segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Deputado entrará com representação contra edital do Ministério da Saúde para distribuição de KY


O deputado federal Miguel Martini ( dep.miguelmartini@camara.gov.br ) irá entrar com uma representação contra o edital nº142/08 do Ministério da Saúde, que abre licitação para a compra de 15 milhões de lubrificantes à base de água, o conhecido KY, para serem distribuído aos homossexuais.

O edital foi lançado no dia 17 de dezembro pelo Ministério da Saúde e o pregão aconteceu no dia 22 de dezembro. Os gastos previstos com a aquisição giram em torno de R$ 40 milhões.
Para o deputado Miguel Martini, o ministro José Temporão, contrariando todos os problemas da saúde pública brasileira, quer atender a demanda de pessoas que não correm risco de morte. “O governo está buscando recursos para solucionar questões, ainda prioritárias na saúde, e esse edital é uma agressão à população pobre”, finaliza o deputado.

(Fonte: www.juliosevero.com)

FONTE: www.overbo.com.br

Divórcio é ruim para a saúde mental, indica pesquisa

O fim de um casamento pode representar um maior risco de problemas psiquiátricos, segundo pesquisa do Health Research Board, na Irlanda. De acordo com os especialistas, os divorciados contam por 645 a cada 100 mil consultas em hospitais e unidades psiquiátricas, números significativamente maiores do que os de outros grupos; além de terem maior taxa de primeira internação – 183 por 100 mil.

E a separação tem um grande impacto também na saúde psicológica dos filhos: os resultados mostram que crianças de apenas seis anos estão sendo admitidas nas unidades de saúde com problemas que vão da depressão e problemas alimentares à esquizofrenia e neuroses.

Avaliando dados sobre a entrada de pacientes em hospitais e unidades psiquiátricas do país britânico, os pesquisadores registraram 20769 consultas no ano 2007, o que representa um crescente número de pessoas sofrendo de distúrbios psicológicos – cerca de 12% da população – e recorrendo mais aos serviços irlandeses de apoio e de saúde.

A depressão é a queixa mais comum, afetando uma a cada quarto pessoas que recorrem aos serviços de saúde psiquiátrica, enquanto a esquizofrenia ocorre em um a cada cinco casos atendidos, e problemas com bebidas afetam um em oito pacientes.

Os mais atendidos com problemas psiquiátricos, segundo os pesquisadores, seriam a faixa etária entre 45 e 54 anos; enquanto os jovens de 20 a 24 anos apresentam o maior número de primeiras consultas. E os trabalhadores não qualificados também apresentavam maior propensão a sofrer desses distúrbios (cerca de 1% desse grupo).

“Há a necessidade de desenvolver e oferecer à comunidade programas inovadores que promovem bem-estar e oferecem informações sobre problemas de saúde mental”, ressaltaram os autores. “Esses programas deveriam também oferecer às pessoas estratégias para enfrentar e para aumentar a resiliência de lidar com as necessidades mutantes e demandantes da sociedade em que vivemos”, concluíram.

(Fonte: Boa Saúde)

FONTE: www.overbo.com.br

domingo, 28 de dezembro de 2008

Senador Magno Malta se pronuncia sobre manobra de senadora para aprovação da Lei da Mordaça Gay

O Senador Magno Malta fez uma declaração oficial sobre a manobra de Fátima Cleide para aprovar apressadamente o PLC 122/2006, a conhecida Lei da Mordaça Gay.

Leia abaixo a nota e escrevam por favor ao senador congratulando-o por sua ação corajosa contra a manobra. O email dele é este: MAGNOM@senado.gov.br E aproveitem para pedir que o senador evangélico quebre sua aliança com Lula. Há muitos anos Malta apóia Lula. É hora de perguntar: Em vista dos prejuízos espirituais, morais e financeiros que o governo Lula vem causando no Brasil, vale a penar manter essa aliança?

——————————————————————-

NOTA DE REPÚDIO DO SENADOR MAGNO MALTA

Prezados Colegas

Senhores Jornalistas

Povo Brasileiro

Na madrugada da ultima quinta-feira em sessão do Senado Federal, as 05h30min da manhã, com o intuito de limpar a pauta, encerrando, assim, mais um ano Legislativo, fui surpreendido com a iminente leitura, pela Presidência do Senado, de um Requerimento de urgência (doc. anexo), nos termos do inciso II do artigo 336 do Regimento Interno, para o PLC 122/2006, que “altera a Lei nº 7.716/89, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, dá nova redação ao parágrafo 3º do art. 140 do Decreto –lei nº 2.848/40 – Código Penal, e ao art. 5º da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452/43, e dá outras providencias”.

A manobra sórdida para aprovar o Projeto sem debate de legalidade alvitrando a Constituição Federal, desrespeitando o inalienável direito à opinião da maioria dos outros senhores senadores é, no mínimo repugnante. Ao tentar incluir em pauta, no apagar das luzes, com parlamentares já cansados dos exaustivos últimos dias de trabalho, preparavam o golpe político de votar por acordo de lideranças e sem a presença de quem, de direito, solicitaria verificação de “quorum.”

A aprovação do projeto visa mudar o comportamento social, eliminando a influência da família e da igreja sobre o indivíduo, ao mesmo tempo que dá ao Estado Socialista o poder total sobre o mesmo, com objetivo de criar uma sociedade coletiva submissa aos interesses estatais.

Esse projeto é essencialmente e inconstitucionalmente um atentado violento contra a liberdade de expressão religiosa dos evangélicos, católicos, espíritas, judeus e muçulmanos. Tecnicamente mal elaborado, fere diversos princípios da constituição federal e do código penal. Esta batalha legislativa pretende avançar a qualquer custo a criminalização da homofobia e criar uma grande mordaça gay, para que ninguém possa discordar e expressar opiniões contrárias à opção sexual.

O assunto merece acurado estudo das Leis vigentes e ampla discussão. Venho, portanto, conclamar a todos para continuar no incessante movimento pelo debate democrático e cuidadoso do assunto tendo em vista que “não é crime ser gay” e, o tema, não pode tipificar como se o fosse.

Agradeço e parabenizo, especialmente, os Senhores Senadores Renato Casagrande, Epitácio Cafeteira, Arthur Virgilio e Waldir Raup que, observando a seriedade de um assunto que viria a ser aprovado “a toque de caixa”, retiraram suas assinaturas ao Requerimento respeitando, de tal forma, a discussão a posteriori do Projeto dentro dos certames específicos do Estado de Direito.

Aproveito o ensejo para agradecer a todos a preciosa colaboração ao meu trabalho para que a obra que venho tentando empreender em favor da sociedade brasileira, na tentativa de combater a criminalidade, lutando contra a violação das regras básicas para a formação da família, possa continuar rendendo frutos gratificantes. Que a natividade do Senhor Jesus habite seu coração e nele permaneça por todo o ano vindouro onde, espero, possamos, juntos continuar na dura batalha de combate aos males sociais em prol de uma sociedade equânime e justa.

——————————————————————-

(Fonte: www.juliosevero.com)

FONTE: www.overbo.com.br

Apesar de evidência de sucesso, tribunal condena família que educa filhos em casa


MINAS GERAIS - Tribunal recusa examinar notas dos testes e relatórios psicológicos que provam a eficácia da educação escolar em casa.

Cleber e Bernadeth Nunes foram condenados por um segundo tribunal civil por educarem seus filhos em casa, apesar de eles terem passado em testes impostos pelo governo que os professores confessaram que eles mesmos não conseguiriam passar.

Uma turma de três juízes no tribunal de segunda instância recusou até mesmo examinar os resultados dos testes, onde os dois filhos de Cleber foram aprovados. Essa série de testes foi muito rigorosa, abrangendo várias matérias, inclusive matemática, geografia, ciência, história, português, inglês, arte e educação física.

“Não podemos permitir a análise aqui da qualidade da educação que está sendo dada em casa, pois a educação escolar em casa jamais poderá substituir a instrução normal”, disse o juiz Almeida Diniz, que fez parte da turma. Os testes foram feitos por ordem de um juiz criminal que está julgando o mesmo caso em seu próprio tribunal.

O tribunal civil também recusou receber como evidência uma avaliação que mostrava que os filhos são psicologicamente saudáveis, têm um bom relacionamento com seus pais e têm amizades fora do lar. Ambos os testes foram feitos por ordem de um tribunal criminal que está também julgando o caso dos Nunes.

Apesar de os testes nacionais mostrarem resultados horríveis do sistema brasileiro de educação pública, um dos três juízes afirmou em seu veredicto escrito que “a qualidade de nossa educação é inegável. Se compararmos, por exemplo, os cidadãos brasileiros normais com os cidadãos norte-americanos normais, a conclusão é devastadora. Os norte-americanos sabem pouco… em comparação com os brasileiros. Nosso sistema escolar é, ao contrário, muito bom em comparação com outros países”.

João Senna dos Reis, colunista do jornal Diário do Aço, fez pouco caso da declaração, observando que “uma simples verificação oficial de que 70% dos brasileiros não sabem ler e interpretar cinco linhas de texto banal representa uma confissão chocante de como está indo nosso sistema educacional”.

“Em algum ponto os magistrados tiveram de agir em má consciência antes de invocarem absurdos como vender a imagem falsa de que temos um sistema educacional no mesmo nível dos países do primeiro mundo”, acrescentou ele. “Como estamos em dezembro e todo tipo de lista de eventos notáveis começa a aparecer, não será surpresa se este tribunal for colocado na categoria da melhor piada do ano”.

Cleber Nunes disse para LifeSiteNews que ele planeja apelar o caso para o Superior Tribunal de Justiça, e se necessário ele apelará o caso para o Supremo Tribunal de Justiça.

“Penso que o tribunal não quis nem mesmo examinar o caso porque não quer mais famílias educando os filhos em casa”, disse Nunes para LifeSiteNews.

“Estava claro que os meninos estão indo bem, que não há abandono intelectual, mas as autoridades continuam defendendo sua posição, defendendo a lei e esquecendo que o foco da lei é as crianças”, disse ele.

