessoas acusadas de praticarem aborto em Lages, tendo ramificações até mesmo no exterior. Entre os membros da quadrilha estão uma estudante de enfermagem e uma médica. Segundo a polícia, os acusados comercializavam medicamentos abortivos como o Cytotec e faziam aborto em hotéis e motéis da cidade (mais detalhes na editoria de Polícia). A ação, que até então a quadrilha praticava, expôs a crueldade que muita gente comete contra o ser humano em formação na barriga da mãe.

O aborto é execrado e repudiado por vários segmentos da sociedade. Segundo o presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular em Lages, pastor Osvaltinei Banhos Mendes, os evangélicos são radicalmente contra à prática. "O aborto é condenado veementemente pela nossa igreja e vai contra os ensinamentos de Deus. Entendemos que a vida começa já a partir da fecundação do óvulo, no útero da mãe", diz o pastor.

Leonor Maleski, membro do Centro Espírita Allan Kardec, afirma que a Doutrina Espírita também combate duramente o aborto. Ela explica que esse segmento filosófico- científico-religioso entende que ninguém tem o direito de tirar a vida. "Somos nitidamente contra. Praticar o aborto é cometer assassinato. O ser humano não tem o direito de matar ninguém", sustentou.

Na mesma linha, o bispo da Diocese de Lages, dom Oneres Marchiori, comenta que a Igreja Católica é também radicalmente contra a interrupção voluntária da gravidez. "Pelos ensinamentos de Jesus, nós defendemos que a vida, em qualquer circunstância, deve ser garantida, uma vez que isso está previsto mesmo nos ‘Dez Mandamentos’, o qual aconselha a não matar", ressalta.

Em relação ao uso de métodos contraceptivos (pílulas, camisinhas, dispositivo intra-uterino – DIU), que evitam a gravidez, a representante espírita avalia que o indivíduo tem o livre árbitro para decidir o que é melhor para si. Segundo Leonor, em vez de praticar o aborto propriamente dito, a pessoa que use então os métodos contraceptivos para não cometer um crime contra a vida depois. Já o bispo Dom Oneres relata que a Igreja Católica é contra o uso de qualquer mecanismo para evitar a gravidez.

A saúde da mulher segundo a medicina

No aspecto científico, os médicos alertam que a prática do aborto voluntário pode trazer sérios danos à saúde da mulher. De acordo com o médico ginecologista e obstetra Flávio de Azevedo Grandis, a infecção e hemorragia são as principais complicações. "No primeiro caso a mulher pode entrar num quadro de infecção generalizada, causando-lhe complicações severas e podendo levá-la à morte", diz o médico, lembrando que a infecção ocorre porque no ato abortivo são introduzidas sondas e agulhas no aparelho genital da mulher. "Essa ação pode provocar até perfuramento do útero", acrescenta.

Segundo o profissional, a hemorragia é também um risco para quem pratica o aborto. Nesse caso, sempre há internamento médico para tratamento. Em decorrência da hemorragia, a mulher pode entrar num quadro grave de choque, que é uma crise aguda de insuficiência cardiovascular, ou seja, o coração e vasos sangüíneos não são capazes de irrigar todos os tecidos do corpo com oxigênio. O médico afirma que se esse problema não for tratado a tempo, a vítima pode morrer.

Existe também o aborto praticado de forma espontânea. Nessa situação a morte do embrião em formação ocorre involuntariamente. Conforme o médico, doenças infecciosas como rubéola, varíola toxoplasmose e malária, alterações anatômicas e doenças endócrinas como diabetes ou uso de drogas são os principais fatores que podem interromper a gravidez espontaneamente.

Grávida de seis meses, a jovem Karina Gregório de Liz Mellegari espera com ansiedade o primeiro filho. Ela também é totalmente contra o aborto. Afirma que é uma sensação maravilhosa estar carregando o pequeno Daniel no útero. "Eu não consigo acreditar que existe gente que pratica esse tipo de barbárie contra a vida. Trata-se de um assassinato e o pior: contra um ser indefeso", diz Karina.

Aborto é crime contra a lei e a vida

A legislação penal, que trata sobre práticas abortivas, está descrita nos artigos 126, 127 e 128 do Código Penal e considera o aborto um crime contra a vida, exceto quando existe risco de morte da mãe ou gravidez decorrente de estupro. A pena para este tipo de crime é de um a quatro anos de prisão. A mulher que pratica o ato também é punida. A Lei 11.343, que trata o princípio ativo do Cytotec, também pune quem comercializa o produto.