Fonte: www.juliosevero.com

FONTE: www.overbo.com.br

Toloco trocou a bola por pregação


PASTOR MARCOS Ex-jogador Marcos Toloco agora dedica-se a pregar o evangelho em uma igreja da Vila Virgínia, em Ribeirão Preto

Até 1987, quando começou a dar os primeiros chutes na bola como jogador de futebol profissional, Marcos Jesus de Souza era um simples garoto em busca de fama, sucesso, e com o sonho de vestir a camisa amarela da seleção brasileira. Mas bastou chamar a atenção do ex-técnico Pedro Rocha para começar a aparecer no estádio Santa Cruz como jogador destaque do Botafogo.
Com diversos gols, o atacante logo ganhou fama com o apelido de Marcos Toloco. Trombador, goleador, folclórico. Estas características atualmente não estão relacionadas ao novo Marcos, que tornou-se pastor evangélico da Igreja Batista Àgape.
A vida de Marcos Toloco mudou completamente. Fora dos gramados, o ex-jogador agora é chamado de pastor Marcos, e ministra o culto todas às quartas e sextas-feiras, a partir das 20 horas, e aos domingos, às 19h30, na igreja localizada no bairro Vila Virgínia.
“Eu já tinha vocação para isso. Foi feito um preparo com curso teológico da assembléia de Deus, de Brasília-DF. Também tenho o curso no Instituto Teológico Carisma, do Marco Feliciano. Fui chamado por Deus e hoje sou Ministro do Evangelho”, contou o pastor, que, com o tempo, deixou de lado o apelido que ganhou na época de futebolista. Apelido, aliás, nada comum para a nova fase do ex-atleta.
“O apelido Toloco foi saindo naturalmente e hoje sou mais conhecido como pastor Marcos”, contou o ex-jogador da dupla Come-Fogo, que ainda assim tem o seu apelido associado à atividade em que exerce atualmente. “Existem pessoas me chamam de pastor Toloco, e isso acontecia mais em Santa Catarina, quando joguei no Figueirense. Então eu dizia que era louco por Jesus”, relembrou o sorridente Marcos Toloco, que explicou a origem do apelido irônico.
“Tudo que eu achava impossível eu respondia para os amigos: então estou louco! Eu era júnior do Botafogo quando começaram a me chamar de Toloco. Alguns amigos ainda achavam que eu era dependente químico, mas isso não tinha nada a ver. Nunca mexi com drogas”, afirmou.

Bebida e religião

Hoje com 41 anos, casado com a pastora Lucira Quirino de Souza, e pai de Marcos Vinícius, de 16 anos, Ana Raquel, de 12, e Maria Luiza, de 10, Marcos Toloco contou que já vivenciou de tudo um pouco e que somente a religião foi capaz de afastá-lo de tentações, como a das bebidas.
“A primeira transformação que tive foi o corte do álcool. Nunca mais bebi”, disse o ex-jogador, que utiliza o passado como aprendizado e não esconde o gosto que teve pela bebida.
“Eu bebia muito, gostava da noite. Não era um dependente do álcool, muito menos indisciplinado nos clubes onde passei, mas eu gostava muito de cerveja e uísque. Cheguei a gastar mil reais em uma única noite somente com bebida alcoólica”, conta.
Antes de tornar-se evangélico, Marcos Toloco tentou de tudo. “Já fui católico, espírita, umbandista e mormo. Não sou contra nenhum credo religioso, mas me encontrei na igreja evangélica”, afirmou.
O interesse pela religião começou por acaso, justamente como quem não quer nada. “Eu era atleta quando me converti. Foi em 1994, pelo Glória-RS. Em uma reunião de atletas de Cristo, começaram a ministrar a palavra e eu não entendia nada. Até que comecei a me interessar”, explicou.

Atacante encerrou a carreira no Comercial

Marcos Toloco, o atual pastor Marcos da Igreja Batista Àgape, deu os seus últimos chutes como jogador de futebol profissional vestindo a camisa alvinegra do Comercial, rival do clube que o revelou.
Isso aconteceu em 1999, e de uma forma totalmente inesperada.
“Eu fui até o estádio Palma Travassos para dar uma ajuda a um amigo chamado Michel, que queria passar por testes para jogar no Comercial. Mas o Paulo César Camassuti [técnico do clube, na época] conversou comigo e me convenceu a jogar. Eu já havia parado e já era cristão. Não queria mais jogar futebol. Ainda assim, fiz um gol diante do Mogi Mirim”, contou Marcos Toloco, relembrando a derrota em Ribeirão Preto para o Mogi Mirim por 3 a 1, no dia 10 de outubro, quando fez o único gol do Comercial naquele jogo.
Em sua passagem pelo Comercial, Marcos Toloco disputou dois jogos na Copa Estado de São Paulo de 1999 e marcou um gol, justamente diante do Mogi.
Porém, deixou claro o motivo pelo qual sempre foi torcedor do Botafogo.
“Morei no alojamento do estádio Santa Cruz durante muito ano, cresci lá, e devo muito aos diretores do Botafogo na época. Por isso me considero botafoguense”, contou Toloco, sem deixar de elogiar o Leão do Norte.
“Fui muito bem recebido no Comercial, a minha vontade era de que os dois times de Ribeirão Preto estivessem na primeira divisão”, completa.

Falta de estrutura impediu jogar em um grande

No futebol, Marcos Toloco assinou bons contratos em alguns times brasileiros, o que lhe deu uma boa condição de vida. “Ganhei um bom dinheiro jogando futebol, não fiquei na miséria. Comprei carro, casa, apartamento... Hoje tenho uma vida muito tranquila e não me tornei pastor devido ao dinheiro”, garantiu.
Ainda quando jogava no Botafogo, o ex-atacante ficou na expectativa de ser negociado com o São Paulo, mas a transação não evoluiu. “Na época que jogava no Botafogo, fiquei sabendo através de imprensa que poderia jogar no São Paulo. Só não fui um jogador de time grande por falta de estrutura familiar. Meus pais não participaram da minha vida profissional”, lamentou Toloco, que nunca teve empresário, e hoje conta apenas com uma ajuda de custo para ministrar o culto na igreja ou em cidades da região. “Hoje o retorno salarial é bem menor do que eu tinha no futebol. O dinheiro é bom, mas não se pode amá-lo”, disse. Durante a entrevista, Marcos Toloco fez questão de ressaltar duas pessoas que o ajudaram, tanto no futebol, quanto na vida religiosa. “O Pedro Rocha [ex-técnico do Botafogo] foi uma pessoa que me ajudou muito. Hoje o teólogo André Ronaldo Teófilo é quem está sempre comigo”, diz.

Gol com passe de Raí não sai da memória

Enquanto jogador de futebol, Marcos Toloco foi artilheiro por diversas equipes, mas um gol, em especial, não sai da memória do atual pastor.
Em 1987, no dia 12 de julho, o Botafogo venceu o Guarani por 1 a 0, no estádio Santa Cruz, justamente com gol de Toloco.
“Fiz o gol da vitória do Botafogo sobre o Guarani por 1 a 0, com o Santa Cruz lotado. Recebi um passe do Raí e chutei sem jeito para marcar o gol, sempre lembro desta partida”, contou Toloco, que naquele ano jogou ao lado de atletas como Peu, Camargo, Vílson Tadei, entre outros jogadores importantes que marcaram época no Botafogo no anos 80.

Atacante acredita que fez 500 gols

Artilheiro, Toloco não se recorda ao certo o número de gols marcados na carreira, mas diz, com orgulho, ter formado dupla de ataque com Washington [artilheiro do Brasileirão-08 pelo Fluminense-RJ].
“Fui um atacante velocista e fiz muitos gols. Acho que tenho uns 500 na carreira, nunca me preocupei em anotar a quantidade. No Caxias-RS, fui o atacante do time ao lado do Washington. Fizemos uma boa dupla”.

Regininha Poltergeist vira evangélica, diz jornal

Divulgação /DivulgaçãoSegundo colunista Ancelmo Gois, ela agora pertence à igreja Bola de Neve.

Regininha Poltergeist: Louraça Belzebu nunca mais

Um símbolo sexual da década de 90 acaba de se tonar evangélica. Trata-se de Regininha Poltergeist que, sob o comando de Fausto Fawcett, incendiou o imaginário masculino encarnando a “Lourança Belzebu”. Pois bem, segundo o colunista Ancelmo Gois, do Jornal O Globo, ela participou de um batismo coletivo há alguns dias na igreja evangélica Bola de Neve, aquela moderninha que atrai surfistas e sarados.

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Evangélico receita sexo para salvar o casamento

E no sétimo dia, não houve descanso para os casados. Uma semana depois que o pastor Ed Young desafiou maridos e mulheres de seu rebanho de 20 mil fiéis a fortalecer seus relacionamentos com sete dias de sexo, seu conselho foi: continuem praticando.
O autor, apresentador de televisão e líder espiritual da igreja evangélica Fellowship (amizade) defendeu uma semana de “cópula congregacional” entre casais no dia 16 de novembro, enquanto passava em frente a uma grande cama. Às vezes, ele se inclinava enquanto folheava uma Bíblia, enfatizando o argumento de que é hora de pôr Deus de novo na cama.
– Hoje estamos começando esse experimento sexual, sete dias de sexo – disse, com sua mistura característica de humor, espetáculo e escritura sagrada.
No domingo, fiéis na igreja de Grapevine viram um sermão pré-gravado de Young e da esposa, Lisa, em telas enormes sobre um palco com luz de velas.
– Sei que há muito amor no ar esta semana entre os casais – comentou um dos músicos da igreja, tocando violão diante de uma multidão de 3 mil pessoas.
Lisa Young, com botas pretas até o joelho e jeans, disse que depois de uma semana fazendo sexo todos os dias, ou quase isso, alguns estão sorrindo. Para outros que enfrentam infidelidades, vícios em pornografia ou outros problemas complicados, houve alguma dor, mas também teve perdão. O pastor Young aconselhou os casais a continuarem a fazer o que estavam fazendo esta semana.
– Temos que tentar dobrar o grau de intimidade no casamento – incentivou. – E quando digo intimidade, não falo de mãos dadas no parque ou um carinho nas costas.

Sucesso

Young, conhecido como Ed pelos fiéis, e sua esposa, ambos com 47 anos, são casados há 26 e têm quatro filhos, incluindo gêmeos. Eles têm experiência em primeira mão de algumas das barreiras à vida sexual no casamento, incluindo carreiras, estresse, compromissos externos e crianças, uma dica que o pastor deu aos membros da igreja foi “manter a intimidade a uma distância de forma bem-sucedida.”
Mas se você reservar um tempo para fazer sexo, isso vai aproximá-lo de seu cônjuge e de Deus, indicou. Você vai ter um desempenho melhor no trabalho, vai deixar um legado de amor para os filhos seguirem, e pode até mesmo evitar um caso extraconjugal, concluiu.
– Se você disse Sim, aproveite o casamento - observou, dizendo aos solteiros para tentar comer um bolo de chocolate.
O casamento com falta de sexo foi assunto de pelo menos dois livros, 365 Nights (365 noites) e Just Do It (Simplesmente faça, em tradução livre). Isso não é um truque de publicidade, diz Young. É só perceber a sensualidade da Canção de Salomão, ou Genêsis: “Dois devem se tornar um”, ou Corinto: “Não se privem de relações sexuais.”
– Por alguma razão, a Igreja não falou nisso, mas nós precisamos – disse. - Não há vergonha no sexo matrimonial; Deus pensou nisso; foi idéia Dele.
Os que freqüentam a Fellowship estão acostumados ao estilo provocativo de Young. O desafio sexual, contudo, foi um pouco demais para alguns dos membros da igreja, que ficaram sentados com os braços cruzados num silêncio desconfortável, enquanto muitos aplaudiram com entusiasmo.
Nem sempre é fácil reservar tempo para o cônjuge, admitiu Young. Apenas três dias de desafio sexual, ele estava tão cansado depois de levantar antes do amanhecer para falar sobre a importância de fazer mais sexo no casamento que caiu na cama por volta das 20h na terça.
A esposa tentou acordá-lo, dizendo “Vamos lá, é o desafio sexual!” Mas Young murmurou: “Amanhã a gente faz uma sessão dupla”, e voltou a dormir. Um dos fiéis, Rob Hulsey, 25 anos, disse que os parentes levantaram as sobrancelhas depois das afirmações de Young, mas ele resumiu a reação de muitos maridos da Fellowship ao ouvir pela primeira vez o desafio sexual - “Sim!”.
Uma semana depois, ele e a esposa, que esperam um bebê e têm dois filhos mais velhos, não conseguiam deixar de ficar de mãos dadas durante o sermão. A esposa, Madeline Hulsey, 32 anos, estava animada em passar uma semana se concentrando no marido.
– Geralmente, nós começamos a nos beijar, e ouvimos baterem na porta e falarem “mamãe“.
Outros descobriram que, assim como sorrir quando você não está muito feliz, fazer sexo quando não há vontade melhorou o humor deles. Há apenas oito meses casados, Amy e Cody Waddell não estavam muito amorosos desde que Cody admitiu ter um caso.
– Intimidade foi uma batalha para nós, lidando com tudo isso – revela Waddell. – Esta semana realmente nos uniu de novo fisica e emocionalmente.

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Vândalo destruiu imagens de santos em igrejas de Teresina

É O DESTRUIDOR DE SANTOS: Assusta fiéis das comunidades com ataques aos santos nas igrejas.
Em uma das épocas em que as pessoas ficam mais ‘sensíveis’, o Natal, algumas pessoas ficam ‘revoltadas’. Teresina sofre hoje com ações de um vândalo que está atacando as Igrejas da capital e assustando a todos os fiéis e pessoas da comunidade.
Na última quarta-feira, dia 24, véspera do Natal, a igreja São José Operário, na Vila Operária, zona norte de Teresina, foi a primeira a sofrer com os atos de vandalismo. A imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi arrancada e rasgada. Diante de tal situação, fiéis se revoltaram e exigiram reforço policial para aquela área durante a noite.
No dia seguinte (25), os ataques foram feitos na zona sul de Teresina invadindo primeiramente a igreja de Nossa Senhora de Lourdes, pegando dois anjos do altar e quebrando suas asas. Logo em seguida, o ataque foi na Pastoral São Pedro Apóstolo, no bairro São Pedro, onde o vândalo quebrou o vidro do altar e arrancou a imagem de Nossa Senhora da Conceição, destruindo-a em seguida.
A imagem da santa tinha cerca de 1,50 cm e pesava em torno de 50 kg. A cabeça da santa foi encontrada a cerca de 100 m do local. Agentes do 3ª Distrito Policial estão investigando todos os casos e ainda não tem suspeita de quem está realizando os ‘ataques'.

O Dia.

Fonte: noticiascristas.blogspot.com

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

AVISO!!!!!!!

A PAZ DO SENHOR JESUS A TODOS!!!
GOSTARIA DE AVISAR OS IRMÃO QUE VISITAM MEU BLOG, QUE A DESATUALIZAÇÃO ESTÁ ACONTECENDO PORQUE ESTOU ESTUDANDO EM UM CURSINHO PARA CONCURSOS E ESTOU SEM TEMPO PARA ESTÁ ATUALIZANDO O BLOG!!!! GOSTARIA DA COMPREENSÃO DOS IRMÃOS E PEÇO PERDÃO!!!! OBRIGADA PELAS VISITAS!!!

Mãe acusa jogo de Nintendo DS de ensinar palavrões ao filho


Game de palavras cruzadas ‘Scrabble’ teria usado termos ofensivos. Produtora se defende e diz que jogo tem opção de censura.

Uma inglesa de 36 anos de idade acusa um jogo de palavras cruzadas do videogame portátil Nintendo DS de ensinar palavras ofensivas a um de seus dois filhos.

Tonya Carrington diz que “Scrabble: interactive” usou termos considerados impróprios para seu filho, Ethan, de 8 anos de idade. O jogo, que tem classificação etária para maiores de 3 anos, teria utilizado palavras referentes a uso de drogas e partes do corpo feminino.

“Ele vai muito bem em Inglês na escola, então decidi comprar esse jogo para melhorar seu vocabulário - mas não dessa maneira”, disse ela ao “Daily Mail”.

Tonya entrou em contato com a loja em que comprou o jogo, e depois com a Nintendo. A fabricante do DS disse que o assunto era responsabilidade da produtora Ubisoft e do órgão de classificação etária dos games na Europa.

“É uma pena que o jogo tenha causado essa polêmica, mas ele oferece uma opção ‘junior’, que impede a ocorrência de palavras incomuns ou ofensivas”, disse um porta-voz da Ubisoft.

Tonya disse que a opção não é mencionada no manual de instruções do game, e proibiu seu filho de continuar utilizando o jogo.

(Fonte: G1)

www.overbo.com.br

Com utilitários no altar, bispo pede aprovação de pacote para ajudar montadoras


O reverendo Charles Ellis, da igreja Templo da Grande Graça, em Detroit, realizou no domingo (7) um culto ao lado de três utilitários e pediu orações para que o Congresso ajude as montadoras. Na semana passada, líderes cristãos, judeus e muçulmanos também oraram pela aprovação do pacote.

Centro da indústria automobilística americana, a cidade de Detroit se tornou palco de uma mobilização religiosa que tem como objetivo pedir para que os congressistas votem um pacote de ajuda às montadoras no valor de US$ 34 bilhões, e impeça a falência de GM, Ford e Chrysler.

O auge da mobilização ocorreu no domingo (7), no Greater Grace Temple (confira aqui o site oficial da igreja, em inglês), ou Templo da Grande Graça, a maior igreja pentecostal da cidade, na qual o bispo Charles H. Ellis comandou um culto ao lado de três grandes veículos utilitários, um de cada montadora, doados por donos de lojas locais. “Nesta semana, vidas estão penduradas em um abismo de incerteza e as duas casas do Congresso vão decidir se estenderão a mão para ajudar”, afirmou Ellis para milhares de fiéis.

Durante o culto, o reverendo pediu para os fiéis reforçarem as orações e prometeu jejuar até que o Congresso vote o pacote de medidas para ajudar as montadoras. Antes de Ellis, falaram alguns dirigentes de sindicatos ligados à indústria automobilística. General Holiefield, um sindicalista ligado à Chrysler, afirmou, segundo o jornal The New York Times, que estava “entregando a situação para Deus”, enquanto James Settles Jr., de um sindicato dos trabalhadores ligados às fornecedoras de peças, pediu “orações contínuas, para que haja um milagre na próxima semana”.

Ato ecumênico

O desespero com a situação é tão grande que, na semana passada, 11 líderes religiosos, representando cristãos, judeus e muçulmanos se uniram em um ato ecumênico para pedir a ajuda divina à indústria automotiva. O ato foi comandado por Adam Maida, o arcebispo de Detroit, que escreveu uma carta de quatro páginas sobre a situação, dizendo que “no momento mais escuro do ano, proclamamos que Cristo é nossa luz e que Cristo é nossa esperança”.

A mobilização religiosa mostra o tamanho do temor em Detroit e outras cidades fortemente ligadas à indústria automobilística. Segundo as montadoras, os sindicatos e lobistas, a falência de GM, Ford e Chrysler poderia deixar até 3 milhões de pessoas desempregadas, agravando ainda mais a crise financeira pela qual passam os Estados Unidos.

Nesta semana, o Congresso americano deve se reunir novamente para tratar do assunto. Ao que parece, a ajuda de US$ 34 bilhões não será aprovada, mas sim um pacote de US$ 15 bilhões que serviria para conter problemas mais urgentes.

www.overbo.com.br

(Fonte: Revista Época)

Religioso saudita diz que crise financeira começou porque lei de Deus foi ignorada

O principal clérigo da Arábia Saudita afirmou neste domingo aos peregrinos muçulmanos do Hajj que a crise financeira global aconteceu porque o homem ignorou as leis de Deus, permitindo a usura –cobrança de juros– proibida pelo islã.

“Hoje nós assistimos a essa crise financeira se espalhar, enquanto empresas e bancos vão à falência”, disse o mufti Abdul Aziz al Sheikh na mesquita de Namera, onde o profeta Maomé teria rezado quando fez sua peregrinação.

“Este é o resultado quando os homens ignoram as leis de Deus. Os muçulmanos precisam se guiar pelas leis de Deus, e construir suas economias de acordo com elas”, explicou al Sheik aos fiéis.

Ele também pediu que o mundo árabe se una para enfrentar o terrorismo e preservar a estabilidade.
“O mundo precisa criminalizar o terrorismo. E nós precisamos ter cuidado com o terrorismo e combater as gangues criminosas hostis que destroem países e pessoas”, continuou o mufti.

A passagem pela mesquita é um dos ritos obrigatórios para os peregrinos no segundo dia do Hajj, a peregrinação a Meca que todo muçulmano deve fazer fazer ao menos uma vez na vida, caso tenha condições financeiras e de saúde.

Bancos do mundo árabe que operam de acordo com a Sharia (lei islâmica) evitam cobrar juros sobre os empréstimos, vistos como pecado pelos muçulmanos.

A Arábia Saudita, maior produtor de petróleo do mundo, está sendo fortemente afetada pelo desaquecimento da economia mundial e pelos efeitos da crise no mercado de commodities. O preço do petróleo caiu mais de 50% este ano.

Papa

Em outubro, o papa Bento 16 afirmou que a crise financeira mundial demonstra a futilidade do sucesso e do dinheiro, e pediu que as pessoas cimentassem a vida sobre a “rocha” da palavra divina.

“A palavra de Deus, mais que qualquer outra palavra, é o fundamento de tudo, a autêntica realidade. Você se equivoca se pensa que a matéria, as coisas sólidas que podemos tocar, são a realidade mais segura”, disse o papa no dia 6 de outubro, durante a abertura de uma assembléia de bispos do mundo inteiro reunidos no Vaticano.

(Fonte: Folha Online)

FONTE: www.overbo.com.br

Anúncios de Natal pró-Deus respondem a campanha ateísta em automóveis

Dois grupos Cristãos adquiriram espaços publicitários dos automóveis da área metropolitana de Washington DC, nos EUA, para contrariar a campanha “Porquê Acreditar num Deus?” em veículos, com os seus próprios anúncios de Natal pró-Deus.