No Congresso Nacional o aborto vem sendo discutido há anos e divide opiniões. Contrariando o direito à vida, existe uma ala da sociedade civil que defende o procedimento. Até o Ministério da Saúde já se manifestou sobre o assunto. No mês de abril do ano passado, o ministro da Saúde, José Temporão, manifestou-se favorável a um plebiscito sobre a legalização ou não do aborto.

O direito à vida é inerente de todo ser humano. A própria Constituição Federal, no artigo 5º, declara que a vida é inviolável. Em relação ao aborto há muitos debates e controvérsias envolvendo questões éticas, religiosas e legislativas. O que é indispensável é que os parlamentares e o povo brasileiro devem criar mecanismos que promovam a felicidade e o bem-estar da população, sem violar os direitos básicos previstos na Lei maior do País.

http://www.adjorisc.com.br/

Brasil é campeão mundial em número de Paradas LGBT


De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (17) pela ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), o Brasil é líder mundial em número de Paradas do Orgulho LGBT, com 127 manifestações e outros 23 eventos culturais ligados a celebrações do Orgulho. Só no estado de Minas Gerais, campeão brasileiro em número de Paradas, 21 celebrações são realizadas anualmente.

Para o presidente da ABGLT, Toni Reis, o dado apresentado é motivo de comemoração. "Embora ainda haja muita discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, o Brasil dá uma resposta clara contra a homofobia com tantas Paradas de mobilização e visibilidade massiva", disse.

Toni afirmou ainda que os 18 milhões de cidadãos brasileiros representantes da diversidade e das minorias sexuais esperam, concretamente, que o Senado aprove o PLC 122/06, Projeto de Lei que criminaliza a homofobia em território nacional, e que promova a igualdade de direitos para todos.

http://mixbrasil.uol.com.br

Na Austrália, Papa ataca consumismo e secularismo

Para Bento 16, degradação do meio ambiente é 'ferida' social causada pela 'ambição'.

(Fonte: G1) - O papa Bento 16 criticou nesta quinta-feira o secularismo e o consumismo das sociedades modernas, ao ser acolhido na Jornada Mundial da Juventude que acontece em Sidney, na Austrália.

Bento 16, que faz a nona viagem ao exterior de seu papado, chegou de barco ao subúrbio de Barangaroo, onde jovens de todo o mundo se reúnem para o encontro de cinco dias.

Depois de elogiar a paisagem de Sidney e os recursos naturais da Austrália, o líder católico procurou alertar para a degradação ambiental causada, no seu entender, por um "consumismo insaciável" da sociedade moderna.

"Existem feridas que desfiguram a superfície da terra: a erosão, o desmatamento, o esbanjamento dos recursos minerais e marítimos para alimentar um consumismo insaciável", afirmou.

"Alguns de vós chegam das ilhas-Estado, que se vêem ameaçadas na sua própria existência pelo aumento do nível das águas; outros de nações que sofrem os efeitos de secas devastadoras."

Para o papa, entretanto, "não é só o ambiente natural que tem as suas cicatrizes, mas também o ambiente social".

Entre as "feridas" que, na visão do papa, "indicam que alguma coisa não está certa", estão "o abuso de álcool e de drogas, a exaltação da violência e a degradação sexual, frequentemente apresentados na televisão e na internet como divertimento".

"Pergunto-me como alguém, colocado face a face com pessoas que estão realmente sofrendo violência e exploração sexual, poderá explicar que tais tragédias, reproduzidas de forma virtual, devem considerar-se simplesmente como 'divertimento'", criticou.

"O nosso mundo está cansado da ambição, da exploração e da divisão, do tédio de falsos ídolos e de respostas parciais, e da mágoa de falsas promessas."

Secularismo

Bento 16 disse que os defeitos da sociedade são conseqüência da falta de uma "verdade absoluta para guiar nossas vidas".

"Hoje, há muitos que pretendem que Deus deva ficar de fora e que a religião e a fé, embora aceitáveis no plano individual, devam ser excluídas da vida pública ou então utilizadas somente para alcançar determinados objetivos pragmáticos", argumentou Bento 16.

"Esta perspectiva secularizada procura explicar a vida humana e plasmar a sociedade com pouco ou nenhum referimento ao Criador. Apresenta-se como uma força neutral, imparcial e respeitadora de todos e cada um. Na realidade, porém, como qualquer ideologia, o secularismo impõe uma visão global", prosseguiu.

"A experiência demonstra que o afastamento do desígnio de Deus criador provoca uma desordem com inevitáveis repercussões sobre o resto da criação."

O discurso do papa não fez referência aos abusos sexuais de crianças por parte de padres católicos - espera-se que o pedido de desculpas venha ao longo da viagem.

Bento 16 chegou na Austrália no domingo, em meio a um forte esquema de segurança. Manifestantes expressaram sua intenção de protestar contra a posição da Igreja em temas como o homossexualismo e o controle da natalidade.

Ele encerrará sua ida à Austrália com uma missa a céu aberto no domingo. Durante o evento, um grupo de aborígenes representará os povos nativos da Austrália.

Espera-se ainda que Bento 16 repita o pedido de desculpas do papa João Paulo 2º aos povos indígenas por injustiças cometidas por missionários católicos no país.


www.overbo.com.br

quinta-feira, 17 de julho de 2008

CNBB alerta para os perigos do PL 122/06 que tramita no Senado

A lei da homofobia (PL 122/2006), que tramita no Senado brasileiro, concederia privilégios ao homossexualismo, comenta o bispo de Dourados (Mato Grosso do Sul).

(Fonte: Portas Abertas) - Segundo dom Redovino Rizzardo, a lei, destinada a proteger quem opta por atitudes e práticas homossexuais, "não é tão inofensiva como parece".

"Para defender e amparar pessoas que até agora se sentiram marginalizadas, corre-se o perigo de violentar a quem pensa e age diferente", escreve o bispo, em artigo difundido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

De acordo com dom Redovino, se aprovado, "o projeto criará situações constrangedoras para a Igreja Católica que, em seu proceder, procura se pautar pelo Evangelho".

Assim - comenta o prelado- , "um sacerdote que, em sua homilia, condenar o homossexualismo, poderá ser julgado por “ação constrangedora de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica”.

A decisão do reitor de não admitir no seminário um candidato homossexual poderá lhe acarretar de três a cinco anos de reclusão.

Pelo que tudo indica -destaca o bispo de Dourados-, "a partir da vigência do decreto de lei, além dos direitos fundamentais garantidos pela Constituição Federal a todos os cidadãos brasileiros, os homossexuais terão privilégios e benesses que derivam de sua opção sexual".

Preparem-se para ocupar uma cela em algum presídio do país

"Em contrapartida, todos aqueles que não se conformam com comportamentos homossexuais, deverão silenciar ou preparar-se para ocupar uma cela em algum presídio do país", afirma.

Segundo dom Redovino, "a lei que pretende conceder privilégios ao homossexualismo, criando a figura penal da “homofobia”, não é tão inofensiva como parece".

"Se já agora as organizações homossexuais, com o apoio do governo e o aplauso dos meios de comunicação social, conseguem, junto ao Poder Judiciário, indenizações não insignificantes por “danos morais”, ninguém imagina o que poderá acontecer após a aprovação do decreto-lei."


www.overbo.com.br

Justiça bloqueia contas de casal Garotinho e mais 30 pessoas

Segundo juíza, suspeitos cometeram fraude de licitações. Anteriormente, casal já havia negado acusações.

(Fonte: G1) - A juíza Maria Paula Gouvêa Galhardo, da 4ª Vara de Fazenda Pública da Capital, deferiu no início da noite desta quarta-feira (16) liminar determinando o bloqueio de dinheiro e ativos financeiros e o arresto de todos os bens dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, do ex-secretário de Saúde Gilson Cantarino e mais 30 outras pessoas, entre físicas e jurídicas.

Eles são acusados de improbidade administrativa e desvio de verbas públicas ligadas ao Projeto Saúde em Movimento da Secretaria estadual de Saúde. A investigação prendeu 12 pessoas na terça. O casal e mais 21 foram denunciados por irregularidades administrativas ocorridas em 2005 e 2006.

Operação Pecado Capital

A operação Pecado Capital, do Ministério Público (MP), prendeu 12 dos 14 suspeitos de participação em esquema de desvio de verbas na Secretaria estadual de Saúde do Rio na terça-feira.

A ação tem o objetivo de desarticular uma quadrilha suspeita de desviar mais de R$ 60 milhões destinados ao projeto “Saúde em Movimento”, realizado em 2005 durante o governo Rosinha Matheus.

Entre os presos está o ex-secretário estadual de Saúde Gilson Cantarino. Ele foi localizado num sítio em Pendotiba, Niterói, na Região Metropolitana. O ex-secretário de Trabalho e Renda Marco Antônio Lucidi, a ex-deputada Alcione Athayde e o ex-assessor do governo Garotinho Itamar Guerreiro também estão detidos.

Contratações ilícitas

De acordo com as investigações, em 2005 e 2006, verbas públicas foram desviadas por meio de contratações ilícitas para a execução de projetos vinculados à Secretaria estadual de Saúde. A organização não-governamental Fundação Procefet, contratada sem licitação, teria recebido mais de R$ 200 milhões. A ONG é suspeita de repassar, irregularmente, serviços para mais de cem pequenas entidades.