O Centro de Desenvolvimento Familiar, uma instituição Católica sem fins lucrativos de Bethesda, Maryland, planeja angariar 14,000 dólares para realizar uma campanha intitulada “Eu Também Acredito”, que consiste de 10 veículos com cartazes laterais, 10 carros com cartazes traseiros, e 200 cartazes interiores.

Nos anúncios pró-Deus se poderá ler: “Porquê Acreditar? Porque Eu te criei e Eu te amo, em favor da bondade – DEUS”.

“O nosso objetivo é contrariar a AHA (American Humanistic Associacion) com o nosso próprio anúncio positivo e otimista que identifica Deus como o nosso verdadeiro criador que nos ama”, disse JoEllen Murphey, de McLean, na Virginia, uma mãe de quatro filhos, que foi uma das pessoas escandalizadas com a campanha ateísta empreendida pela Associação Humanista Americana.

Murphey trabalha conjuntamente com o Centro de Desenvolvimento Familiar pelas populações.

A Associação Humanista Americana começou a organizar uma campanha publicitária de 40.000 dólares para o período festivo no mês passado numa tentativa de alcançar aqueles que possam estar interessados no humanismo, que rejeita a crença em Deus e na vida para além da morte. Os anúncios que afirmam – “Porquê acreditar num deus? Basta ser bom, em favor da bondade” – estão atualmente expostos no exterior e no interior de 200 automóveis da área metropolitana de Washington e serão veiculados durante toda época do Natal.

Os anúncios do grupo ateísta suscitaram um clamor público, resultando em centenas de queixas enviadas à agência de trânsito devido àquela publicidade.

“Depois de um amigo ter me enviado um artigo sobre a campanha publicitária da AHA, pensei: ‘Basta!’ Estou tão cansada que Deus e a religião sejam atacados que decidi lançar uma contra-publicidade”, disse Murphey.

A campanha “Eu Também Acredito” será difundida a partir da próxima semana. Até 5 de Dezembro, mais de 165 doadores tinham contribuído com 6.700 dólares, o que é suficiente para cobrir o preço dos 200 cartazes interiores e 10 cartazes traseiros dos carros. No Facebook, a campanha tem o apoio de 740 amigos.

Podem ser feitas doações, que são dedutíveis, pela Internet através do PayPal ou por cheque, enviadas para o Centro de Desenvolvimento Familiar.

Um outro grupo Cristão, chamado Amigos de Cristo da Pensilvânia, tem também prevista uma campanha publicitária em automóveis para contrariar os anúncios ateístas. O grupo irá publicar anúncios dizendo “Acreditem em Deus. Cristo é o Natal em favor da bondade” em 10 veículos metropolitanos durante quatro semanas.

Entretanto, o diretor executivo da AHA, Roy Speckhardt, disse que a “campanha de festividades sem Deus” tem sido um sucesso esmagador, segundo a ABC News 7.

Muitos grupos Cristãos por todo o país disseram que acharam os anúncios ofensivos, reclamando que se trata de uma nova tentativa de banir Deus da praça pública da parte daqueles que travam uma guerra contra o Natal.

A campanha dos ateístas Americanos veio um mês depois da Associação Humanista Britânica ter declarado que iria publicar anúncios em veículos de Londres no mês de Janeiro, afirmando: “Provavelmente não há nenhum Deus. Agora, pare de se preocupar e desfrute a sua vida”.

Ao contrário da Grã-Bretanha, onde seis em cada dez pessoas admitem não ter qualquer afiliação religiosa – de acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas, os Estados Unidos são uma nação que ainda professa esmagadoramente uma crença em Deus. No início deste ano, uma sondagem do Pew Forum on Religion and Public Life descobriu que 92 por cento dos Americanos acreditam em Deus.

(Fonte: Diário Cristão / Adaptado por O Verbo)

Nova versão de Bíblia: Heterossexualidade é pecado

Um produtor de filmes recentemente divulgou um projeto independente acerca de uma fórmula que transforma todos os heterossexuais em “gays”. Agora ele anunciou que está trabalhando para fazer a “Bíblia da Princesa Diana”, na qual “Deus” ordena o homossexualismo como o melhor estilo de vida.

“Há muitas diferentes versões da Bíblia. Não vejo motivo por que não possamos ter uma Bíblia gay”, disse Max Mitchell numa declaração num site para o seu novo projeto.

A “Bíblia gay”, produzida pelos Estúdios Revisão, com sede no Novo México, EUA, declara que Deus instrui que “é melhor ser gay do que heterossexual”.

Mitchell disse que ele desenvolveu a idéia da “Bíblia” a partir de seu novo projeto cinematográfico, chamado “Horror in the Wind” [Horror ao vento], em que uma substância levada pelo ar “muda a orientação sexual do mundo”.

Ele disse que se chama “A Bíblia da Princesa Diana” por causa das “muitas boas obras” de Diana.

O site oferece uma pré-estréia do projeto, com previsão de disponibilidade para 2009.

Na versão de Mitchell, o livro de Gênesis fala sobre Aida e Eva:

“E o Senhor Deus fez cair um sono profundo sobre Aida, e ela dormiu; e ele tomou uma das costelas dela, e fechou a carne em seu lugar; e da costela, que o Senhor Deus tomou da mulher, ele formou outra mulher, e trouxe-a à primeira mulher. E disse Aida: ‘Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; ela será chamada mulher, porque ela foi tomada de mim. Portanto deixará a mulher a sua mãe, e apegar-se-á à sua esposa, e elas serão uma só carne. E ambas estavam nuas, a mulher e a sua esposa; e não se envergonhavam”.

A nova versão continua:

“E Eva concebeu, e deu a luz Caim, e disse, ‘criamos um filho à imagem de Deus’. E Deus disse que o macho era diferente da mulher porque ele foi gerado pela serpente… E Eva de novo concebeu da serpente e deu a luz Abel, irmão de Caim. E Abel cuidava das ovelhas, mas Caim cuidava da terra”.

De acordo com o site homossexual Queerty.com, Mitchell descreveu sua obra como divinamente inspirada.

“Jesus era gay. Nos tempos bíblicos, os relacionamentos homossexuais eram tão comuns que ninguém pensava duas vezes. O que era considerado pecado era a heterossexualidade”, ele disse no site.

Na página de comentários do site, um participante disse: “Aida e Eva são um sopro de ar fresco na face da reprimida homossexualidade da sociedade. Finalmente, uma versão da Bíblia com a qual todos podem se identificar”.

No site Belieftnet.com, alguém postou um comentário expressando oposição ao projeto:

“De vez em quando, a arte mais distorce a verdade do que a transcende, e é aí que tenho de decidir o que é aceitável ou não. Daí minha oposição à ‘Bíblia da Princesa Diana’ que está para vir”.

“Esse livro é inspirado por uma agenda política e o desejo de uma pessoa de torcer não somente o texto, mas o próprio contexto, para satisfazer sua própria perspectiva. Isso, você poderá dizer, é o que os comentaristas fazem — e talvez até mesmo os tradutores —, mas esse cara está se fazendo de ‘autor’, que faz de sua obra um livro, não uma Bíblia”, comentou esse participante.

Fonte: www.juliosevero.com

FONTE: www.overbo.com.br

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Renato Gaúcho dispensa ajuda de pastor

O pastor Clécio Jacinto, 67 anos, da Assembléia de Deus de Benfica, esteve pela segunda vez em São Januário, nesta quarta-feira, para tentar falar com o técnico Renato Gaúcho, que não retribuiu “a visita”.

Após o fim do treino, o pastor esperou por Renato e chegou a fazer uma oração a portas fechadas dentro do posto médico com alguns funcionários do clube.

“Tive uma revelação com Renato. No sonho ele estava desesperado e pedia ajuda. Vim para trazer paz e ajudar”, disse o “pastor-torcedor”, que chegou a ser jogador profissional nos anos 1960, pelo Sampaio Correa.

Para Renato, a ajuda ao Vasco deverá vir de outros meios. “Minha ajuda é o grupo, a dretoria e a família. Se der espaço para todo mundo vou me candidatar e ter dez milhões de votos. Não tenho tempo nem para minha família, imagina para outras pessoas”, completou.

(Fonte: Terra)

www.overbo.com.br

Casal de evangélicos é assassinado por causa de briga de trânsito em Cariacica

ESPÍRITO SANTO - Uma simples discussão teria sido a causa de um duplo assassinato registrado na noite desta terça-feira, no bairro Morada de Campo Grande, em Cariacica. O casal Charleston Hans Ferreira, 33 anos, e Rosilande Marcelino Ferreira, 31, foi morto a tiros quando voltava de um culto. As vítimas teriam dado carona para o pastor da igreja que freqüentava e voltava para casa.

No caminho, Charleston teria falado para um motoqueiro: “Quer passar por cima?”. Ele, que estava com a mulher e um filho de cinco anos no carro, seguiu em frente. Ao chegar em casa, o filho de 10 anos, que estava na residência, foi abrir o portão para o pai.

Nesse momento, o motoqueiro, que havia seguido o carro de Charleston, desceu da moto, foi em direção à vítima e efetuou cinco disparos, sendo quatro na cabeça e um tórax. A mulher da vítima, Rosilande, teria pedido ao criminoso para não disparar os tiros. Ele se virou para ela e fez quatro disparos - três na cabeça e um na clavícula esquerda.

O menino de cinco anos se escondeu dentro do carro, que tem vidros escuros, e não foi visto pelo executor. O irmão dele correu para os fundos da casa, sem muros, entrou na residência de um vizinho e se escondeu na lage. Enquanto isso, o bandido procurava pelo garoto. Provavelmente para executá-lo como queima-de-arquivo.

Sem conseguir encontrar o menino, o bandido fugiu na moto vermelha. As crianças estão sob proteção em casa de parentes. Os corpos de Charleston Hans Ferreira e Rosilande Marcelino Ferreira estão sendo velados no Cemitério Parque da Paz, em Cariacica, onde será sepultado na manhã desta quinta-feira. A polícia não tem pistas do motoqueiro.

(Fonte: Gazeta Online)

www.overbo.com.br

Uma em cada dez crianças sofre abuso nos países ricos, diz estudo

Pesquisa critica ainda atuação de autoridades para proteger as vítimas.

A cada ano, uma em cada dez crianças de países desenvolvidos é vítima de algum tipo de abuso, segundo estudo publicado nesta quarta-feira (3) na revista científica “The Lancet”.

De acordo com a pesquisa, compilada a partir de vários estudos anteriores realizados em países da América do Norte, Europa e Oceania, entre esses abusos estão negligência, agressão física, atos sexuais e abuso emocional.

Além disso, segundo os autores, apenas 10% dos casos de abuso são acompanhados pelas autoridades.

Os resultados mostram que o problema é mais grave do que se acreditava nas nações desenvolvidas.

Prejuízos a longo prazo

O estudo mostra que durante a infância, de 5% a 10% das meninas e até 5% dos meninos são expostos a atos sexuais com penetração — e até o triplo disso é exposto a qualquer tipo de abuso sexual.

Os casos de agressão física afetam de 4% a 16% das crianças.

Em entrevista à BBC Brasil, a coordenadora da pesquisa, Ruth Gilbert, do Instituto de Saúde Infantil da University College London, alerta que a exposição a vários e repetidos episódios de maus-tratos contribui para a mortalidade infantil, e traz prejuízos que podem perdurar até a fase adulta, como problemas emocionais e mentais, abuso de álcool e drogas, comportamento sexual arriscado, tendência ao crime e até obesidade.

Segundo Gilbert, os serviços de proteção e atenção à criança estão falhando em detectar os casos de abuso, já que muitos não são levados às autoridades por escolas, médicos e outros profissionais de saúde infantil.

“Seria impossível reportar todos os casos. Mas as autoridades têm que ter recursos para intervir o quanto antes, principalmente em histórias de abusos graves e freqüentes — antes mesmo de avaliar a gravidade da situação”, afirmou a cientista.

A pesquisa vem à tona em meio a um grande debate sobre a competência dos serviços de assistência social da Grã-Bretanha, depois que um menino de 1 ano e 5 meses, conhecido apenas como “Bebê P.”, foi morto violentamente pela mãe, seu namorado e um vizinho. Ele vinha sofrendo abuso meses antes, mesmo com o conhecimento de autoridades.

Gilbert disse que a publicação do estudo exatamente neste momento foi uma coincidência.

(Fonte: G1)

www.overbo.com.br

Diante do Trono inicia campanha de doações de Bíblias a presidiários

“… porque estive preso, e fostes ver-me.” Mateus 25:36

A primeira campanha de doação de Bíblias realizada pelo Ministério Diante do Trono, em 2007, abençoou muitas vidas. Cerca de 90 presidiários, de várias cidades de Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro, que enviaram suas cartas, receberam o presente que tanto almejavam: a Palavra de Deus. Agora, lendo o mais importante livro de todos os tempos, podem buscar mais intimidade com o Senhor e prosseguir para o alvo, Jesus.

O Diante do Trono agradece a todos aqueles que contribuíram e, principalmente, entenderam a importância de se dar uma nova chance. É possível imaginar a gratidão dos detentos ao receberem, sedentos, um pacote contendo a Palavra de Deus. Mas será possível mensurar a alegria do próprio Deus ao ver um filho ajudando a levantar um irmão?

“… é com muito carinho pelos irmãos em Cristo que venho lhes agradecer pelo apoio e pelas orações em prol da minha vida e da minha família.” “… sentimos a unção, o efeito é infinito, o mover do Espírito é visível nos irmãos e na repercussão dentro do presídio. Podemos ver uma parte do céu sobre nossas vidas. Reconhecemos que este é o Reino de Deus. Louvo ao Senhor por suas vidas.”
Palavras de um detento, irmão em Cristo, de Balbinos/São Paulo

Jesus um dia falou: Mais bem-aventurado é dar que receber. Atos 20:35

A oportunidade de abençoar as vidas que um dia fizeram uma má escolha, mas se arrependeram e hoje têm esperança e fome de Deus, está sendo renovada a partir de agora. Trata-se da Segunda Campanha de Doação de Bíblias do Ministério Diante do Trono. Isso mesmo! O Brasil, em seu sistema carcerário, será alimentado pela Palavra de Deus através de cada doação. A solidão dará lugar à presença poderosa do Senhor Jesus. Os sonhos serão restaurados e os medos aniquilados.

Seja também um parceiro do Diante do Trono nessa campanha, você pode ser um canal de benção na vida desses presidiários. Adquira através da Central de Atendimentos, pelo 0300 789 3536, um exemplar da Bíblia Sagrada. Ele será enviado diretamente a um dos diversos presidiários cadastrados em nossa base de dados.

Sinta-se encorajado a impactar vidas. As mesmas que um dia proclamarão a salvação de Cristo. Invista no Reino. Seja um abençoador diante do trono de Deus. Participe!

(Fonte: Diante do Trono)

www.overbo.com.br

Sacerdote ortodoxo grego é condenado por violentar menores

ATENAS (AFP) — Um sacerdote ortodoxo grego foi condenado pelo tribunal de apelação de Atenas a 11 anos de prisão por violentar, nos anos 90, dois menores de idade.

O tribunal também o condenou ao pagamento de uma multa de 101.000 dólares como indenização às vítimas.

As vítimas do ‘pope’ Andreas Papaioannu, de 65 anos, têm agora 27 e 28 anos e confirmaram ter sido violentados reiteradamente entre 1995 e 1997.

É pouco comum que casos de pedofilia protagonizados por ‘popes’ (sacerdotes do rito grego) sejam divulgados e levados à justiça na Grécia, onde a igreja ortodoxa é muito influente e não é separada do Estado.

Os popes gregos podem se casar e ter filhos, mas se forem casados não podem ter acesso a postos da direção eclesiástica.

(Fonte: AFP)

www.overbo.com.br

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O último enigma do cubo: a busca pelo Número de Deus


Uma das diversões mais populares do planeta desde os anos 1980, a traquitana colorida virou obsessão para matemáticos do mundo inteiro. Para ter uma idéia, eles chamam o motivo de seus estudos, o número mínimo de movimentos que alguém precisa fazer para solucionar o jogo, simplesmente de Número de Deus.

Erik Akkersdijk detém o recorde mundial de resolução do brinquedo, com a marca de 7,08 segundos. Thibat Jacquinot precisa de apenas uma mão para chegar lá. Joey Gouly gosta de solucioná-lo com os olhos vendados, e Zbigniew Zborowski o fez, da forma mais tradicional, 3.390 vezes em apenas um dia. Todos eles são mestres do Cubo Mágico (Rubik’s Cube no original em inglês), febre mundial desde os anos 1980 e um dos jogos mais populares de todos os tempos.

Desde o primeiro campeonato mundial, realizado em 1982, o recorde para a solução do cubo despencou de 19 para 7 segundos. Mas não são só os loucos por jogos que estão interessados em resolver o enigma. Matemáticos também são fascinados pelo brinquedo. Para eles a questão não é a velocidade. A pergunta é: quantos movimentos são necessários para resolver um cubo misturado o máximo possível?

A resposta não é tão direta como você poderia imaginar. Se alguém pegar um cubo resolvido e misturá-lo rodando 25 vezes as suas faces de maneira aleatória, é obvio que você pode resolver o cubo em 25 movimentos - basta fazer os mesmos em sentido contrário. Mas isso não quer dizer que ele não poderia ser resolvido com menos de 25 movimentos. Pensando nisso, os matemáticos estão interessados na estratégia mais eficiente, o caminho mais curto para a solução em qualquer configuração possível. Devemos concordar que essa não é uma resposta capaz der mudar o mundo, mas os matemáticos levam essa tarefa muito a sério. Eles se referem ao tal número como o Número de Deus.

Você poderia imaginar que, usando-se a fantástica capacidade de cálculos dos computadores de hoje em dia, descobrir esse número seria apenas uma questão de poucas horas. No máximo, de dias. “Na verdade, essa suposição está errada”, diz Tomas Rokicki, um matemático baseado na Califórnia, fundador da empresa de software Instantis. “Esse quebra-cabeça, esse brinquedo de criança, é muito simples. Afinal, ele tem poucas peças”, diz. “Ainda assim, um processador pode levar anos para determinar algumas de suas propriedades mais básicas.”

Entretanto, aos poucos os matemáticos têm superado limites para chegar ao Número de Deus. Ao que tudo indica, Rokicki está perto de uma resposta definitiva. Desde abril de 2008, ele baixou o número estimado três vezes.

A mania do Cubo Mágico começou em 1980, seis anos depois de o brinquedo ter sido inventado pelo escultor e arquiteto húngaro Erno Rubik. No total, algo em torno de 300 milhões de unidades foram vendidas pelo mundo até hoje. Em pesquisa recente do site de leilões britânico ebid.co.uk, ele foi apontado como o jogo mais viciante da história, deixando para trás os games clássicos para PCs e o modesto e genial iô-iô.

(Fonte: Revista Galileu)

FONTE: www.overbo.com.br

80 jovens fazem pacto de abstinência

A pureza do sexo e sua prática por amor — preferencialmente, no casamento — e não apenas por puro prazer físico. É o que defende o movimento Atitude 434, que realizou, neste fim de semana, um seminário, na sede do Colégio Kerigma, reunindo 80 jovens de 14 a 27 anos. Promovido pela Igreja Batista Central (IBC), o evento atraiu jovens de diferentes religiões.
Palestras sobre sexualidade, abordando conceitos e princípios de moralidade e revalorização do comportamento sexual, fizeram parte da programação do seminário. O encerramento do encontro foi marcado pela cerimônia do pacto de abstinência sexual, às 17 horas, na Tenda do IBC, no Anel Viário com BR-116.
Nesta cerimônia, os participantes receberam uma aliança de prata, se comprometendo a aceitar o desafio pelo voto de castidade. Ou seja, foram desafiados à total abstinência sexual até se unirem matrimonialmente com um parceiro ou parceira, independentemente da opção sexual de cada um.
Inspirado no Silver Ring 434 (anel de prata em inglês), que surgiu nos Estados Unidos, há dez anos, o movimento Atitude 434 foi criado, no Ceará, em 2006, pelo pastor Luís Fernando Veloso. Na época, 350 jovens reuniram-se em um congresso sobre sexualidade onde foram instigados a ter uma nova visão sobre o sexo, voltada mais para o lado espiritual. Copiei do Notícias Cristãs.
O movimento já conquistou aproximadamente três mil pessoas e alcançou cidades como Recife, Manaus, São Luís e Porto Alegre (RS).

Diário do Nordeste

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Dieta da Bíblia promete perder 5 kg em 11 dias


A dieta, que promete a perda de 5 kg por mês, exige sacrifício. São apenas 600 calorias por dia, três vezes menos que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde. A invenção é do médico judeu Edson Ramuth, que fundamentou a sua fórmula de emagrecimento no Velho Testamento.

Era só mais um passeio pelo shopping e uma olhadela nas vitrines repletas de modelos tamanhos P e M, que há anos não serviam nela. Até que a professora Simone Herdelha, 36, avistou uma placa que prometia “mudar o corpo em cinco semanas”. Ficou desconfiada. Já que estava ali mesmo, resolveu arriscar. Conheceu a dieta da Bíblia.