Os ex-secretários Gilson Cantarino e Marco Antônio Lucidi apresentaram suas defesas ao Ministério Público e o conteúdo não foi divulgado. A ex-subsecretária Alcione Athayde, que ainda não prestou depoimento, não comentou o caso.

Desvio pode chegar a R$ 234 milhões

Segundo a juíza, o pedido do Ministério Público traz prova documental, em que os suspeitos, mediante associação, cometeram fraude de licitações, com contratação irregular de ONGs, cuja única participação era emprestar o nome e contas bancárias para o desvio de dinheiro público. O dinheiro era revertido em favor dos acusados, quer a título pessoal ou para custeio de campanhas eleitorais.

Ainda de acordo com a juíza, o valor desse desvio pode chegar a R$ 234 milhões. Foi determinada também pela juíza Maria Paula a notificação de todos os envolvidos e expedição de ofícios à Corregedoria-Geral da Justiça do Rio, ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, do Maranhão e à Capitania dos Portos das circunscrições de Angra dos Reis e do Rio, assim como ao Detran e ao Denatran comunicando a decisão.

Ainda segundo o Ministério Público, depois de repassados, os valores seguiram duas rotas distintas. A primeira consistia no pagamento de cooperativas de trabalho, que forneciam mão-de-obra para os hospitais públicos. Na segunda, foram emitidos cheques em favor de 138 ONGs e entidades de pequeno porte, que supostamente deveriam subsidiar projetos relacionados à saúde preventiva da população.

138 ONGs beneficiadas

Os promotores constataram que o dinheiro era retirado na boca dos caixas de uma mesma agência bancária. O gerente do banco, cujo nome foi preservado, disse que entre os dias 13 e 15 de cada mês, a agência ficava bastante movimentada. Segundo ele, havia uma kombi, do lado de fora, para levar as pessoas que retiravam os valores.

A quadrilha mantinha um escritório na Avenida Rio Branco, no Centro do Rio, onde os representantes das ONGs recebiam pagamentos de R$ 300 a R$ 900.

O assessor de Anthony Garotinho informou que não ficou sabendo da decisão, e que, por enquanto, não vai comentar o assunto. Anteriormente, o casal já havia negado as acusações contidas na denúncia. Eles disseram que agiram dentro da lei e que as contas do governo foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.


www.overbo.com.br

Woody Harrelson será profeta no thriller apocalíptico 2012

Filmagens começam em Vancouver, no Canadá, nos próximos dias.

(Fonte: Omelete) - O novo thriller apocalíptico do diretor alemão Roland Emmerich ("O Dia Depois de Amanhã", "Godzilla", "Independence Day"), "2012", só vê o elenco crescer. Agora é a vez de Woody Harrelson ser oficializado.

Harrelson será um profeta desacreditado que, como se trata de um filme-catástrofe, vai rir por último dos que duvidaram. John Cusack, Amanda Peet, Chiwetel Ejiofor, Danny Glover, Thandie Newton, Oliver Platt e Thomas McCarthy também estão no elenco.

Em diversas culturas ancestrais o ano de 2012 é marcado nos calendários como o "apocalipse", o "fim do mundo", "o fim de um ciclo" e, nos mais otimistas, "o ano em que esta era terminará e outra, melhor, será iniciada". Maias... Celtas... A lista de quem previu esse cataclisma - que vem acompanhado de um alinhamento planetário, uma suposta inversão dos pólos da Terra, etc. - é extensa.

O filme foi escrito por Emmerich em parceria com Harald Kloser. As filmagens começam em Vancouver nos próximos dias. O lançamento acontece em 10 de julho de 2009.


www.overbo.com.br

Regimento de igreja presbiteriana exclui mulheres do ministério

Um grupo de membros da Igreja Nacional Presbiteriana do México (INPM) manifestou inconformidade com a nova constituição geral, pois ela exclui mulheres dos ministérios eclesiais e não menciona a participação das minorias.

(Fonte: ALC) - Preocupado com a maneira como a liderança desenvolve visão e planos para a igreja, o grupo assinala, em manifesto, que "os processos eclesiais estão um tanto viciados” e que decisões são tomadas por um pequeno grupo.

O manifesto diz que o novo regulamento da igreja não cumpre, em termos bíblicos, teológicos e jurídicos, com as especificações que definem a legalidade de um documento dessa importância, elaborado para substituir a constituição vigente.