A invenção é do médico judeu Edson Ramuth, que fundamentou a sua fórmula de emagrecimento no Velho Testamento, texto sagrado para os judeus ortodoxos, que seguem as recomendações nutricionais bíblicas. “Estudei a composição dos alimentos, analisei vitaminas, sais minerais, proteínas e calorias de cada um em relação às necessidades do corpo e criei o meu cardápio”, afirma o cirurgião plástico e esteticista.

A dieta, que promete a perda de 5 kg por mês, exige sacrifício. São apenas 600 calorias por dia, três vezes menos do que o consumo recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Por isso, o regime também é curto: no máximo 11 dias por mês, sendo que no sexto, o sábado, dia sagrado para os judeus, a dieta recomenda apenas a ingestão de água.

Simone repetiu a série por quatro vezes e eliminou 14 kg. “E não foi milagre.É bem complicado”, afirma ela, que é católica não-praticante. Para o ponteiro da balança bater nos 68 kg, a lista de proibições, baseada no “cardápio bíblico”, foi bem grande.

Mais magra, a professora recebeu a notícia da chegada do primeiro filho. “Gestação acima do peso é muito arriscada. Ainda bem que, mesmo sem planejar um bebê, perdi uns bons quilos antes”, conta Simone, grávida de quatro meses. Ela pretende voltar à dieta da Bíblia em julho do ano que vem. A meta é chegar aos 62 kg e, depois, conseguir manter a silhueta. “Como quando eu era novinha.”

Efeito sanfona

Segurar os ponteiros da balança é exatamente a dificuldade do coordenador de vendas Odair de Brito, 37. Ele começou a dieta da Bíblia há cinco meses e luta religiosamente contra o efeito sanfona. No primeiro mês, perdeu 6 kg. No segundo, três. No terceiro, apenas um. Resolveu dar uma pausa de dois meses no regime, e, aí, “a coisa degringolou”. “Recuperei, rapidinho, 5 kg dos 10 kg que havia emagrecido”, lembra.

Arrependido, o cristão Odair, que freqüenta há dois anos uma igreja protestante, terminou na última quarta-feira mais uma nova maratona da dieta bíblica. Perdeu 5 kg. Precisa eliminar mais cinco para chegar aos 78 kg, o seu peso ideal. Mas isso é assunto para depois das festas de fim de ano. Até lá, ele já se dará por satisfeito se conseguir não engordar.

O problema, como em qualquer outra dieta, é não cair em tentação. “Tem que ter força de vontade e contar com a compreensão da família”, diz ele, que pediu para a mulher, Luciane, não saborear os “pratos proibidos” na sua frente. “Daí não dá para resistir, não é?”

Quem pretende seguir os mandamentos do dr. Edson precisa ficar atento. A nutricionista Paula Crook alerta que sacrifícios como esses não são uma forma saudável de enfrentar o “pecado da gula”. Isso porque, em dietas restritivas, a pessoa perde massa muscular, metabolicamente ativa. Quando pára o regime, está com o metabolismo mais lento e volta a engordar. “Pior, pode ganhar ainda mais peso do que tinha antes.”

Para a nutricionista, a melhor dieta é a velha conhecida reeducação alimentar. “Um processo lento, mas com resultados duradouros”, afirma.

Como se vê, para emagrecer com saúde, o que funciona, ainda, são outros princípios bíblicos, nada milagrosos, como a paciência e a perseverança.

É proibido comer

- Mais de 600 calorias por dia

- Carne de porco e de outros bichos que não ruminam, conforme os preceitos que embasam a dieta kasher

- Carne crua ou malpassada

- Leite e derivados (queijo, coalhada, creme de leite) na mesma refeição com carne, como filé à parmigiana e estrogonofe, a exemplo dos judeus ortodoxos

- Frutos do mar e peixes sem escamas, como cação e pintado

(Fonte: Abril/Ceuboy News)

FONTE: www.overbo.com.br

Empresário volta de Blumenau e fecha empresa para liderar campanha SOS Santa Catarina

Em apenas quatro dias, 35 toneladas foram arrecadadas; carreta partiu nesta segunda de manhã; segunda carreta já está a caminho por transportadora que cedeu toda a sua frota para encaminhar donativos

Humberto Carlos Collaço Neto. Este é o nome do jovem empresário que em apenas quatro dias conseguiu lotar uma carreta de 25 toneladas, deixando 10 do lado de fora para o próximo carregamento. Agente de viagens, Humberto estava em Blumenau, com um grupo de estudantes 100 em excursão, justamente no dia em que começaram as chuvas.

Depois de ficar ilhado e ver carros e caminhões submersos, e improvisar refeição ao grupo porque 80% dos funcionários do hotel contratado estavam com a casa inundada, Humberto conta que sentiu uma vontade impetuosa de fazer algo: “Eu ganho dinheiro com turismo nesse lugar. Vou ter que fazer alguma coisa!” Ele chegou a ver uma criança sozinha numa canoa entre os tetos das casas submersas.

A excursão sofreu alguns transtornos, mas todos chegaram à salvo. Na terça-feira, Collaço fechou a Atitude Turismo para liderar uma campanha de arrecadação de suprimentos para as vítimas. Ele recorreu aos seus próprios clientes e amigos, entre eles, a comunidade adventista, que além da igreja conta uma rede de ensino e uma ONG que é parceira da Defesa Civil - a Adra. O voluntário contou também com o apoio da MTR transportadora, que colocou uma frota inteira à disposição do SOS Santa Catarina.

Um posto de arrecadação aberto 24 horas foi aberto no Unasp - Centro Universitário Adventista de São Paulo, e tudo o que é arrecadado nas igrejas e unidades escolares tem sido encaminhado para lá - além das doações entregues pessoalmente na faculdade que fica na Estrada de Itapecerica da Serra, 5859, próximo da 47ª Delegacia de Polícia do Capão Redondo, zona Sul de São Paulo. Até a sexta-feira, já haviam sido arrecadadas 6 toneladas, e até a manhã de domingo (30/11), a carreta de 25 toneladas já estava lotada, com 10 toneladas do lado de fora.

“A princípio eu pensei em conseguir mil toneladas e alugar um carregamento; mas a coisa foi tomando uma proporção tão grande que não tenho mais uma meta. Nunca vi tanta solidariedade no olhar das pessoas”, diz Collaço, com os olhos marejados. “As pessoas me entregam dinheiro, roupa, o que têm no momento. Até mesmo as crianças, os universitários, todos colaboram!”

A comunidade adventista da região Sul do país direcionou as arrecadações da campanha Mutirão de Natal para socorrer Santa Catarina. Mais de 130 toneladas de alimento já foram arrecadadas, segundo Laércio Mazaro, diretor da Adra no Estado de São Paulo.

No momento, a maior necessidade das vítimas é de água potável para beber e cozinhar, bem como de roupas de cama, colchões e lençóis. Mas tudo é bem-vindo, pois aquelas pessoas perderam tudo. Isso significa que muita gente vai precisar de ajuda durante muito tempo - talvez por meses, até que a situação se recupere.

O exemplo de Humberto mostra a força da solidariedade, e o quanto uma pessoa pode fazer quando realmente decide fazer alguma coisa por amor.

Quem preferir ajudar com dinheiro, uma conta especial foi aberta em nome da Adra SC: Contato para doações: 0800-643-3048.

Banco do Brasil - Agência 3425-8 e C/C 15.000-2 em nome de ADRA DESABRIGADOS SC.

Endereços das unidades das escolas adventistas (postos de arrecadação) na região Sul do Estado de São Paulo no link: http://www.escolasaps.org.br/
Outros endereços no link: http://www.educacaoadventista.org.br

Contato direto com o organizador da campanha em São Paulo:
Humberto Carlos Collaço Neto, (11) 8659-4964

Unasp - SOS Santa Catarina 24h:
Estrada de Itapecerica da Serra, 5859, próximo da 47ª Delegacia de Polícia do Capão Redondo, zona Sul de São Paulo.

(Fonte: Paranashop)

FONTE: www.overbo.com.br

Denúncias levam à prisão de falso padre

Crato. A Polícia prendeu, no domingo (30), neste Município (a 540Km de Fortaleza) um falso padre que se apresentava nas comunidades locais como pertencente a Arquidiocese de São Paulo. Em poder dele foram encontrados uma batina preta, um colarinho, um crucifixo e uma pequena âmbula de metal, vazia, onde são guardadas as hóstias consagradas.

O falso padre foi preso numa casa do Conjunto Vitória Nossa, no bairro do Seminário. Em seguida, a Polícia o conduziu até a sua residência, na Rua Bomílcar, no mesmo bairro, para recolher os objetos de uso pessoal do falso sacerdote.

Ainda no ‘camburão’ da Polícia Civil, o falso padre se identificou como Antônio Rogério Feijó, natural de Alagoas. Ele justificou que “não estava fazendo nada de mais”. “Ando de batina porque carrego uma frustração. Fui seminarista, mas não consegui ser padre.” Para o falso padre , isso não se constitui nenhum crime. Afirmou que vivia do aluguel de uma casa que o pai deixou para ele em Alagoas.

O Delegado Levi Leal informou que só tem condições de enquadrá-lo no Código Penal depois das investigações. Estão sendo levantadas suspeitas de que o falso sacerdote estaria aliciando menor. Há denúncias de que o falso padre estaria ainda fazendo pregações contra a Igreja Católica.

(Fonte: Diário do Nordeste)

FONTE: www.overbo.com.br

Câmara aprova presença de sacerdotes em hospitais

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quinta-feira (27), em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 715/99, do deputado José Linhares (PP-CE), que assegura a sacerdotes e demais ministros religiosos acesso a hospitais e clínicas, públicos ou privados, para prestar assistência religiosa. O texto segue para o Senado.

A proposta assegura a presença de médico ou profissional por ele indicado para acompanhar a visita, que deverá ser solicitada pelo enfermo ou por algum parente.

O relator na CCJ, deputado Pastor Manoel Ferreira (PTB-RJ), sugeriu também a aprovação de emenda da Comissão de Seguridade Social e Família que exige autorização do médico para a presença dos religiosos.

(Fonte: Agência Câmara)

FONTE: www.overbo.com.br

Tragédia em Santa Catarina entristece o país, diz Marcelo Crivella


Em pronunciamento nesta segunda-feira (1º), o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) lamentou a tragédia provocada pelas chuvas em Santa Catarina e disse que o episódio entristeceu todo o país.

Até o presente momento, lembrou o senador, as chuvas em Santa Catarina já mataram 114 pessoas, deixando 51 mil desalojadas, 21 mil desabrigadas e 19 desaparecidas, em 57 municípios que estão em situação de calamidade. Ao todo, 1,5 milhão de pessoas já foram afetadas pelas enchentes.

Marcelo Crivella destacou ainda que o episódio vem despertando a solidariedade da população de todos os estados brasileiros, citando como exemplo campanha veiculada pela TV Record, que recebeu voto de aplauso do senador, em favor da arrecadação de recursos para a reconstrução das cidades de Santa Catarina afetadas pelas chuvas.

O senador pelo Rio de Janeiro disse ainda que a empresa inovou quando pediu ao Ministério Público para fiscalizar o destino “de cada centavo” recebido das doações.

- A campanha conta com o apreço e a admiração de todos nós pelo sentido social, engrandece e dignifica as virtudes cívicas da raça brasileira - afirmou Crivella, que também cobrou a realização de investimentos em infra-estrutura e o resgate de comunidades carentes em todo o Brasil - afirmou.

De acordo com a Folha Online, a emissora realmente enviou ao MP-SP um ofício pedindo a fiscalização da conta. O MP-SP, por sua vez, negou que esteja auditando os recursos, afirmando, por meio de sua assessoria de imprensa, que não cabe à entidade fiscalizar esse tipo de campanha.

(Fonte: Senado Federal/Folha Online)

FONTE: www.overbo.com.br

domingo, 30 de novembro de 2008

Mãe de 3 filhos muda nome após provar que é mulher

Aos 33 anos, a doméstica vive sem documentos e sem registro no emprego.
Mãe de três filhos, a empregada doméstica Ivone Carmo da Silva, de 33 anos, finalmente conseguiu provar à Justiça brasileira que é mulher e que seu primeiro nome - Ivonei - foi registrado com erro na certidão de nascimento.
Ela tentou outras duas vezes mudar o documento[bb] que provocava constrangimentos em seu cotidiano desde que se entendeu por gente. Pobre e analfabeta, ela conta que a tarefa parecia sempre tão difícil que ela desistiu. Desta vez, só foi possível graças à percepção de um pastor evangélico e à ajuda de um casal de advogados que aceitou interceder por ela à Justiça sem cobrar pelo serviço.
Ivone, que completará 34 anos no próximo dia 16 de dezembro, só agora vai poder mudar seu nome para Ivone e, com a retificação da informação sobre sexo na certidão, solicitar título de eleitor, inscrição no CPF e carteira de trabalho.
Com os documentos em mão, ela vai voltar a solicitar novamente a inclusão de seu nome no Bolsa-Família. Em 2003, quando ainda morava no Recife, ela conseguiu o cartão, mas, sem documentos, não podia retirar o dinheiro.
"A assistente social me falou: ´você não tem CPF, você não é ninguém." Agora com a possibilidade de votar e de ter conta bancária, Ivone também planeja oficializar sua união com o metalúrgico Cícero Gomes da Silva, com quem vive há 11 anos. Ela, que nunca freqüentou escola[bb], pretende também iniciar um curso supletivo.
A vida de Ivone mudou em 25 de novembro, quando a juíza Iohana Frizzani Exposito, do Fórum de Itatiba, cidade localizada a 84 km de São Paulo, aceitou o pedido de retificação de seu registro civil.
"Ficou comprovado pela prova testemunhal, documental e pericial que a requerente é do sexo feminino, apesar de constar em seu registro de nascimento que é do sexo masculino", diz a sentença.
Embora a juíza tenha constatado na primeira audiência que Ivone é mulher, o Ministério Público de Itatiba decidiu, por prudência, pedir provas. A doméstica teve de submeter-se a exame clínico no Sistema Único de Saúde (SUS).
O médico constatou que Ivone "possui órgão genital compatível com o sexo feminino, mamas desenvolvidas e cicatriz de parto normal." A doméstica diz que passar pelo exame foi constrangedor, mas considerou natural. "A gente fica só um pouco nervosa", afirmou.
Ivonei não conseguiu descobrir como foi que o erro surgiu quando seu pai a registrou no cartório de São João do Meriti, no Rio de Janeiro, há 34 anos. O marido dela, Cícero, supõe que o sogro tenha confundido a palavra ´feminino´ com ´masculino´.
"Ele também era analfabeto e pode ser que tenha confundido ou a pessoa do cartório confundiu", afirmou. Para a advogada Elizabete Peixoto, o funcionário do cartório pode ter errado ao supor tratar-se de um menino a partir do nome sugerido pelo pai.
Ao completar 18 anos, Ivone tentou mudar o registro para retirar a carteira de trabalho e desistiu porque o documento não batia. "Não sabia direito como fazer, não tinha orientação de ninguém", contou ela.
Há quatro anos em São Paulo, Ivone pediu que familiares retificassem o registro, mas os funcionários exigiram sua presença em São João do Meriti. "Minha sogra mora no Rio e tentou resolver, mas tinha que entrar com ação judicial", conta Cícero.
Outro choque com a realidade ocorreu quando Cícero tentou oficializar a união dos dois. "A moça disse que no Brasil não existe casamento de homem com homem", afirmou.
Ivone conta que embora a certidão de nascimento aponte sexo masculino ela não teve problemas para receber atendimento médico em maternidades públicas ao dar à luz os três filhos. O nome da mãe, no entanto, aparece como Ivone na certidão de nascimento dos filhos, que também terão de ser retificadas.
Evangélicos, Ivone e Cícero freqüentavam a Igreja Cristo Pentecostal no Brasil, que orienta os fiéis a regularizarem sua situação civil. O pastor Pedro Márcio da Silva notava que a família visitava a igreja e depois sumia por algumas semanas. Questionados sobre o motivo do distanciamento, eles contaram o problema.
"Eles quiseram entrar em comunhão, mas para ser membro da igreja tem de ser casado legalmente. Eles não podiam porque não tinham o documento", disse o presidente da igreja na região de Campinas, Paulo Galvão.
Galvão mobilizou o casal de advogados Luiz Peixoto e Elizabete Gomes dos Santos Peixoto, que entraram na Justiça em 26 de fevereiro de 2008 com o pedido de retificação. Moradora na periferia de Itatiba e sem condições de pagar os honorários, Ivone teve atendimento gratuito. O processo demorou nove meses. "Estou nascendo agora", disse ela.

EPTV

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Pedofilia e sua visibilidade

Eles estão por toda parte. São pais[bb], padrastos, avós, tios, professores, militares de todas as patentes e religiosos de todos os credos, marginalizados e da alta sociedade, com distúrbios psicológicos ou simplesmente falta de caráter. Fracassou a tentativa (ou a tentação) de se criarem caricaturas do pedófilo. Não dá para definir quais as categorias sociais mais suspeitas. Não há, por assim dizer, "grupos de risco". A pedofilia é um problema que o Brasil está tirando de trás das cortinas obscuras das relações familiares, onde o Estado não entrava porque não se achava no direito. Agora, há até CPI e campanha nacional com o objetivo de desmascarar a pedofilia, a das redes virtuais de pornografia infantil e a do dia-a-dia, aquela que até então era engolida amargamente, com vergonha e medo, por tantas vítimas e responsáveis que não sabiam a quem apelar.
Outro dia, o senador Magno Malta falou sobre isso numa entrevista a um pastor evangélico[bb] na TV. O pastor parecia não estar entendendo o foco do problema, pois insistia na antiga tendência de se apontar muito facilmente um culpado que pudesse ser identificado e rechaçado. Ele ironizou: "A pedofilia hoje celebra missa, não é, senador?". O também evangélico senador da República, exercendo coerentemente seu papel de zelar pela imparcialidade, confirmou a referência aos padres pedófilos, mas não deixou de lembrar que a pedofilia também prega em cultos evangélicos. O pastor se calou, vencido por sua ignorância objetiva e seu fanatismo pré-científico.
Há que se tomar a pedofilia como um sintoma de uma cultura sexual desumana e não como uma causa de perversões individuais. Claro, sempre houve pedófilos e nem sempre isso foi considerado crime. Mas o crescimento do número de casos em relação ao populacional tem sido geométrico. Logo, não adianta banir os estrondos na ponta da linha se não forem trabalhados os fatores que os produzem. Estão em jogo muito mais do que um correto desenvolvimento afetivo-sexual e uma conduta moral sadia.
Estamos erotizando nossas crianças com o pretexto de que a melhor educação sexual é a liberdade para experiências no mundo. Com um arsenal de sensualismo midiático e uma produção em série de terapeutas para todas as esquinas, estamos liberando os sujeitos de suas repressões – o que é bastante necessário e proveitoso – mas não estamos colocando nada de são no vazio que elas deixam. É a velha falácia: vamos quebrar os tabus, pois eles nos aprisionam; vamos trocar essa ultrapassada prisão pelas modernas masmorras das nossas neuroses e bizarrices.
Sobre isso, uma canção de Gilberto Gil e Jorge Mautner observa: "Os pais/ estão preocupados demais/ com medo que seus filhos caiam nas mãos dos narco-marginais/ ou então na mão dos molestadores sexuais./ E no entanto ao mesmo tempo são a favor das liberdades atuais./ Por isso não podem fugir do problema:/ maior liberdade ou maior repressão,/ dilema central dessa tal de civilização".

Maratimba

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Bento XVI admite que "ficou mais difícil acreditar"


O Papa Bento XVI admitiu neste sábado ao receber seminaristas italianos que "hoje em dia ficou mais difícil acreditar", segundo o texto de sua homilia publicado pelo Vaticano.
"O homem contemporâneo ainda sente a necessidade do Cristo e de sua mensagem?", perguntou neste sábado Bento XVI em um discurso pronunciado diante de futuros padres do sul da Itália.
"Hoje, certamente por motivos diversos, ficou mais difícil acreditar, e ficou mais difícil dedicar sua vida à causa do Evangelho", considerou o Papa.
Para Bento XVI, a maior culpada por esta situação é "uma certa cultura, que no contexto social atual quer nos mostrar a cara de uma humanidade auto-suficiente, desejosa de realizar seus projetos por seus próprios meios e de ser a única dona de seu destino, e que em conseqüência não reconhece a influência de Deus e o exclui de fato de suas decisões e de suas escolhas".
"O homem do terceiro milênio, como em todas as épocas, precisa de Deus, e ainda o procura sem se dar conta", prosseguiu o Papa, exortando os cristãos, e principalmente os padres, a "oferecer a todos, com os meios condizentes com as exigências de nossa época, a imutável, atual e viva palavra de vida do Cristo".