Os inconfomados alegam que a nova constituição apresenta "fortes inconsistências", e apresenta um “aberto retrocesso em aspectos que consideramos fundamentais para que a INPM renove sua identidade e disposição para cumprir com as exigências sociais do momento".

Entre os aspectos mais questionados está a afirmação de que somente homens têm a possibilidade de aceder a ministérios eclesiais, as atribuições que foram dadas à Assembléia Geral para dissolver organismos eclesiais sem mediar processos de disciplina, a ausência de direitos dos grupos étnicos, das crianças, mulheres e idosos.

Os mais de 70 signatários do manifesto solicitam que o novo texto constitucional não seja aprovado e que um processo de diálogo seja instaurado para conseguir que uma nova Constituição da INPM reflita autenticamente o sentir, as opiniões e as necessidades da igreja "compreendida como um espaço plural onde os grupos minoritários (congregações, consistórios, presbitérios, sínodos) sejam respeitados pelas maiorias mediante o exercício cristão e democrático".


www.overbo.com.br

Orkut God


O site de relacionamentos Orkut ganhou recentemente uma versão direcionada especialmente para o público cristão. Denominado Orkut God, o endereço eletrônico criado pelo grupo mantenedor do Portal Deus Eterno é o responsável pela novidade, que somente na primeira semana no ar contou com cerca de 500 pessoas cadastradas.

De acordo com os responsáveis pelo desenvolvimento do site, o Orkut God é o resultado de uma fusão com o Rede Brothers, endereço eletrônico criado por membros da Assembléia de Deus que já existia há algum tempo, com a proposta de englobar membros de todas as religiões cristãs, assim como acontece com o Portal Deus Eterno.

O Orkut God se torna, assim, um braço do portal, que já conta com uma diversidade de recursos que vão desde sala de bate-papo, rádio on line até galerias de fotos e notícias. O novo site de relacionamento tem algumas diferenças em relação ao Orkut tradicional, sendo a principal delas o controle do conteúdo.

Colaboradores contam que todas as informações que circulam no Orkut God constam em um banco de dados fiscalizado pelos mantenedores do site. Imagens pornográficas e mensagens com palavrões, por exemplo, são eliminadas e os usuários que desobedecerem as regras são automaticamente excluídos.

Não é preciso ser convidado para criar um perfil no Orkut God, basta acessar o site www.or-kutgod.com.br e se cadastrar. Além dos recursos do Orkut tradicional, como lista de amigos, galeria de fotos, mural de recados e comunidades, há ainda espaço para testemunhos e links diretos para ferramentas do Portal Deus Eterno, tais como a rádio on line.

OrkutandoO Orkut foi iniciado como um projeto pessoal de Orkut Büyükkökten, desenvolvedor natural da Turquia trabalhando para o Google. À época, o conceito de redes sociais estava apenas engatinhando e não existiam servicos robustos disponíveis para atender uma eventual demanda.

A idéia deu certo e outros sites ou seguiram os caminhos do Orkut ou estavam sendo desenvolvidos em paralelo com os mesmos conceitos. Hoje o mercado já está praticamente saturado de sites para redes sociais e existe até uma busca de novas alternativas (leia-se “oportunidades para ganhar dinheiro”). Mesmo assim o Orkut é, de longe, o mais popular no Brasil.

Por que o Orkut deu tão certo no Brasil? Por que ele praticamente afundou em todos os outros países do mundo mas sobreviveu e continua crescendo no Brasil?

A resposta pode estar na combinacão de aspectos culturais brasileiros com os recursos específicos que o Orkut possui. Duas funcionalidades bem distintas do Orkut em relacão aos demais sites assemelhados são o Scrapbook e o medidor de confianca/legal/sexy. Por outro lado, muito critica-se o Orkut por não oferecer um servico de blog para os seus usuaríos assim como a grande maioria dos outros sites o fazem.

Embora essas sejam caracterísiticas técnicas bem precisas, é interessante perceber como elas se encaixam nas nossas características culturais brasileiras.

Através do Scrapbook, por exemplo, é possível deixar e receber mensagens para e dos seus amigos e elas ficam totalmente públicas para que qualquer pessoa possa ler. Este conceito nunca seria atrativo numa cultura reservada e privada. Na nossa cultura entretanto, é totalmente normal que todos falem alto, para todo mundo ouvir e que bisbilhotem a vida um dos outros para fins, no mínimo, “esportivos”. Fato é que os scraps públicos acabam se encaixando perfeitamente nos desejos e anseios do brasileiro: bisbilhotar e ser bisbilhotado. Afinal, adoramos uma fofoquinha sempre atualizada.