AFP

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Sociedade Bíblica ajuda Cristãos a aprofundarem-se na Bíblia

Os Cristãos podem agora reencontrar a Bíblia através de um recurso baseado num método antigo de leitura das Escrituras – Lectio Divina.
Lectio Divina, que significa em latim "leitura espiritual", segue uma abordagem de quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação.
O recurso foi lançado pela Sociedade Bíblica para incentivar os Cristãos a reencontrarem-se com Deus através da mensagem presente na Bíblia, capaz de mudar vidas.
O livrete, disponível para download gratuito no site da Sociedade Bíblica Britânica, leva o leitor a passar pelo Evangelho de Marcos semanalmente, durante um ano inteiro. Coloca os versículos da Bíblia no contexto em que foram escritos, e, para ajudar o leitor a compreender a Lectio Divina, também incentiva a oração e reflexão pessoal sobre a passagem.
As séries começam a 30 de Novembro e estarão disponível em treze línguas.
A iniciativa já recebeu a aprovação de importantes teólogos. O Arcebispo Vincent Nichols disse que isto iria permitir aos Cristãos tornarem-se “cada vez mais centrados na Palavra de Deus – que tem a capacidade de mudar vidas”.
Michael Pfundner, director do Desenvolvimento da Bíblia e Igreja da Sociedade Bíblica disse: "Com o seu ênfase na contemplação tranquila e intensa, a Lectio Divina irá proporcionar às pessoas um novo encontro com Deus no meio da vida quotidiana, com as suas alegrias e desafios.
"Esperamos que altere radicalmente o conhecimento que as pessoas têm de Deus – um Deus que quer encontrar-nos onde nós estamos. Tornar este recurso gratuitamente disponível a partir da nossa página na Internet faz parte da nossa missão para ajudar a Igreja a participar da mensagem poderosa da Bíblia de uma forma útil e prática."
O método da Lectio Divina remonta ao Século IV, aos primeiros padres da Igreja. Enraizado na Igreja Católica, as quatro etapas foram registadas por um monge, de nome Guigo Cartujo, em 1173.
A publicação está disponível gratuitamente em www.biblesociety.org.uk/lectio

DC

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Vereador envolvido na morte de irmãos evangélicos é executado em Atalaia

Os moradores de município de Atalaia voltaram a presenciar mais um ato violento. Na tarde de hoje foi executado a tiros o vereador eleito, Gilvânio Soares de Oliveira, 40 anos. Ele foi morto por um homem que disparou dois tiros em sua cabeça, quando a vítima estava num mercadinho pertencente a sua irmã.
Os disparos e a fuga do assassino que contou com a cobertura de um veículo Pálio juntamente com outros dois homens, causou pânico nas ruas da cidade.
Gilvânio foi eleito com a maior votação da cidade no último pleito. Ele se tornou conhecido em Alagoas depois que teve o seu nome envolvido na morte dos irmãos evangélicos Elizanfan Almeida de Lima, 39 e Eliane Almeida, 41.

Últimas Notícias

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

Polícia caça pastor evangélico estudante de direito acusado de ser da milícia Liga da Justiça


Apontado pela polícia como sendo um dos tentáculos da milícia conhecida como Liga da Justiça, o estudante de direito e pastor Alexandre de Souza Ferreira, de 37 anos, o Broa, está sendo caçado por agentes da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado e de Inquéritos Especiais (Draco/IE).
Ligado ao vereador Jerônimo Guimarães, o Jerominho, e ao irmão do parlamentar, o ex-deputado estadual Natalino Guimarães, Broa está com a prisão temporária decretada pelo juiz Alexandre Abrãao, da 1ª Vara Criminal de Bangu.
O pastor é acusado de ser um dos cinco homens responsáveis pelo seqüestro de oito pessoas, durante a invasão da milícia à Favela do Batan, em Realengo, no ano passado.
A comunidade é a mesma, onde um repórter, um fotógrafo e um motorista do jornal "O Dia" foram seqüestrados e torturados, por mais de sete horas, no dia 14 de maio de 2008.
De acordo com um inquérito instaurado na 33ª DP (Realengo), das oito vítimas seqüestradas pela milícia, pelo menos quatro foram torturadas e assassinadas.
Os corpos apareceram em Santa Cruz, na Zona Oeste e em Mangaratiba, na Costa Verde do Rio.
Duas pessoas conseguiram sobreviver ao massacre: uma escapou do cativeiro e outra foi libertada pelos milicianos. Outras duas estão até hoje desaparecidas.
- O fato que motivou o seqüestro foi a tomada das favelas pela milícia - explicou o delegado Cláudio Ferraz, da Draco, que apura o caso em conjunto com o delegado Átila Láfere, da delegacia de Realengo.
A Draco investiga ainda a informação de que Broa foi visto, pouco depois do período eleitoral, em Campo Grande, na Zona Oeste. O local é um dos principais redutos da Liga da Justiça, que segundo a polícia é chefiada pelo ex-deputado Natalino Guimarães e pelo vereador Jerominho.
As quatro pessoas que moravam na Favela do Batan e tiveram a morte confirmada são: a dona-de-casa Alessandra Francisca da Silva, o estudante Diego de Melo Aquilino, Valdemir Gomes da Mota e Antônio Girlene de Araújo Tavares.
Quadrilha usou disfarce em ataque Quatro vítimas da milícia foram seqüestradas, na madrugada do dia 18 de junho do ano passado. Vestindo roupas pretas com a inscrição "Serviço de Operações Especiais" e usando duas Blazers e um Gol, os milicianos atacaram primeiro um cobrador de transporte alternativo e um adolescente.
Levados para um cativeiro, os dois foram torturados com golpes de cassetete, para dizer os nomes e endereços dos traficantes da Favela do Batan.
Algemado em um degrau de uma escada de madeira, o cobrador conseguiu fugir, enquanto o adolescente levava os milicianos até a casa de Alessandra Francisca da Silva.
Acusada pela milícia de dar apoio aos traficantes, ela foi morta a pauladas. A morte foi gravada por milicianos, por meio de um celular com câmera.
Os bandidos mataram ainda Diego Aquilino, também capturado pelo bando. Depois de alegar que iria colaborar com a milícia, o adolescente foi liberado
No dia 30, outras quatro pessoas também foram seqüestradas pela quadrilha. Os dois sobreviventes prestaram depoimento na 33ª DP. Eles reconheceram Broa como sendo um dos homens que os torturaram.

Extra

FONTE: noticiascristas.blogspot.com

sábado, 29 de novembro de 2008

Chega a 109 o número de mortos em SC. Ajude com doações


Mais de 78 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. Pelo menos 19 permanecem desaparecidos, segundo Defesa Civil.

O número de mortes causadas pela chuva que atinge Santa Catarina desde o fim de semana passado já chega a 109, segundo a Defesa Civil divulgou neste sábado (29). Mais de 78 mil pessoas deixaram suas casas. Pelo menos 19 permanecem desaparecidas. Ao todo, mais de 1,5 milhão de pessoas foram afetas pelas chuvas.

Os óbitos ocorreram Brusque (1), Gaspar (15), Blumenau (24), em Jaraguá do Sul (13), Pomerode (1), Bom Jardim da Serra (1), Luiz Alves (5), Rancho Queimado (2), Ilhota (37), Benedito Novo (2), Rodeio (4), Itajaí (2), São Pedro de Alcântara (1) e Florianópolis (1).

Doações

Contas foram abertas por bancos em nome do Fundo Estadual da Defesa Civil, de Santa Catarina e recebem doações.

Veja as contas para doações:
- Caixa Econômica Federal: Agência 1877, operação 006, conta 80.000-8
- Banco do Brasil: Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7
- Besc: Agência 068-0, Conta Corrente 80.000-0
- Bradesco S/A: 237 Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1

- Itaú: Agência: 0289, Conta Corrente: 69971-2

O nome da pessoa jurídica é Fundo Estadual da Defesa Civil e o CNPJ, 04.426.883/0001-57.

As empresas ou pessoas de outros estados que tiverem interesse em fazer doações para as vítimas das enchentes de Santa Catarina devem entrar em contato com o Departamento Estadual de Defesa Civil do Estado, pelo número (48) 4009-9885. As principais necessidades são de alimentos, água e produtos de higiene pessoal.

Os catarinenses devem ligar para 199 ou para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional mais próxima do seu município.

(Fonte: G1)

FONTE: www.overbo.com.br

Ministro da Cultura parabeniza a cantora Soraya Moraes pela vitória no Grammy Latino


O Ministro da Cultura, Juca Ferreira, se reuniu com a cantora Soraya Moraes, na tarde desta terça-feira, dia 25/11, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A cerimônia também contou com a presença do Superintendente Geral da Line Records, Leandro Oliveira; o Presidente das Relações Institucionais e Comunicação da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), Jerônimo Alves; o produtor Marco Moraes; a presidente da Comunidade Brasil e Israel, Jane Silva; e os deputados federais George Hilton, Flávio Bezerra, Vinícius de Carvalho, Mário de Oliveira e Jefferson Campos.

Na ocasião, o ministro Juca Ferreira parabenizou a cantora pela vitória no Grammy Latino 2008. “Gostaria de parabenizar a Soraya por ter representado tão bem o Brasil em uma premiação importante como o Grammy Latino. Para o Ministério da Cultura é um prazer recebê-la, até porque sabemos que ganhar em uma categoria não é fácil, imagine em três. A música gospel é uma expressão cultural muito grande”, disse.

O deputado federal George Hilton, que também é artista da Line Records, aproveitou a oportunidade para agradecer ao ministro pela homenagem à Soraya Moraes. “Sabemos que o ministro tem uma agenda muito cheia e desmarcou alguns compromissos para prestigiar a Soraya. Para nós é uma honra muito grande ter essa receptividade”. Diante da declaração, o ministro finalizou: “O Ministério da Cultura é a casa dos artistas. Nós é que nos sentimos lisonjeados em recebê-los e espero que ela ganhe outros prêmios e possa nos visitar mais vezes”.

Já Soraya Moraes, foi só sorrisos diante da iniciativa do Ministério da Cultura. “Não tenho palavras para agradecê-los por terem nos recebido com tanto carinho. É um prazer poder representar a música brasileira, principalmente através de um louvor que trata-se de uma adoração a Deus. Gostaria de agradecer ao deputado George Hilton, que proporcionou esse encontro maravilhoso”, declarou.

Grammy Latino

No Grammy Latino 2008, Soraya Moraes foi a melhor representante do Brasil, tendo vencido em três categorias: Melhor Canção Brasileira (Som da Chuva), Melhor Álbum Cristão em Língua Espanhola (Tengo Sed de Ti) e Melhor Álbum Cristão em Língua Portuguesa (Som da Chuva). Com a vitória no Grammy 2005 (Deixa o Teu Rio Me Levar), a cantora acumula quatro gramofone e, hoje, é a artista brasileira que possui o maior número de premiações.

A participação de Soraya no Grammy deste ano já começou com surpresas, já que essa foi a primeira vez que uma cantora gospel concorreu na categoria “Melhor Canção Brasileira”. Ao lado da artista, também disputaram Djavan, Vanessa da Matta, Jorge Vercillo e Sérgio Mendes.

FONTE: www.overbo.com.br