Os medidores de confianca e sexy-appeal dos usuários é, juntamente com o contador de quantidade de amigos e com o número de fãs, uma marca de popularidade. Ser popular na nossa cultura é muito importante. Ter pessoas que te admirem e que achem você um galã de cinema altamente confiável também é fundamental. E mais: quanto mais gatinha e mais amigos/fãs você tiver, melhor. É um prazer para muitos usuários erguer perfis lotados para que todos vejam. Algo como um troféu da popularidade absoluta: “eu alcancei 1000 amigos e LOTEI meu Orkut”. Afinal, adoramos chamar de amigo qualquer pessoa que conhecemos casualmente.

Outros fenômenos também são muito interessantes. Não ser fã de alguém que te considera como ídolo é um absurdo crime social. É praticamente inaceitável na nossa cultura não ser retribuído em algo tão importante como “ser fã” de alguém. Muito menos ouse visitar a página de alguém deixando o monitoramento de acessos liberado (para que a pessoa saiba que você a visitou) sem deixar um scrap sequer. Para muitos na nossa cultura, isso é um crime punível com a perda da amizade (entenda-se eliminacão do Orkut). Afinal, temos a cultura do “se eu te ajudo, você me ajuda”.

O recurso do álbum de fotos é também de assustar. Pela limitacão do Orkut é preciso, em apenas 12 poses, representar quem você é graficamente. Minha vó que ficava mostrando slides e mais slides de algum passado remoto para os netos discordaria enormemente: é um trabalho impossível para pessoas normais. Mas os orkuteiros brasileiros conseguem. Com maestria diga-se de passagem. Acabam tendo pouco que mostrar também. Poses sensuais são as preferidas, seguidas por fotos de baladas ou da última viagem para algum lugar bonito. Na nossa cultura somos superficiais - gostamos mais da casca do que da gema. Beleza e festas impessoais são fundamentais: sinais de uma supercialidade promissora. Afinal, adoramos assistir novela porque elas são bem simplezinhas - ou superficiais.

Já a ausência de um sistema de blog no Orkut também é curiosa. Nós brasileiros escrevemos e lemos pouco. Quando o fazemos ou entendemos pouco do que lemos ou simplesmente escrevemos mal e errado. Um sistema de blog requer que pessoas escrevam, leiam e se entendam. Diferente do scrap (onde a entrada vem até você) no blog é preciso correr atrás da entrada (você, como proprietário do blog, precisa realizar qualquer entrada de informacões). Afinal, não gostamos de aprender muito - cansa.

Ajuntando essas cinco características culturais brasileiras fazemos do Orkut o sucesso local que ele é. Temos um espaco para fofocarmos, classificarmos todos de amigos, estimularmos favores vazios, sermos superciais e mantermos nosso status quo. Ferramenta cultural fantástica - nem o Sr. Büyükkökten sonhava em alcancar isso!

O Barriga Verde
noticiascristas.blogspot.com

Anglicanos à beira da cisão

A Igreja Anglicana pode estar à beira da cisão. Os ramos conservador e liberal não se entendem quanto à ordenação de bispos homossexuais e de mulheres.
O movimento pelo poder das mulheres entre os anglicanos começou nos Estados Unidos.
Katharine Jeffers Schori foi eleita como presidente desta Igreja episcopal norte-americana há dois anos: “Eu acredito que Deus dá as boas vindas a todos, quer sejam pessoas que estão de acordo ou não. A Igreja sempre foi uma voz forte na troca de opiniões e teorias da religião”.
A ordenação de mulheres bispos é apoiada por Rowan Williams, o arcebispo da Cantuária, líder espiritual da Igreja Anglicana em todo o mundo:
“Eu estou a favor da ordenação de mulheres para o episcopado, por isso, estou totalmente contra qualquer tentativa de criar normas no sentido de dar mais poder aos homens e humilhar as mulheres”.
A Igreja Anglicana tem vários ramos, mas o conservador e o liberal impõem-se e são quase adversários.
Os conservadores estão contra a ordenação de mulheres bispos, a ponto de se terem reunido em Jerusalém para discutir o futuro da Igreja. Para os conservadores, a interpretação da Bíblia deve ser mais restrita.
O Arcebispo da Cantuária é o chefe espiritual dos anglicanos, mas não tem qualquer poder sobre os vários ramos da Igreja que são autónomos. Rowan Wiliiams não pode por isso limitar o debate, que se estende também à ordenação de bispos homossexuais.
Gene Robinson, homossexual assumido, ordenado bispo de New Hampshire em 2003, foi obrigado a interromper uma missa numa convenção anglicana em Inglaterra devido a acusações da audiência. O chefe espeiritual da Igreja decidiu excluir o bispo da convenção de Lambeth para preservar a unidade dos anglicanos.

Euronews

noticiascristas.blogspot.com

Igreja Anglicana vive momento histórico de ruptura ideológica

Gene Robinson é o pivô do maior conflito interno já vivido pela Igreja Anglicana mundial


A partir desta quarta-feira (16) até o dia 3 de agosto, acontecerá em Londres o mais importante evento da comunidade anglicana mundial - a Lambeth Conference. Realizada a cada 10 anos e sempre sob convocação do Dr. Rowan Williams - Arcebispo de Canterburry, a conferência significa o principal e mais importante encontro de bispos e arcebispos da Igreja Anglicana, atualmente frente à um forte conflito interno.

Para a Conferência deste decênio, os membros da igreja Anglicana terão, entre outros temas, o da ruptura interna provocada pela abertura que alguns bispos, em especial o bispo americano e gay assumido, Gene Robinson, pretendem introduzir na ordem anglicana. Este homem, entretanto, cuja vida amorosa está aproximando a comunidade internacional anglicana de uma ruptura auto destrutiva, não foi convocado para o encontro bispos - mas ele está lá, do mesmo jeito.

"Sou o primeiro bispo eleito a não ser convidado para a Conferência de Lambeth, desde o seu início, em 1867", disse Gene Robinson. "Devo ser uma pessoa realmente assustadora", completou. Na ocasião de sua nomeação como Bispo de New Hampshire, em 2003, Gene Robinson apareceu usando um colete à prova de balas devido a "numerosas e concretas" ameaças de morte.

Gene Robinson, ou apenas Bispo de New Hampshire, pratica sexo com outros homens, abertamente, e se orgulha disso. Mas em seu encalço estão as camadas mais tradicionalistas da Igreja Anglicana, sempre prontas a afirmar que seu estilo de vida é absolutamente pecaminoso. Para o Arecbispo de Canterburry, anfitrião máximo da Conferência de Lambeth, o encontro é uma esperança de que os bispos encontrem espaços para discutir e prevenir que o maior agrupamento das igrejas Protestantes do mundo se desintegre.

Mas Gene Robinson, além de opositores, possui também aliados espalhados por todos os países. Quase um terço dos 800 bispos convidados para a Conferência não compareceram. Por ser celebrada com certa raridade, as Conferências Lambeth são vistas como importantes ocasiões dentro da Igreja Anglicana, e o 'boicote' praticado por bispos favoráveis à homossexualidade dentro da Igreja Anglicana pode significar o começo de uma mudança que levará para longe a tradicional Igreja Anglicana como ainda é conhecida hoje.

Atualmente, metade dos 80 milhões de membros que a comunidade anglicana internacional congrega está na África, região onde predomina uma visão bem mais literal e ortodoxa da Bíblia. Bispos de países como Nigéria, Kênia e Uganda estão constantemente a desafiar o direito de igrejas mais liberais da Inglaterra e dos Estados Unidos de liderarem a ordem anglicana. Em junho último, dissidentes africanos celebraram o seu próprio encontro em Jerusalém, em uma aparente tentativa de formar uma rede alternativa de igrejas. Tal desmembramento configuraria em destruir as estruturas do Anglicismo e causaria sérias crises financeiras.

Em meio a este cenário de ruptura, bispos com posturas mais liberais não vêem porque se renderem aos conservadores. "Muitos clérigos gays ainda atuam em sigilo", disse Gene Robinson. "Eu sou apenas o primeiro a me assumir".

http://mixbrasil.uol.com.br/

Sexo e cisma, de novo, no caminho da Igreja Anglicana

conferência anglicana de Lambeth será inaugurada hoje em Londres.

Ela foi criada em 1867, com a finalidade de preservar a unidade da Igreja Anglicana. Este ano, deverá tratar de problemas complexos e desagradáveis. Os anglicanos não vão bem. É possível que já tenham se cindido em duas correntes. Ninguém ousa pronunciar a palavra mais funesta da história das religiões, "cisma", mas ela é temida.

Essa conferência de Lambeth reúne 600 bispos anglicanos, de tendência "liberal", acompanhados pelas respectivas esposas. Ora, há um mês, 200 outros bispos anglicanos, mas "conservadores", encontraram-se em Jerusalém. São profundas as divergências entre as duas correntes.

A conservadora está indignada. Liderada pelo arcebispo da Nigéria, Peter Akinola, e constituída na maior parte por anglicanos africanos (Nigéria, Uganda, Sudão, Quênia etc.), ameaça criar "uma Igreja na Igreja". Seus membros contestam a mais alta autoridade da Igreja Anglicana, Rowan Williams, arcebispo de Canterbury, personagem ousado que recentemente propôs a introdução de elementos da Sharia islâmica na lei britânica.

Qual é o objeto da discórdia? O sexo. Há alguns anos, em 2003, Gene Robinson foi ordenado bispo de New Hampshire, nos Estados Unidos. Divorciado e pai de família, ele era homossexual. Em junho último casou-se no civil com o companheiro com o qual convive há 20 anos (nos Estados Unidos, há 2,5 milhões de anglicanos).

Foi esse bispo que fez explodir o círculo conservador, pois a Bíblia, lembra Peter Akinola, o líder nigeriano dos "conservadores", não gosta absolutamente dos homossexuais. Esse ponto da teologia foi contestado pela primaz da Igreja episcopal, Katharine Jefferts Schori, que garante que a Bíblia não proíbe a homossexualidade.

Sharon Ferguson, do Movimento dos Gays e Lésbicas Cristãos, apóia Katharine, e explica: "As pessoas devem ser ordenadas em função de sua vocação, e não em função de sua sexualidade."

A ala conservadora é poderosa. Ela é forte principalmente nos países africanos, mas cooptou centenas de bispos britânicos e americanos. Os prelados africanos são ainda mais rigorosos em matéria de sexualidade, por serem ameaçados em seus países pela expansão do Islã.

PRECEDENTE

O papa Bento XVI foi informado a respeito do problema no avião que o levava a Sydney, na Austrália, para as Jornadas Mundiais da Juventude. Disse que rezaria e acrescentou que deseja que o cisma poupe a Igreja Anglicana.

Ele sabe do que está falando, porque essa mesma Igreja, hoje dilacerada, nasceu de um cisma, já então motivado por uma questão, senão de sexualidade, pelo menos matrimonial.

Em 1527, Henrique VIII, que era um grande soberano, dotado de um notável apetite sexual, queria se separar da esposa, Catarina de Aragão, porque se apaixonara por Ana Bolena.

O papa Clemente VII recusou-se a anular o casamento. Enfurecido, Henrique VIII se fez nomear chefe da Igreja Anglicana.

Posteriormente, quando deixou de amar Ana, mandou decapitá-la. Mais tarde, continuou casando, de tempos em tempos, ora com Jeanne Seymour, depois Ana de Clèves, e então Catherine Howard, e ainda Catherine Parr. A terrível e formidável Elisabete (I), a "rainha virgem", era sua filha.

http://www.estadao.com.br

Bispos discutem futuro da Igreja anglicana à beira de um cisma

Cerca de 600 bispos anglicanos iniciaram nesta quarta-feira, em Canterbury (sudeste da Grã-Bretanha), um conclave de três semanas para discutir o futuro de sua Igreja à beira de um cisma pela questão da ordenação de mulheres e homossexuais como bispos.

A "Conferência de Lambeth", que acontece a cada dez anos, é a única que reúne todos s bispos e arcebispos do mundo anglicano, que conta com 77 milhões de fiéis o mundo.

Mas quase um quarto dos cerca de 800 bispos dessa fé decidiram não comparecer ao encontro por causa das profundas divergências em relação às decisões tomadas por sua Igreja nos últimos anos.

Os prelados mais tradicionalistas, particularmente inúmeros na África, não estarão presentes; bispos norte-americanos, britânicos e australianos também questionam a autoridad do chefe da Igreja anglicana, o arcebispo de Canterbury, Rowan Williams.

Williams tentará voltar a estreitar os laços entre os membros de sua Igreja, enquanto que os observadores já evocam um cisma iminente entre tradicionalistas e liberais.

A pedra da discórdia foi a ordenação, em 2003, pela igreja americana de um bispo abertamente homossexual. Os conservadores afiram que tais ordenações são contrárias à Bíblia.

Esse controvertido bispo de New Hampshire, Gene Robinson, não foi convidado a Canterbury, mas anunciou que assistirá às reuniões paralelas à conferência.

A luz verde dada na semana passada à ordenação de bispas na igreja da Inglaterra, já em vigor nos Estados Unidos, pode ampliar as divisões.

Cerca de 300 bispos e arcebispos conservadores já anunciaram ao fim de uma cúpula em Jerusalém, no final de junho, a formação de uma nova comunhão dentro da Igreja anglicana que não reconhece a autoridade do arcebispo de Canterbury.

Estes religiosos dizem representar mais da metade dos anglicanos do mundo.

bur-lgo/cn

http://ultimosegundo.ig.com.br